CBM testa novo traçado para o Brasileiro de Motocross

Por Assessoria de Imprensa da CBM | Foto por Divulgação | 04 de setembro de 2012 - 21:45

Com a orientação do engenheiro de pista da Confederação Brasileira de Motociclismo – CBM, Paulo Caramez, três pilotos de Dourados, Cesar Paiva, Fernando Endo e ainda o pequeno estreante Giovanne Souza Paiva, da categoria 50cc fizeram um rápido reconhecimento do novo traçado da pista da cidade. A intenção era também garantir ao engenheiro o que mudar ou mesmo melhorar para a última etapa do Brasileiro, que será realizada entre os dias 7 e 9 de setembro, em Dourados-MS.

Grande parte do antigo traçado está sendo aproveitado. As alterações que fica por conta da CBM são os saltos que estão mais altos. “Estamos criando uma situação para que Dourados saia bem falada pelos pilotos. Estamos trabalhando forte para termos esse reconhecimento por parte dos pilotos que é o maior interessado e o público que poderá presenciar uma final emocionante”, destacou Paulo que está em Dourados há duas semanas.

Os competidores que fizerem as inscrições pelo site da CBM até o dia 5 de setembro terão direito a desconto. O valor com desconto para as categorias 65, 150, 180, Nacional 230, MXF e MX4 é de R$100,00. Para as categorias MX1, MX2 e MX3 é de R$180,00.

Após esta data, os pilotos poderão se inscrever apenas na sexta-feira, dia 7 de setembro, no local do evento, entre às 8:00 horas e 12:00 horas. As inscrições no local terão 50% de acréscimo: MX1, MX2 e MX3 (R$270,00) – 65, 150, 180, Nacional 230, MXF e MX4 (R$150,00). Já para a categoria 50 A e B a taxa de inscrição será de R$50,00 antecipada ou no local do evento.

Imagem de Amostra do You Tube

A oitava etapa do Brasileiro de Motocross será realizada no motódromo municipal Rafael Bianchi, o “Faé”, em Dourados, Mato Grosso do Sul. Confira o local no mapa. O valor dos ingressos será: R$10,00 e R$5,00 a meia-entrada. O ingresso será válido para todos os dias de competição.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly