Tailândia abrirá o Mundial de Motocross 2013

Por Renato Dalzochio Jr. | Fotos por Divulgação | 13 de novembro de 2012 - 7:48

A abertura da temporada 2013 do Mundial de Motocross marcará também a estreia da Tailândia no calendário do campeonato, já que será a primeira vez na história que o país recebe um GP do Mundial. A prova acontece no dia 10 de março, na cidade de Si Racha, num sábado à noite, prometendo ser um evento único no campeonato.

Durante a temporada deste ano o Sr. Kraitos Wongsawan, promotor do GP da tailandês, visitou vários GPs, afim de conhecer as melhores instalações e serviços possíveis para oferecer no GP tailandês. Ele visitou o GP do Brasil em Santa Catarina (eleito o melhor GP da temporada no quesito organização, prêmio conferido para a empresa de Carlinhos Romagnolli, promotora do evento) para ver como uma prova é organizada fora da Europa, além de visitar o MXGP Festival em Matterley Basin na Grã Bretanha e o Motocross das Nações em Lommel na Bélgica.

Kraitos Wongsawan

Kraitos Wongsawan

“Vamos ter um GP tailandês justo, talvez não tão elegante quanto aqueles que visitei, mas será bem no estilo tailandês. No momento eu não posso revelar mais segredos”, explica Kraitos, despistando ao ser questionado sobre o que pilotos, equipes, patrocinadores e público irão encontrar no GP de seu país.

Ele também conta que ficou surpreso com a quantidade de fãs que visitaram o boxe da equipe da Tailândia durante o Motocross das Nações, sendo que muitos deles usavam camisetas tailandesas com a frase “Sawasdee krub” (olá em tailandês). “Fiquei mais surpreso ainda ao ver que muitos fãs já reservaram suas passagens áreas para a Tailândia, sendo que faltam ainda seis ou sete meses para o nosso evento”.

Time tailandês no Motocross das Nações 2012

Time tailandês no Motocross das Nações 2012

De acordo com Kraitos, o povo tailandês está cada dia mais animado com os preparativos e a expectativa para o evento, que está com boa repercussão no Facebook. “A pista está localizada perto de uma área industrial, portanto temos muitas instalações já existentes. Temos pequenos problemas para resolver porque sabemos que a FIM e a Youthstream são muito rigorosos com estas questões técnicas”.

Segundo ele, as cinco razões para organizar um GP na Tailândia são: trazer um grande evento para o país, promover e desenvolver os pilotos tailandeses, desenvolver o mercado do motociclismo na Tailândia, promover o país como um destino turístico e promover o entretenimento.

Sobre a participação dos pilotos tailandeses, Kraitos explica: “Eles precisam trabalhar duro para ter carreiras promissoras no Motocross, porque o Supercross tem sido o foco principal ao longo dos últimos anos. Na década de 90 ainda tínhamos algumas corridas mas elas começaram a desaparecer por causa do Supercross, mas agora o interesse no Motocross voltou a crescer”.

O dirigente finaliza convocando toda a mídia nacional e internacional para ajudar na divulgação do evento ao redor do globo. “Nosso GP terá os ingressos mais baratos do calendário do próximo ano, custando cerca de 30 euros. Queremos receber o maior número possível de turistas e a expectativa é que 30 mil pessoas prestigiem o evento no fim de semana”.

Os ingressos online estarão disponíveis a partir do mês que vem no site:  www.thaiticketmajor.com

Para quem pretende viajar para assistir o GP da Tailândia, todas as informações estão na página oficial do evento: www.ThaiMXGP.com ou também na página oficial no Facebook: www.facebook.com/ThailandMotocrossGP

Confira abaixo o trailer oficial do GP da Tailândia

Imagem de Amostra do You Tube

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly