Duda Parise venceu em casa no Gaúcho de Motocross

Por Sílvio Bilhar | Fotos por Bolívar Trindade | 23 de outubro de 2012 - 21:34

A cidade de Casca, no norte do Rio Grande do Sul, recebeu no último domingo, 21 de outubro, mais de 4 mil espectadores para assistirem a sexta etapa do campeonato Gaúcho de Motocross 2012. A etapa transcorreu com naturalidade e a ambulância não saiu do motódromo. A previsão que poderia ter chuvas no final das provas, não se concretizou para a alegria dos fãs e dos pilotos.

“Tivemos muita sorte, pois a previsão inicial era de chuva, mas São Pedro colaborou e as previsões mudaram e não choveu”, disse Diogo, do MC Tribo da Trilha, organizador da etapa. Já Paulo Della Flora, presidente da Federação Gaúcha de Motociclismo – FGM enalteceu a coragem e a garra do motoclube local que preparou a organização da etapa em tempo reduzidíssimo. “Tínhamos que manter essa data e fazer a etapa, caso contrário teríamos dificuldades de calendário logo ali adiante”, disse Della Flora 

Foram duelos interessantes em todas as 13 categorias. Em algumas a liderança não se alterou, mas teve categoria que a ponta da tabela mudou de mãos.Confira como foi.

Pablo venceu a segunda seguida da Estreantes Importada
Após fazer o holeshot, Bruno da Luz perdeu a liderança da prova para Pablo Reginatto na segunda volta. Pablo logo abriu vantagem para vencer sua segunda etapa consecutivamente. Bruno chegou em segunda, seguido de Maiara Basso, que superou Roberto Webber, o quarto colocado, com Nícolas Pasqualetto em quinto.

 Pablo Reginatto

Pablo Reginatto

Categorias 50 A e B
Na classe A, Garmichel Ghiel, de Dois Irmãos, venceu de ponta a ponta após largar em terceira colocação na geral das duas classes. Santiago Leiria chegou em segundo lugar, seguido de Bruno da Cruz, Kauê Benatto e Felipe Tenedine.

Garmichel Ghiel

Garmichel Ghiel

Na classe B a maior disputa foi pela liderança. Pedro Moraes que fez o holeshot, e teve em seu encalço Gabriel Andrigo. Gabriel caiu ao pressionar Moraes, mas voltou logo e na terceira volta repetiu os ataques para então assumir a liderança. Os dois ainda se enroscam, mas Gabriel levou a melhor. Gabriel venceu a etapa, seguido de Pedro, Arthur Oliveira, Pablo Santos e Gustavo Feltrin.

 Gabriel Andrigo

Gabriel Andrigo

Na MX3 deu Carioca
Largada acirrada com Fábio Imperatori, Marcelo Agostine e Walter Tardim na mesma tocada. Marcelo e Fábio chegaram a ficar lado a lado, mas foi Walter que veio com sede para buscar a 2ª e a 1ª posição na 3ª volta. Walter aos poucos abriu boa vantagem. Mais atrás, Éder e Marco Müller buscavam recuperação após largarem mal. Walter veceu em Casca, Marco chegou em 2º seguido de Eder, Marcelo e Leandro Schwindt. Fábio caiu de produção ficando em 11º lugar.

Walter Tardim

Walter Tardim

Roratinho venceu a Intermediária MX2
Gabriel Carbonera largou na ponta, seguido de Roberto Bergmann e Gustavo Roratto. Vanderlei da Silva e Jonatas Migliorini completavam o pelotão principal. Bergmann chega à liderança ainda na volta inicial, mas, Rorato vinha bem rápido e na 5ª volta dá o bote certeiro para assumir a liderança. Rorato se mantém na ponta, mas a surpresa da prova era o garoto Enzo Lopes andando com uma KTM 105cc, que vinha como uma bala, era o 3º faltando duas voltas para o fim. Mas cai no miolo da pista quando já mirava o 2º lugar. Gustavo Roratto recebe a bandeirada em 1º com Bergmann em segundo e Carbonera na 3ª posição. Ânderson Alberton, que saiu da 8ª posição foi o 4º com Migliorini fechando o pódio.

Gustavo Roratto

Gustavo Roratto

Mudança de liderança no campeonato da intermediária MX1
Foi uma largada espetacular de Alex Cavalca. Gustavo Visoto e Rodrigo Galiotto vinham no mesmo pelotão. No meio da prova, Rodrigo busca a vice – liderança e nas voltas finais chegou a ameaçar a liderança de Alex, que vence de ponta a ponta. Com o resultado, Alex assume o lugar da Galiotto  na liderança. Gustavo chegou em 3º seguido de Fabiano Ribeiro e Leandro Schwindt.

Alex Cavalca

Alex Cavalca

Roratto venceu a segunda bateria da tarde
Foi uma vitória maiúscula de Gustavo Roratto na MX2, que teve nas voltas iniciais os ataques do líder Marçal Müller, ele que andava contundido devido a uma torção no joelho, resultado dos treinos de sábado. Aos poucos Gustavo abre larga vantagem para vencer de ponta a ponta. Leoonardo Dambrós que largou em 4º, ultrapassa Marçal e chega em 2º. Marçal fecha em 3º com Mateus Basso em 4º e Lucas Basso em 5º. Os dois haviam largado mal.

Roratão e Roratinho comemoram vitória na MX2

Roratão e Roratinho comemoram vitória na MX2

65 com vitória de Migliorini
Hole shot para Felipe Chagas Moraes seguido de Felipe Migliorini, Bernardo dos Santos, Vitor Gonçalves, Bruno Schmitz e Gabriel Andrigo completando o 1º pelotão. Logo no começo da prova, Migliorini bota de lado acelera para ultrapassar o líder e assumir a ponta da bateria. Já na 2ª volta Bruno assume a 3ª posição e mais tarde Gabriel supera Vitor Gonçalves que perdeu rendimento na pista. Migliorini, Felipe Moraes, Bruno, Bernardo e Gabriel foram os cinco primeiros.

Felipe Migliorini

Felipe Migliorini

 Na 85 deu Araújo em mais uma vitória
O passofundense Henrique Araújo largou em 2º atrás da fera Enzo Lopes, que logo na volta inicial imprimia um ritmo muito forte. Mas não era o dia do piloto de lajeado que caiu no salto do miolo de pista e abandonou. Com isso, Henrique assume a ponta para vencer sua 2ª prova consecutiva. Nícolas Oliveira chegou em 2º, mas teve dificuldade para manter a posição, pois o 3º lugar, Gabriel Della Flora andava em sua sombra. Leonardo Tenedini e Leonardo Limberger completaram o pódio. Gabriel segue na liderança do campeonato.

Henrique Araújo

Henrique Araújo

Milão segue vencendo na MX4
O holeshot foi feito por Carlos Ketermann que ainda no final da 1ª volta é ultrapassado por Marco Müller, O Milão. Guilherme Benatto era o 3ª e o experiente Márcio Molz vinha em 4º com Ademir Dallacqua completando o pelotão principal. Na metade da prova, Márcio faz a ultrapassagem em cima de Benatto e Fabiano Kubaski busca a 5ª colocação. As posições não se alteraram até a quadriculada. Subiram no pódio: Milão, Ketermann,Márcio, Benato e Kubaski.

Marco Müller

Marco Müller

Nacional 230 deu Chico Loco de novo
Gedielson Sá fez a curva um em primeiro, mas não sustentou a posição que foi ocupada ainda na volta inicial por Vanderlei ”Chico Loco” da Silva. Maurício Maritan era o 2º e Gedielson cai para 3º lugar seguido de Rafael Escobar e Lucas Rizzotto. José Brusco e Wagner Bolba se envolveram em acidente na curva um e ficaram para traz. Vanderlei domina a bateria e Gedielson retoma a 2ª colocação após o tombo de Maritan na 4ª volta. Chico Loco venceu a etapa, seguido de Gedielson, Rafael, Lucas e José Brusco, o “Mimi”.

Vanderlei ”Chico Loco” da Silva

Vanderlei ”Chico Loco” da Silva

Feminina A e B
Cada vez mais líder, Maiara Basso venceu novamente a Feminina A seguida de Janaina Todeschini, Caroline Zatt e Mayrêe Ribeiro “Gauchinha”. Já na classe B, Bruna Zanatta levou a melhor e superou Marina Becker a segunda colocada, a frente de Mariana Daltoé que finalizou em terceiro.

Maiara Basso

Maiara Basso

 

Bruna Zanatta

Bruna Zanatta

Duda vence em casa a MX Pró para o delírio dos torcedores
Disputada em duas baterias, a MX Pró teve Leonardo Sebben largando na frente, mas foram apenas três voltas como ponteiro, pois Douglas “Duda” Parise, piloto da casa, assumiu a liderança da bateria para a vibração do público presente. Marcos Cordeiro era o 3º com Lucas Basso e Leonardo Dambróss. Duda abre vantagem para vencer a bateria, e Cordeiro ultrapassa Sebben que finaliza em 3º na prova inicial.

Douglas “Duda” Parise

Douglas “Duda” Parise

Segunda bateria
Duda largou lado a lado com Sebben e aparece na frente após a curva um. Marcos Cordeiro vinha em 3º com Lucas Basso em 4º e Alex Cavalca em 5º. Duda vence a bateria de ponta a ponta para na soma geral vencer a etapa. Mascos Cordeiro, que havia novamente buscado a 2ª colocação da bateria, é o 2º com Leonardo Sebben, Lucas Basso e Leonardo Dambros em 5º na soma geral das duas provas. Mesmo com o resultado adverso, Leonardo Sebben se mantém na liderança do campeonato.

 Leonardo Sebben

Leonardo Sebben

Estreantes Importadas
1º – Ruan Pablo Reginato – Ametista do Sul
2º – Bruno da Luz – Porto Alegre
3º – Maiara Basso – Mato Castelhano
4º – Roberto Weber – Ijuí
5º – Nicolas Pasqualetto – Garibaldi

Categoria 50 A
1º – Garmichael Giehl – Dois Irmãos
2º – Santiago Leiria – Frederico Westphalen
3º – Bruno da Cruz – Chapecó/RS
4º – Kauê Benatto – Veranópolis
5 – Felipe Tenedini – Porto Alegre

Categoria 50 B
1º – Gabriel Andrigo – Marau
2º – Pedro Moraes – Marau
3º – Arthur Castro – Portão
4º – Pablo Henrique dos Santos – Panambi
5º – Gustavo Feltrin – Serafina Correa

Categoria MX3
1º – Walter Tardim – Nova Friburgo/RS
2º – Marco Müller – Nova Hartz
3º – Eder Antoniazzi –Flores da Cunha
4º – Marcelo Agostini – Garibaldi
5º – Leandro Schwindt – Novo Hamburgo

Categoria Intermediária MX2
1º – Gustavo Roratto – Santa Rosa
2º – Roberto Bergmann – Sana Rosa
3º – Gabriel Carbonera – Sananduva
4º – Anderson Alberton – Porto Alegre
5º – Jônatas Migliorini – Marau

Intermediária MX1
1º – Alex Cavalca – Pinheiro Preto/SC
2º – Rodrigo Galiotto – Flores da Cunha
3º – Gustavo Visoto – Carazinho
4º – Fabiano Ribeiro – Passo Fundo
5º – Leandro Schwindt – Novo Hamburgo

Categoria MX2
1º – Gustavo Roratto – Santa Rosa
2º – Leonardo Dambrós – Gentil
3º – Marçal Müller – Nova Hartz
4º – Mateus Basso – Gentil
5º – Lucas Basso – Gentil

Categoria 65
1º – Felipe Migliorini – Marau
2º – Felipe Moraes – Marau
3º – Bruno Shcmitz – Três Passos
4º – Bernardo Picolli – Marau
5º – Gabriel Andrigo – Marau

Categoria MX2
1º – Henrique Araújo – Passo Fundo
2º – Nicolas Oliveira – Portão
3º – Gabriel Della Flora – Santa Rosa
4º – Leonardo Tenedini – Porto Alegre
5º – Leonardo Limberger – Santa Cruz do Sul

Categoria MX4
1º – Marco Müller – Nova Hartz
2º – Carlos Ketterman – Montenegro
3º – Màrcio Molz – Panambi
4º – Guilherme Benatto – Veranópolis
5º – Fabiano Kubaski – Giruá

Categoria MX4
1º – Wanderlei Rodrigues da Silva – Três Passos
2º – Gedielson Sá – Cachoeirinha
3º – Rafael da Silva – Sapucaia do Sul
4º – Lucas Rizzotto – Marau
5º – José Benetti – Sananduva

Categoria Feminina A
1º – Maiara Basso – Mato Castelhano
2º – Janaina Todeschini – Chapecó/SC
3º – Caroline Zatt – Arvorezinha
4º – Mayreê Ribeiro – São Jerônimo

Categoria Femina B
1º – Bruna Zanatta – Frederico Westphalem
2º – Marina Becker – Gramado
3º – Mariana Daltoé – Cachoeirrnha

Categoria MX Pró
1º – Douglas Parise – Casca
2º – Marcos Cordeiro – Flores da Cunha
3º – Leonardo Sebben – Caxias do Sul
4º – Lucas Basso – Gentil
5º – Leonardo Dambrós – Gentil

O Campeonato Rinaldi Gaúcho de Motocross 2012 tem o patrocínio máster da Rinaldi, Total Distribuidora Moto Peças Ltda., IMS e Mobil, co-patrocínio da Belparts e SobreRodas e apoio da  Mecânica Zapanetti, M3Parts/Revenda Kawasaki, Farover, Vitrine da Moto, Octano Graphics, Kimoto, SSul e Artemoto.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly