Pourcel quer terminar Mundial de Motocross em alta

Por Renato Dalzochio Jr. | Foto por Divulgação | 18 de setembro de 2012 - 11:37

O francês Christophe Pourcel é um dos melhores pilotos de Motocross do mundo na atualidade. Apesar de ocupar o quarto lugar no Mundial de Motocross MX1 deste ano, Pourcel, com seu estilo técnico e veloz, ainda é um dos favoritos para acabar com o reinado de Antonio Cairoli.

Um dos maiores problemas para ele nas últimas semanas foi à lesão sofrida no GP da Grã Bretanha. Machucar o ombro custou velocidade e consistência para o francês, e sair da Inglaterra com dois abandonos não lhe ajudou em nada na briga pelo título.

“Fiz muitos exames pouco antes do GP de Lierop porque depois do meu acidente em Matterley Basin comecei a sentir muitas dores nas costas. Finalmente os médicos constataram uma rachadura no meu ombro esquerdo. Tomei três injeções antes do fim de semana, mas a dor era muito intensa e tive que abandonar a primeira bateria. Na segunda bateria nem alinhei para a largada”, explica Pourcel.

Em Faenza na Itália o francês foi segundo nas duas baterias e no overall, ficando mais próximo de recuperar o terceiro lugar na classificação do campeonato. Agora, seis pontos atrás do companheiro de equipe e conterrâneo Gautier Paulin e restando apenas o GP da Alemanha, tudo é possível.

Christophe Pourcel

Christophe Pourcel

“Eu sentia menos dor na Itália porque já estava em fase avançada de tratamento e fiquei feliz de subir no pódio novamente. Tive umas batalhas legais com o Antonio (Cairoli) e isso fez bem pra mim. Cheguei muito perto dele na segunda bateria mas não consegui ultrapassar. Preferia a pista no sábado, quando não choveu tanto”.

Seja qual for o desempenho de Pourcel na Alemanha dentro de dez dias, o que podemos ter certeza é que ele pretende terminar a temporada em alta. Ainda sem futuro definido para 2013, um final consistente na temporada 2012 pode ser um bom começo. Com as principais equipes fechadas para a próxima temporada em termos de pilotos, o ex-campeão mundial da categoria MX2 ainda tem muito trabalho a fazer caso queira continuar pilotando em solo europeu em 2013.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly