Foto do Dia Mundocross

Por Divulgação | Foto por Divulgação | 05 de novembro de 2012 - 23:00

Após mais de dois meses de tratamento Gustavo Henn retornou, aos poucos, seus treinamentos na academia, com bicicleta e, posteriormente, com moto. Em setembro o atleta de Mondaí (SC) voltou a enfrentar algumas provas regionais para retomar o ritmo de corrida, sempre com muita cautela. Gustavo chegou a participar da 2ª etapa do Arena Cross, realizada em Balneário Camboriú e pouco tempo depois definiu, junto à sua família e sua equipe, que ficaria fora da competição para voltar as atenções para uma possível pré-temporada nos Estados Unidos, ao lado do piloto e companheiro de equipe Jorge Balbi Jr. Neste final de semana, porém, as notícias obrigaram o piloto a mudar de planos. Em nova consulta médica foi constatado que o piloto não se recuperou totalmente da lesão na virilha e que o quadro poderá comprometer outros músculos, se não tratado novamente. Há a possibilidade de um tratamento sem intervenção cirúrgica, no entanto, sem garantia de resultados positivos. Além disso, os próprios médicos consideram o tratamento sacrificante para o atleta e para que o problema seja solucionado a indicação mais correta é recorrer à uma pequena cirurgia. O procedimento é bastante simples, sendo a recuperação o processo mais lento. Gustavo Henn deverá ficar cerca de 3 meses em recuperação após a intervenção cirúrgica. “Ainda não está 100% confirmado que farei a cirurgia. Estamos pensando bem para que o problema tenha uma solução definitiva. Já passei por um tratamento longo, doloroso e bastante difícil. Talvez a cirurgia possa dar melhores resultados. De qualquer forma apenas após os exames que irei realizar esta semana poderemos definir isso ao certo” conta o piloto.

Gustavo Henn

Gustavo Henn

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly