Mundial de Motocross 2012 – 14ª etapa – Lierop

Por Renato Dalzochio Jr. | Fotos por Divulgação | 03 de setembro de 2012 - 23:19

Após um ano de ausência no calendário do Mundial de Motocross, os fãs holandeses não queriam perder a oportunidade de ver Jeffrey Herlings correr pela primeira vez em Lierop. 20 mil espectadores se reuniram para testemunhar o incrível show do piloto da casa na areia. Na MX1 Antônio Cairoli foi quem dominou as duas baterias, enquanto Ken De Dycker e Tanel Leok completaram o pódio.

Categoria MX1

O italiano Antônio Cairoli obteve sua sexta vitória em GPs nesta temporada e sua quinquagésima segunda vitória na carreira neste fim de semana, em uma pista onde ele conquistou dois títulos mundiais. Embora tenha vencido as duas baterias, Cairoli admitiu que cometeu vários erros nas duas corridas. Na primeira foi ganhando posições até a liderança após começar mal na corrida. Na segunda cometeu um erro e caiu forte. Felizmente a moto não ficou danificada e ele apenas torceu um polegar, nada que lhe impedisse de se recuperar rápido e vencer a bateria confortavelmente.

Largada da categoria MX1 em Lierop

Largada da categoria MX1 em Lierop

A segunda posição ficou com o belga Ken De Dycker, companheiro de Cairoli na equipe oficial Red Bull KTM, que foi terceiro na primeira bateria e segundo na segunda. Na primeira bateria ele não começou bem mas fez uma magnífica corrida de recuperação, saindo do sétimo lugar para finalizar em terceiro. Na bateria seguinte ele fez uma solitária e confortável corrida na segunda posição e mostrou-se muito satisfeito com seu desempenho e resultados.

Evgeny Bobryshev

Evgeny Bobryshev

Mais satisfeito ainda estava o estoniano Tanel Leok, que foi terceiro no overall e não sabia o que era subir no pódio desde 2010. Ele fez duas corridas incríveis de recuperação. Em ambas começou na nona posição, sendo que na primeira bateria finalizou em quarto e na segunda em terceiro. Leok tinha sofrido com várias lesões nesta temporada, o que lhe impediu de estar andando entre os melhores pilotos, mas seu desempenho neste fim de semana mostra claramente que ele está quase totalmente apto e pronto para lutar novamente pelas cinco primeiras posições.

Tanel Leok

Tanel Leok

O russo Evgeny Bobryshev obteve o seu melhor resultado da temporada neste fim de semana depois de terminar em quarto no overall. Na primeira bateria ele cometeu alguns erros no início da corrida, mas conseguiu manter o ritmo na oitava posição, sendo que na última volta ultrapassou o britânico Shaun Simpson e finalizou em sétimo. Na segunda as coisas começaram muito melhor e ele conseguiu andar entre os cinco primeiros, finalizando na quarta posição.

Antonio Cairoli

Antonio Cairoli

O britânico Shaun Simpson começou a primeira bateria em quinto, mas não conseguiu manter o ritmo e terminou em oitavo. Na segunda as coisas foram melhores para o piloto britânico e após largar em quinto ele conseguiu ultrapassar Desalle e Bobryshev, subindo para a terceira posição. Infelizmente Simpson não conseguiu manter a velocidade e nas últimas quatro voltas foi superado por Leok e Bobryshev, finalizando em quinto, mesma posição que terminou no overall.

Ken De Dycker

Ken De Dycker

Com estes resultados Cairoli abriu 76 pontos de vantagem sobre o belga Clement Desalle e pode conquistar o título antecipadamente correndo em casa, no próximo domingo, durante o GP da Europa em Faenza. Na sequência da classificação aparecem os franceses Gautier Paulin e Christophe Pourcel. De Dycker fecha os cinco primeiros.

Pódio da categoria MX1 em Lierop

Pódio da categoria MX1 em Lierop

Resultado da décima quarta etapa do Mundial de Motocross na categoria MX1
1. Antonio Cairoli (KTM)
2. Ken de Dycker (KTM)
3. Tanel Leok (Suzuki)
4. Evgeny Bobryshev (Honda)
5. Shaun Simpson (Yamaha)
6. Clement Desalle (Suzuki)
7. Gautier Paulin (Kawasaki)
8. Kevin Strijbos (KTM)
9. Maximilian Nagl (KTM)
10. Rui Goncalves (Honda)

Classificação da categoria MX1 após quatorze etapas
1. Antonio Cairoli (592 pontos)
2. Clement Desalle (516)
3. Gautier Paulin (468)
4. Christophe Pourcel (452)
5. Ken de Dycker (446)
6. Kevin Strijbos (369)
7. Xavier Boog (355)
8. Tanel Leok (338)
9. Rui Goncalves (315)
10. Shaun Simpson (271)

Categoria MX2

Correndo em casa, Jeffrey Herlings mostrou mais uma vez seu talento excepcional na areia e todos em Lierop concordaram que nunca houve um piloto tão bom na areia quanto Herlings. O piloto de 17 anos de idade admitiu que ficou realmente impressionado com seu desempenho na primeira bateria, quando deu volta em todos os pilotos da MX2. Na segunda Herlings não conseguiu repetir este feito, já que a vitória veio com “apenas” 2 minutos e 4 segundos de vantagem sobre o belga Jeremy Van Horebeek, seu companheiro de equipe.

Largada da categoria MX2 em Lierop

Largada da categoria MX2 em Lierop

Horebeek, que foi o segundo no overall, teve um fim de semana muito difícil por causa de um resfriado no decorrer da semana. Mesmo assim ele foi capaz de finalizar em segundo nas duas baterias e no overall.

Arnaud Tonus

Arnaud Tonus

O britânico Max Anstie obteve seu primeiro pódio da temporada após finalizar em terceiro nas duas baterias. Anstie estava confiante em um bom resultado porque cresceu na Holanda e portanto é outro que sabe andar muito bem na areia e isso ficou comprovado nas corridas em Lierop. Ele não largou bem em nenhuma das duas baterias, mas recuperou-se com facilidade em ambas e manteve a terceira posição até o final.

Jeremy Van Horebeek

Jeremy Van Horebeek

O também britânico Tommy Searle fez o melhor que pode mas só conseguiu finalizar em quarto no overall. Na primeira bateria ele começou na frente, mas não conseguiu manter a segunda posição e teve que se contentar com o quarto lugar. Na segunda ele largou novamente na vice-liderança, mas outra vez teve que se esforçar para finalizar na quarta posição.

Tommy Searle

Tommy Searle

O suíço Arnaud Tonus não conseguiu evitar uma colisão com o piloto da casa Glenn Coldenhoff na primeira volta da primeira bateria, ficando preso com o piloto holandês. No entanto o suíço fez uma corrida de recuperação incrível e finalizou em sexto. Na segunda bateria as coisas começaram muito melhor e ele andou em terceiro nas primeiras voltas mas não conseguiu manter a posição e terminou em quinto, mesma posição em que finalizou no overall.

Jeffrey Herlings

Jeffrey Herlings

No campeonato, Herlings não conseguiu realizar o sonho de conquistar o título em casa, mas ampliou sua vantagem para 65 pontos sobre Searle, e assim como Cairoli, pode conquistar o título no próximo domingo em Faenza, no GP da Europa. Horebeek é o terceiro, enquanto o britânico Jake Nicholls ocupa a quarta posição. O belga Joel Roelants fecha os cinco primeiros.

Pódio da categoria MX2 em Lierop

Pódio da categoria MX2 em Lierop

Resultado da décima quarta etapa do Mundial de Motocross na categoria MX2
1. Jeffrey Herlings (KTM)
2. Jeremy van Horebeek (KTM)
3. Max Anstie (Honda)
4. Tommy Searle (Kawasaki)
5. Arnaud Tonus (Yamaha)
6. Jake Nicholls (KTM)
7. Glenn Coldenhoff (KTM)
8. Jordi Tixier (KTM)
9. Zachary Osborne (Yamaha)
10. Alessandro Lupino (Husqvarna)

Classificação da categoria MX2 após quatorze etapas
1. Jeffrey Herlings (622 ptos)
2. Tommy Searle (557)
3. Jeremy van Horebeek (519)
4. Jake Nicholls (387)
5. Joel Roelants (367)
6. Jordi Tixier (367)
7. Max Anstie (314)
8. Dylan Ferrandis (272)
9. Jose Butron (263)
10. Alessandro Lupino (241)

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly