Campeões Mundiais de MX Júnior 2012 foram coroados

Por Renato Dalzochio Jr. | Fotos por Divulgação | 27 de agosto de 2012 - 20:45

A pista de Gorna Rositza, em Sevlievo na Bulgária, recebeu neste domingo a nona edição do campeonato Mundial de Motocross Júnior, o Monster Energy FIM Junior Motocross World Championship 2012. Caleb Grothues da Austrália, Brian Hsu da Alemanha e Tim Gajser da Eslovênia foram os campeões nas categorias 65, 85 e 125 respectivamente. Na disputa por países a Holanda subiu no topo do pódio, com a Itália em segundo e os Estados Unidos na terceira posição. A competição é somente com motos 2 Tempos. Confira como foi o evento deste domingo 26 de agosto.

Cerimônia de abertura

Cerimônia de abertura

Categoria 125

Tim Gajser fez duas corridas fantásticas e foi coroado o campeão mundial da categoria 125cc depois de vencer as duas baterias. Na primeira corrida ele teve um bom começo e largou em segundo, mas rapidamente ultrapassou Simone Furlotti e dominou a bateria até a bandeira quadriculada. A segunda bateria não foi fácil para Gajser, que não conseguiu largar na frente e teve dificuldades para ultrapassar os italianos Furlotti e Bonini. Gajser admitiu que teve alguns problemas com o freio traseiro durante a segunda bateria, mas no final conseguiu vencer a corrida e também o título mundial.

Tim Gajser

Tim Gajser

Simone Furlotti andou muito bem e sagrou-se vice-campeão ao finalizar em segundo nas duas baterias, resultado que deu a segunda posição para a Itália na disputa por países. Nas duas corridas Furlotti começou na frente. Nas duas foi superado por Gajser. Na primeira facilmente no início da corrida e na segunda segurou a liderança até as voltas finais.

Pauls Jonass, campeão mundial da 85cc em 2011, provou seu incrível talento ao conquistar o último degrau do pódio na 125cc. Na primeira bateria o piloto da Letônia quase ultrapassou Furlotti, mas acabou se contentando com a terceira posição. Na segunda não teve uma boa largada e cruzou a linha de chegada em quinto, garantindo o terceiro lugar no overall.

Jorge Zaragoza perdeu o pódio por apenas três posições. Dono do melhor tempo no sábado, o espanhol foi bloqueado na curva após a largada da primeira bateria, lutando muito para se recuperar, saindo da décima segunda posição para finalizar em sexto. Mesmo exausto, deu tudo de si na segunda bateria e finalizou em quarto, mesma posição obtida no overall.

Jorge Zaragoza

Jorge Zaragoza

O britânico James Dunn teve uma corrida difícil na primeira bateria, quando caiu na curva logo após a largada e finalizou em décimo. As coisas começaram muito melhor na segunda bateria e graças à terceira posição ele foi o quinto colocado no overall.

Classificação final categoria 125
1. Tim Gajser (KTM)
2. Simone Furlotti (Suzuki)
3. Pauls Jonass (KTM)
4. Jorge Zaragoza Beltran (Suzuki)
5. James Dunn (KTM)
6. Vaclav Kovar (KTM)
7. Calvin Vlaanderen (KTM)
8. Nicholas Adams (KTM)
9. Thomas Kjer Olsen (Yamaha)
10. Hamish Harwood (KTM)

Categoria 85

Brian Hsu foi coroado campeão mundial na categoria 85cc depois de finalizar em terceiro na primeira bateria e vencer a segunda. O piloto alemão admitiu que não esperava sequer terminar no pódio neste fim de semana, especialmente porque estava doente e sentia-se fraco antes das corridas começarem. No entanto Hsu deu o melhor de si para terminar em terceiro na primeira bateria e vencer a segunda de ponta a ponta, após largar na primeira posição.

Largada da categoria 85 com Enzo Lopes na ponta

Largada da categoria 85 com Enzo Lopes na ponta

O vice-campeonato ficou com Austin Forkner, que perdeu o título nos últimos metros da segunda corrida. Depois de vencer a primeira bateria, Forkner não teve uma boa largada na segunda, mas volta após volta ele estava se recuperando e ganhando posições. Nas últimas voltas o norte-americano trocou a segunda posição com o piloto da casa, Ivan Petrov. A segunda posição dava o título para Forkner, mas na última volta sua moto começou a falhar e ele perdeu o segundo lugar e o título nos últimos metros da pista, quando se aproximava do salto de chegada.

Austin Forkner

Austin Forkner

O atual campeão europeu Davy Pootjes admitiu que teve um pouco de dificuldades na exigente pista de Sevlievo, mas o segundo lugar na primeira bateria e o quinto na segunda lhe garantiram a terceira posição no campeonato. O holandês protagonizou um duelo com Forkner pela vitória na primeira bateria, mas uma vez que o norte-americano lhe alcançou, Pootjes decidiu correr com cautela e garantir a segunda posição. Na segunda bateria, mesmo andando bem, o holandês só foi capaz de finalizar em quinto.

O piloto da casa, Ivan Petrov, fez o público enlouquecer, especialmente na segunda bateria, quando brigou com Forkner pela segunda posição. No fim Petrov cruzou a linha de chegada em segundo, na frente do norte-americano, mas a nona posição na primeira bateria o fez terminar apenas em quarto na classificação final.

Brian Hsu

Brian Hsu

O italiano Tomas Ragadini completou os cinco primeiros. Ele foi sexto na primeira bateria. Já na segunda conseguiu uma boa largada, chegando a brigar pela vice-liderança em determinado momento da corrida e finalizando em quarto, o que lhe garantiu a quinta posição no overall.

O gaúcho Enzo Lopes, representante do Brasil na categoria 85cc, foi sétimo na primeira bateria e trigésimo segundo na segunda, finalizando em décimo quinto no overall.

Classificação final categoria 85
1. Brian Hsu (Suzuki)
2. Austin Forkner (Kawasaki)
3. Davy Pootjes (KTM)
4. Ivan Petrov (KTM)
5. Tomas Ragadini (KTM)
6. Jake Pinhancos (Suzuki)
7. Bradley Cox (KTM)
8. Filippo Zonta (KTM)
9. Mitchell Evans (KTM)
10. Conrad Mewse (KTM)
15. Enzo Lopes (KTM)

Categoria 65

O australiano Caleb Grothues dominou a categoria 65cc depois de vencer as duas baterias com autoridade soberba. Grothues venceu a primeira bateria com quase 12 segundos de vantagem sobre o segundo colocado, Raivo Dankers. Na segunda bateria o australiano também foi capaz de abrir uma vantagem confortável sobre seus concorrentes, cruzando a linha de chegada 7 segundos na frente do esloveno Luka Milec, que foi o sétimo no overall por causa da décima quarta posição na primeira bateria.

Largada da categoria 65 em Sevlievo

Largada da categoria 65 em Sevlievo

O segundo lugar no overall foi para outro australiano, Riley Dukes, que foi terceiro nas duas baterias. A grande surpresa do dia foi o jovem talento da Romênia, Robert Tompa, que completou o pódio graças à quarta posição na primeira bateria e a quinta na segunda.

Riley Dukes

Riley Dukes

O norte-americano Conner Mullennix foi o quarto e o russo Timur Petrashin completou os cinco primeiros. O atual campeão europeu, Xylian Ramella não conseguiu fazer boas corridas. Na primeira bateria, quando brigava pela segunda posição, caiu na última volta e finalizou em quinto. Na segunda bateria Ramella só foi capaz de finalizar em décimo primeiro, o que lhe deu a décima posição no overall.

Caleb Grothues

Caleb Grothues

O catarinense Arthur Todeschini, representante do Brasil na categoria 65cc, foi décimo sexto na primeira bateria e vigésimo na segunda, finalizando o overall na décima nona posição.

Pódio da categoria 65 em Sevlievo

Pódio da categoria 65 em Sevlievo

Classificação final categoria 65
1. Caleb Grothues (KTM)
2. Riley Dukes (KTM)
3. Robert-Crisztian Tompa (KTM)
4. Conner Mullennix (KTM)
5. Timur Petrashin (Kawasaki)
6. Luka Milec (KTM)
7. Raivo Dankers (KTM)
8. Dmytro Chernov (KTM)
9. Rene Hofer (KTM)
10. Xylian Ramella (KTM)
19. Arthur Todeschini (KTM)

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly