AMA Motocross 2012 – 12ª etapa – Lake Elsinore

Por Renato Dalzochio Jr. | Fotos por Divulgação | 09 de setembro de 2012 - 23:19

O AMA Motocross 2012 chegou ao fim neste fim de semana, com a última etapa sendo disputada no Lake Elsinore Motorsports Park, em Lake Elsinore, no sul da Califórnia, onde dois títulos foram decididos. A pista não era curta, com o tempo de volta girando na casa de 2 minutos e 40 segundos, o que permitiu muitas ultrapassagens. Ryan Dungey não deixou ninguém carimbar sua faixa de campeão na categoria 450, enquanto Blake Baggett adicionou mais um título na já extensa galeria da equipe Pro Circuit / Kawasaki.

Na categoria AMA WMX, o campeonato Feminino de Motocross, a ‘importada’ italiana Chiara Fontanesi, campeã Mundial da categoria Feminina, venceu as duas baterias, enquanto Ashley Fiolek aproveitou a má sorte de Jessica Patterson para conquistar mais um título na categoria.

Categoria 450

Na primeira bateria Mike Alessi fez o holeshot e saiu na frente, seguido pelo sul-africano Tyla Rattray em segundo, com Broc Tickle em terceiro e o campeão Ryan Dungey em quarto. Na metade da bateria Dungey grudou na roda traseira de Alessi. Após algumas ultrapassagens entre os dois, Dungey assumiu a liderança de forma definitiva. Faltando cinco minutos para o fim a vantagem do piloto da KTM sobre Alessi era de 5 segundos, baixando para 2,5 poucos minutos depois. No final Dungey aumentou a vantagem para 9 segundos e garantiu a vitória. Alessi teve que se contentar com a segunda posição. Tickle foi o terceiro, Rattray o quarto e Jake Weimer completou os cinco primeiros.

Largada da categoria 450 em Lake Elsinore

Largada da categoria 450 em Lake Elsinore

Na segunda bateria Alessi fez novamente o holeshot, o último da categoria 450cc no AMA Motocross 2012. Christian Craig largou em segundo, com Dungey em terceiro e Justin Brayton em quarto. Dungey assumiu a vice-liderança na segunda volta e imediatamente começou a perseguir Alessi. Na metade da bateria o piloto da KTM cometeu um erro e saiu da pista, mas voltou apenas dois segundos atrás de Alessi. Na sétima volta Dungey assumiu a liderança e garantiu outra vitória. Alessi foi novamente o segundo e Tickle o terceiro. Rattray finalizou em quarto e Brayton completou os cinco primeiros.

Mike Alessi

Mike Alessi

“Eu me diverti muito este ano. O sucesso que tivemos deve-se ao trabalho duro de toda a equipe. Estou muito grato por fazer parte disso. Foi um grande compromisso de ambos os lados, meu e da KTM. Nós aprendemos um monte de coisas ao longo do caminho. A moto sempre foi forte e sólida e é isso que eu preciso para ganhar corridas e campeonatos, é o que fui contratado pra fazer. Este ano foi um grande começo, sinto que estamos na direção certa e estou otimista com os anos que estão por vir, especialmente a próxima temporada”, disse Dungey.

Broc Tickle

Broc Tickle

No overall vitória de Dungey, com Alessi em segundo e Tickle completando o pódio na terceira posição. Rattray foi o quarto e Weimer completou os cinco primeiros. No campeonato Dungey terminou com 127 pontos de vantagem sobre Alessi. Weimer finalizou em terceiro, um ponto na frente de Andrew Short. Cinco pontos atrás de Short, Tickle fechou os cinco primeiros.

Ryan Dungey

Ryan Dungey

Resultado da etapa de Lake Elsinore na categoria 450
1. Ryan Dungey (1-1)
2. Mike Alessi (2-2)
3. Broc Tickle (3-3)
4. Tyla Rattray (4-4)
5. Jake Weimer (5-9)
6. Justin Brayton (12-5)
7. Christian Craig (7-10)
8. Andrew Short (8-13)
9. Ben Lamay (10-12)
10. Weston Peick (13-11)

Classificação final da categoria 450
1. Ryan Dungey (580 pontos)
2. Mike Alessi (453)
3. Jake Weimer (355)
4. Andrew Short (354)
5. Broc Tickle (349)
6. Josh Grant (277)
7. Justin Brayton (247)
8. Kyle Chisholm (211)
9. Davi Millsaps (176)
10. Tyla Rattray (172)
 
Categoria 250

Na primeira bateria o francês Marvin Musquin fez o holeshot, seguido por Justin Barcia em segundo, Blake Baggett em terceiro e Will Hahn em quarto. Eli Tomac largou atrás dos dez primeiros, enquanto Ryan Sipes e o alemão Ken Roczen caíram na primeira curva após a largada. Barcia assumiu a liderança no final da segunda volta. Na quarta volta Tomac já aparecia na terceira posição. Na metade da corrida Baggett despachou Barcia e assumiu a liderança.

Eli Tomac

Eli Tomac

Na oitava volta Tomac assumiu a vice-liderança ao ultrapassar seu companheiro de equipe. Faltando três voltas para o final, quando diminuía a diferença para Baggett, Tomac cometeu um erro e saiu da pista, jogando os óculos fora antes de retornar, permitindo a Baggett ganhar uma confortável vantagem e garantir a vitória. Tomac finaliza em segundo, com Barcia em terceiro, Musquin em quarto e Hahn em quinto.

Blake Baggett

Blake Baggett

Na segunda bateria o último holeshot do ano ficou com o piloto Alex Martin. Barcia largou em segundo, com Jason Anderson em terceiro. Baggett caiu e começou a corrida fora dos 20 primeiros, completando a primeira volta na 11ª posição. Tomac também sofreu um tombo na primeira volta, retornou para a corrida com a moto completamente torta e viu suas chances de título se tornarem cada vez mais remotas.

Justin Barcia

Justin Barcia

Baggett assumiu a vice-liderança aos 20 minutos de prova e a partir daí fez uma corrida inteligente, pensando no título. Barcia venceu a bateria, enquanto Baggett finalizou em segundo e assegurou a conquista do campeonato. Musquin foi o terceiro, com Hahn em quarto e Anderson em quinto. Tomac finalizou na 14ª posição.

Kenny Roczen

Kenny Roczen

“Na primeira bateria eu senti que estava rápido e fui capaz de brigar pela liderança. Na segunda mesmo depois de cair eu queria mostrar que era capaz de me recuperar. A pista me lembrou um pouco Hangtown. Eu realmente pensei de antemão que a pista ia ser ruim, mas por ser a primeira vez foi muito bom. Acho que eu piloto melhor quando estou estressado. Eu gosto de vencer. Mesm quando eu caí na segunda bateria eu só pensei em levantar e alcançar o pelotão da frente”, disse Baggett.

Marvin Musquin

Marvin Musquin

No overall vitória de Baggett, com Barcia em segundo e Musquin completando o pódio na terceira posição. Hahn foi o quarto e Malcom Stewart completou os cinco primeiros. No campeonato Baggett terminou com 20 pontos de vantagem sobre Barcia. Tomac finalizou em terceiro, Roczen em quarto e Musquin fechou os cinco primeiros.

Equipe Pro Circuit comemorando o título de Baggett

Equipe Pro Circuit comemorando o título de Baggett

Resultado da etapa de Lake Elsinore na categoria 250
1. Blake Baggett (1-2)
2. Justin Barcia (3-1)
3. Marvin Musquin (4-3)
4. Wil Hahn (5-4)
5. Malcolm Stewart (7-6)
6. Ken Roczen (6-7)
7. Eli Tomac (2-14)
8. Blake Wharton (8-8)
9. Jeremy Martin (10-10)
10. Jessy Nelson (9-13)

Classificação final da categoria 250
1. Blake Baggett (519 pontos)
2. Justin Barcia (499)
3. Eli Tomac (487)
4. Ken Roczen (456)
5. Marvin Musquin (406)
6. Wil Hahn (316)
7. Blake Wharton (265)
8. Jason Anderson (238)
9. Jessy Nelson (225)
10. Travis Baker (193)

Categoria WMX

A oitava e última etapa do WMX, o campeonato feminino de Motocross, contou com a participação da italiana Chiara Fontanesi, atual campeã mundial. Competindo de Yamaha ela surpreendeu todos ao vencer as duas baterias, faturando também o overall. A brasileira Mariana Balbi, que também corre de Yamaha, foi à segunda (3/2), enquanto Ashley Fiolek da Honda completou o pódio na terceira posição (2/3) e garantiu a conquista do tricampeonato.

Chiara Fontanesi

Chiara Fontanesi

Ashley Fiolek

Ashley Fiolek

Na sequência vieram mais duas Hondas. Tarah Gieger foi à quarta (5/5) e Taylor Higgins (8/4) completou as cinco primeiras. Jéssica Patterson foi quarta na primeira bateria e 26ª na segunda, terminando o overall fora das dez primeiras. No campeonato Fiolek terminou com 15 pontos de vantagem sobre Gieger. Patterson finalizou na terceira posição e Mariana Balbi foi à quarta. Jacqueline Strong fechou as cinco primeiras.

Fiolek comemora mais um título no WMX em sua carreira

Fiolek comemora mais um título no WMX em sua carreira

Resultado da etapa de Lake Elsinore na categoria AMA WMX
1. Chiara Fontanesi
2. Mariana Balbi
3. Ashley Fiolek
4. Tarah Geiger
5. Taylor Higgins
6. Jacqueline Strong
7. Alexah Pearson
8. Lindsey Palmer
9. Sade Allender
10. Hailey Larson

Classificação dinal da categoria WMX
1. Ashley Fiolek (317 pontos)
2. Tarah Geiger (302)
3. Jessica Patterson (298)
4. Mariana Balbi (269)
5. Jacqueline Strong (236)
6. Sara Pettersson (223)
7. Alexah Pearson (175)
8. Kasie Creson (174)
9. Sade Allender (170)
10. Amanda Brown (142)

Confira como foram as anteriores do AMA Motocross 2012
Primeira Etapa – 19 de maio – Hangtown MX Classic – Praire City / Califórnia
Segunda Etapa – 26 de maio – Freestone – Wortham / Texas
Terceira Etapa – 2 de junho – Thunder Valley – Lakewood / Colorado
Quarta Etapa – 9 de junho – High Point – Mt. Morris / Pensilvânia
Quinta Etapa – 16 de junho – Budds Creek – Mechanicsville / Maryland
Sexta Etapa – 7 de julho – RedBud – Buchanan / Michigan
Sétima Etapa – 14 de julho – Spring Creek – Millville / Minnesota
Oitava Etapa – 21 de julho – Washougal – Washougal / Washington
Nona Etapa – 11 de agosto – Motocross 338 – Southwick / Massachusetts
Décima Etapa – 18 de agosto – Unadilla Motorsports – New Berlin / New York
Décima Primeira Etapa – 1º de setembro – Steel City – Delmont / Pensilvânia

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly