Final do Catarinense de MX será domingo em São José

Por Divulgação | Fotos por Gerson Coas | 30 de novembro de 2012 - 16:13

No próximo domingo, 2 de dezembro, serão conhecidos os campeões da temporada 2012 do Campeonato Catarinense de Motocross.  Depois de passar por Imbuia, São José, Canelinha, Capinzal, o motocross estadual retorna a São José para a etapa decisiva. A prova será realizada no Motódromo Pedra Branca que a partir deste domingo será rebatizado de Motódromo Marronzinho, em homenagem ao piloto João Paulino da Silva Júnior, o Marronzinho, tricampeão Brasileiro de Motocross que faleceu em junho enquanto treinava para uma etapa do campeonato nacional.

Em São José a pista passou por reformas, com modificação de alguns trechos e obstáculos. Os pilotos terão o primeiro contato com o circuito no sábado, a partir das 14 horas para as duas sessões de treinos livres. No domingo o warm-up será realizado das 9 às 11 horas. Na sequência começam as baterias válidas para a quinta e última etapa do Catarinense de Motocross 2012.

Na liderança das categorias estão Pipo Castro (MX1), Rodrigo Riffel (MX2), Richard Berois (MX3), Anísio Clasen (MX4), Kaue Vieira (intermediária), Eduardo Rosing (nacional), José Brayan (85cc), Thiago Brenner (65cc) e Bernardo Zappellini (55cc).

Rodrigo Riffel

Rodrigo Riffel

As inscrições antecipadas para a 5ª etapa do Catarinense de Motocross podem ser feitas até essa sexta-feira, às 18 horas, no site da FCM. No sábado a secretaria funciona das 10h às 17h. No domingo poderão ser feitas somente as confirmações das inscrições feitas antecipadamente.

Richard Berois e Chumbinho

Richard Berois e Chumbinho

A organização está a cargo do Motoclube de São José e Motoclube Pedra Branca, sob a supervisão da FCM.

Kaue Vieira

Kaue Vieira

O Campeonato Catarinense de Motocross conta com o apoio da Motoshop, Destak Transportes, Grupo Geração, Sebben Sport, Mormaii e TBT Suspensões.

Pipo Castro

Pipo Castro

Homenagem a João Marronzinho

Foi na manhã do dia 26 de junho desse ano que uma terrível notícia repercutiu por toda Santa Catarina e pelo Brasil através dos milhares de praticantes e fãs do motociclismo. Marronzinho treinava com companheiros de equipe quando sofreu o acidente que o vitimou.

Nesse domingo ele será homenageado por seus amigos, e pelas entidades que representam o esporte. Além de receber o nome da pista que passa a se chamar Motódromo Marronzinho, um pequeno monumento foi erguido em memória do piloto que, mesmo sendo natural de Laguna, treinava constantemente em Sáo José, onde criou uma grande legião de admiradores.

Aos 29 anos de idade Marronzinho já havia defendido as cores das principais equipes do país. Além de vários títulos estaduais e regionais de motocross e supercross, conquistou três títulos do Brasileiro de Motocross na MX1: em 2005 e 2006 pela Suzuki / Petrobras / JToledo, e em 2008 correndo de Pro Tork / MotoShop / Kawasaki.

Conquistou também o título da Superliga de Motocross na MX1 em 2010, correndo pela Honda. Agora em 2012 vestia o uniforme da equipe oficial Yamaha / Geração, com sede em Florianópolis.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly