Hot News Mundocross #12

Por Jorge Soares | Fotos por Divulgação | 24 de setembro de 2012 - 18:47

Hot News Mundocross, a coluna do site Mundocross que tem notícias quentes para você que gosta de estar por dentro das últimas do Mundo do Cross. Antes com edições semanais, e agora quinzenais, o Hot News reúne várias informações do mundo Off-Road, principalmente, MX e SX, além de Arenacross, Cross Country e Rally Cross. Boa leitura !!!

Agora para você o Hot News Mundocross #12

Gabriel Gentil será o Brasil no Motocross das Nações
Gabriel Gentil, piloto Yamaha Grupo Geração Monster Energy Circuit, embarca nesta segunda-feira, 24 de setembro, para a Bélgica, onde representará o Brasil no 66º Motocross das Nações. A competição será disputada na pista de Lommel no próximo fim de semana, 29 e 30 de setembro. Gabriel Gentil disputará a classe MX1 e usará o número 79. A equipe brasileira é formada ainda por Rafael Faria – categoria MX2 e número 80 – e Marçal Müller – classe MX Open e número 81. Todos os pilotos utilizarão motocicletas Yamaha e contam com o patrocínio do Grupo Geração. “É uma grande honra poder representar meu país na maior competição mundial de motocross. Sei que a equipe tem potencial para conquistar um bom resultado e vamos fazer ao máximo para tornar realidade o sonho da classificação para as provas do domingo”, afirma Gentil. “Tenho certeza que nossos pilotos representarão o Brasil da melhor forma na Bélgica. Sabemos que a pista é bem difícil, que o tempo para organizar tudo foi curto, mas o importante é que estaremos lá, levando a bandeira verde e amarela na maior competição da modalidade”, define Sandro Garcia, diretor da Yamaha Grupo Geração Monster Energy Circuit.

Gabriel Gentil e Cacau

Gabriel Gentil e Cacau

 

Rodrigo Galiotto estreou no Arenacross em Camboriú
O piloto gaúcho Rodrigo ‘Digo’ Galiotto, da cidade de Flores da Cunha, na serra do Rio Grande do Sul, fez neste último sábado a sua primeira corrida no Arenacross na categoria MX Pró.. Leia o depoimento do piloto sobre sua participação : “Opa Jorge. Brigado pelo espaço. Descrever como foi minha estreia é complicado por que pela primeira vez tudo fica emocionante e desafiador ao mesmo tempo. No Arenacross tudo é muito rápido. Os treinos, as classificatórias e corrida, além do que para mim que vim da escola de Veloterra, com curvas abertas e velocidades, acostumar-se com um salto atrás do outro e uma seção de 25 ou mais costelas tudo juntinho é complicado, mas no primeiro treino eu estava muito tenso e na classificatória já me soltei, mas não o bastante, pois os primeiros rodavam na casa dos 38 segundos e eu 42, entaum acho que para o próxima etapa em Indaiatuba, 27 de outubro, estarei melhor preparado. Não esquecendo que fui convidado pelo Julio, chefe da equipe Fabricando Pilotos / Yamaha / Circuit, para participar junto com Marcos Cordeiro, assim adquirindo muito aprendizado. Obrigado Jorge pelo espaço e também a toda minha família, Manu, Tchelo, mãe e pai, pois sem eles nada seria possível”, comentou Digo Galiotto.

Fábio lidera o Arenacross na categoria Júnior
Na categoria Júnior, Fábio dos Santos foi destaque, mais uma vez, e apesar de não ter tido boa largada conseguiu ótimas ultrapassagens para finalizar na 2ª posição, levando sua equipe a mais um pódio na competição. O tempo total de prova do piloto de Jarinú (SP) foi de 11:13.5 e ele ainda registrou a melhor volta da bateria. Com o resultado Fabinho segue na liderança da classe, agora com 37 pontos, rumo a mais uma conquista na temporada 2012.

Fábio dos Santos

Fábio dos Santos

 

Team USA na Bélgica
Confira o vídeo da equipe americana chegando na Bélgica na semana passada, se instalando no hotel e treinando na pista de Lommel, onde será disputado o Motocross das Nações 2012. Um detalhe é que os pilotos do time são de três marcas de moto diferentes, Honda, KTM e Kawasaki, e seus chefes de equipe no AMA Supercross e Motocross estão presentes na Bélgica acompanhando seus pilotos, que são chefiados pela lenda Roger DeCoster.

Imagem de Amostra do You Tube

 

Campano venceu uma das baterias do Arenacross em Camboriú
A Yamaha Grupo Geração Monster Energy Circuit disputou a segunda etapa do Arenacross 2012 realizada no sábado, 22 de setembro, em Balneário Camboriú, Santa Catarina. As quedas comprometeram o desempenho dos pilotos, que ficaram fora do pódio nas principais categorias. Na classe Pró, Carlos Campano sofreu uma forte queda que o tirou da primeira bateria e comprometeu seu resultado na etapa. Enquanto Cristopher “Pipo” Castro terminou a prova na sexta colocação. Na segunda bateria, Campano largou bem e venceu a prova, já Castro foi o terceiro colocado. Na classificação geral da rodada, Castro e Campano ficaram em quarto e sétimo lugares, respectivamente. “Na primeira bateria, vi o Campano cair na minha frente e isso me travou um pouco. Já na segunda corrida, eu me senti mais solto com a moto e ganhei  confiança. Estou contente com o resultado e com minha evolução desde a etapa passada. Tenho a certeza de que brigarei por uma vitória nas próximas corridas”, comenta Castro. “Com a queda, meu guidão quebrou e abandonei a bateria. Para a segunda corrida, precisei ir para a pista com uma moto preparada para o motocross, sem os ajustes que eu havia feito para a prova do Arena. Isso fez com que eu arriscasse muito para conquistar a vitória”, afirma Campano.

Pinho Ribeiro lesionou a mão no AX em Santa Catarina
Na classe MX2, João Ribeiro largou na segunda posição, mas foi atingido na primeira volta e caiu, perdendo muitas posições. Na queda, ele lesionou a mão direita, impossibilitando sua recuperação. Anderson Cidade e Gabriel Gentil duelavam pela quarta posição, quando Cidade caiu. Gabriel herdou e administrou a colocação até o fim da corrida. “Andei com tranquilidade e conquistei um excelente resultado. Estou muito satisfeito com meu desempenho neste fim de semana”, garante Gentil. “Larguei muito bem e tinha tudo para fazer uma excelente corrida, mas alguém me acertou e me tirou da prova. Mesmo assim, me senti muito rápido e tenho certeza de que estou muito preparado”, resume Ribeiro.

Anderson Cidade

Anderson Cidade

 

Dudu Lima subiu no pódio na categoria MX2 do Arenacross
Eduardo ‘Dudu’ Lima encarou a segunda etapa do Arenacross disposto a iniciar a recuperação no campeonato, uma vez que se acidentou na abertura e não completou a corrida da categoria MX2. O atleta conquistou o terceiro lugar e pontos importantes durante o evento, que aconteceu no último sábado, dia 22, em Balneário Camboriú. Após uma largada ruim, ele investiu em uma tocada forte para ganhar posições. Enquanto o americano Sean Lapanovich liderava a prova, o piloto passou a brigar pela segunda colocação com os adversários Thales Vilardi e Hector Assunção. Hector levou a melhor na disputa, mas Dudu conseguiu deixar Thales para trás e comemorou o resultado. “Fiquei satisfeito, pois ainda me recupero da lesão no pulso esquerdo que sofri durante a primeira etapa. Consegui render bem, me manter entre os ponteiros. Tenho certeza que posso brigar pela vitória já na próxima rodada e crescer ainda mais na tabela”, afirma.

Dudu Lima

Dudu Lima

 

Pirelli patrocinará Team Brasil no MXDN
Com 140 anos de tradição, a Pirelli é uma multinacional italiana consagrada na indústria de pneus, com 22 unidades industriais espalhadas em 13 países e atividades comerciais em mais de 160 países. Na América do Sul, possui sete unidades produtivas, cinco delas no Brasil: Gravataí, no Rio Grande do Sul, Campinas, Santo André e Sumaré, em São Paulo, e Feira de Santana, na Bahia, além de uma na Argentina (Merlo) e outra na Venezuela (Guacara). A empresa emprega mais de 36 mil pessoas no mundo, sendo cerca de 11 mil nas unidades brasileiras. Em Sumaré, no Estado de São Paulo, está localizado o Campo Provas Pneus Pirelli, pioneiro na América Latina, que completou 20 anos em 2008 e compõe um dos mais importantes Centros de Pesquisa e Desenvolvimento da empresa no mundo: o de Santo André.

Pensamento da semana

 

Colaboração:
Broop Comunicação

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly