Resultados da final do Gaúcho de Velocross 2012

Por André Charão | Fotos por Divulgação | 30 de novembro de 2012 - 11:31

A cidade ‘Coração do Estado’, Santa Maria, viveu neste domingo, dia 25 de novembro as emoções da última etapa do campeonato Gaúcho de Velocross 2012. Com uma mistura de sentimentos entre a expectativa da definição dos campeões com o de despedida dos amigos feitos na temporada, mais de cem pilotos de vários cantos do Rio Grande do Sul fizeram bonito nos 1.600 metros da pista do Motor Speed Park.

A chuva voltou a ser personagem do Gaúcho de Velocross, desta vez, ela apareceu na metade da tarde da sexta-feira, 23 de novembro, e durou quase toda a noite. A exemplo da etapa de Santa Vitória do Palmar, a programação do sábado, 24 de novembro, sofreu alteração de horário, novamente a direção de prova foi obrigada a cancelar os treinos livres e também os cronometrados, no entanto, o panorama era mais animador, o vento e o sol forte deram uma ótima enxugada na pista. Depois de muita espera e uma verificação na pista, a direção marcou para às 16 horas o começo da primeira de duas sessões de treinos livres. Assim que as primeiras motos entraram na pista começou uma intensa movimentação nos boxes, todos querendo aproveitar para conhecer a pista, que, diga-se de passagem, se mostrou em boas condições, sem barro e com partes que chegaram a começar levantar pó.

O domingo, 25 de novembro, amanheceu ensolarado, nas primeiras horas da manhã dava para sentir que o calor seria intenso. A pista teve um ótimo trabalho de manutenção que começou no final dos treinos da tarde de sábado e começo da manhã de domingo, no entanto, assim que os pilotos entraram na pista, alguns pontos começaram a apresentar sinais de que a pista “pediria água”, o que foi feito no intervalo de algumas categorias.

Veja o que rolou na pista do Motor Speed Park na final do Gaúcho de VX 2012.

Elder “Nety” Pirolli vence e é o campeão da VX4 Nacional
O piloto da cidade de Tapejara, Elder Pirolli, o Nety (Kimoto/Mecânica Zapanetti/Pampa Motos/Pro Tork) já alinhou no gate com o campeonato assegurado, com isso, tratou de fechar a temporada com uma vitória. Assim que o gate caiu Nety assumiu a ponta, Gilvan NIzolli-Morro Redondo (Gilvan Motos/Retífica do Albio/Posto Gaúcho/Wetzel Auto e Moto Peças), Marco Aurélio Farias-Lajeado (IMS Racing/Griffing Protetores/YPF Lubrificantes) e Everton Marchezan-São Borja (Restaurante Talher Campeiro) vieram colados logo atrás, antes mesmo da terceira curva Everton já ocupava a segunda colocação e partia com tudo para cima do líder, cravando a melhor volta da prova (1:16.606), no entanto, Nety soube administrar muito bem a liderança da prova para comemorar com mais uma vitória a conquista do campeonato na categoria. Everton foi o segundo  colocado, Gilvan foi terceiro, Marco Farias o quarto e Ricardo Piccoli-Alegrete (M.J. Piccoli/Itagro Aviação de Qualidade) foi o quinto colocado.

 Elder Pirolli

Elder Pirolli

Matheus Hernandes vence duas e é Bi-Campeão na 50cc
A categoria 50cc foi disputa em duas largadas, a primeira, valeu pela etapa de Santa Vitória do Palmar, pois a chuva e a pista muito embarrada forçaram o cancelamento da categoria, a outra válida pela última etapa. Matheus Hernandes venceu as duas categorias de ponta a ponta e conquistou pela segunda vez o campeonato na 50cc. Os resultados nas duas largadas se repetiram nas três primeiras colocações, Matheus foi o primeiro, Erick Bom Reis-Rio Grande (Caio Pescados/Moura Pescados/Cleber Pontes Curso de Motocross e Velocross) em segundo e Bawer Gomes-Rio Grande (Quitanda do Português/Volcan Performance Race Tech) na terceira colocação. Na disputa válida pela sétima etapa, Matheus Cunha Melo-Dom Pedrito (Super Bonzão) foi o quarto colocado, já pela categoria válida pela última etapa, Bruno Rigol-Rosário do Sul (Rigol Competições/Canis e Felis) foi o quarto colocado e Matheus Cunha Melo-Dom Pedrito (Super Bonzão) fechou a prova na quinta colocação.

Sanches volta as pistas com vitória na VX4 e Nicole comemora o título na Feminina
As categorias VX4 e Feminina alinharam juntas no gate. Alinhados lado a lado Fernando Sanches-Santa Maria (Auto Giro Veículos) voltando ao campeonato Gaúcho de Velocross  ainda em recuperação de uma séria fratura no ombro e costelas, Giovane Pick-Vera Cruz (Transportes Pick/Postos Central), líder do campeonato e com uma mão no título, Lauthério Brauch-S. Lourenço do Sul (Steins Malhas/Agafarma da Deodoro/EMS Genéricos/Willrich Ind. Têxtil/Paulinho Moto Peças/Herbalife), vice-líder da categoria, disposto a estragar os planos de Pick e a campeã antecipada da categoria Feminina Nicole Manzke-S. Vitória do Palmar (Birriga Moto Peças/Paulinho Moto Peças). Na largada Giovane Pick assumiu a ponta sendo ultrapassado por Fernando Sanches na segunda curva, Elder Pirolli, o Nety (Kimoto/Mecânica Zapanetti/Pampa Motos/Pro Tork) assumiu a terceira colocação e Lauthério largou na quarta colocação. Julio Balzan-Tupanciretã (Azzurra Motos Yamaha) largou no primeiro pelotão, mas acabou saindo fora da pista e ficando na última colocação. Fernando fez um ritmo forte nas cinco primeiras voltas cravando 1:10.069 na melhor delas, Pick tentou encostar no líder, no entanto preferiu administrar o resultado. Após algumas voltas, Lauthério assumiu a terceira colocação. No final grande vitória de Fernando Sanches, com Giovane Pick, campeão da VX4 em segundo, Lauthério em terceiro, Nety na quarta colocação e Júlio Balzan completando o pódio em quinto. Pela categoria Feminina, Nicole Manzke comemorou o título com mais uma vitória, Cristiele Delgado-Santa Vitória do Palmar (Waltemar Construtor) foi a segunda colocada.

Fernando Sanches

Fernando Sanches

Jordan Martini confirma favoritismo na Novatos Nacional
Um dos grandes favoritos ao título na categoria Novatos Nacional acabou confirmando a expectativa de todos na última etapa, o piloto da “casa” Jordan Martini-Santa Maria (Rigol Competições/Auto Giro Veículos/Azzurra Yamaha Team/MMF Racing/República Pub/Canis e Felis/Barros Motos) conquistou o título de campeão na categoria. Assim que o gate (lotado) caiu, Alexandre Dal Bem-Ibiraiaras (Cereais Dal Bem/MI Metalúrgica/Gil Motos-Pelotas/Casa das Tintas) assumiu a ponta, antes mesmo da segunda curva Jordan já era o líder, Dal Bem, vice-líder do campeonato caiu para a segunda colocação e Ivan Pilz-Mato Leitão (Agropecuária Pilz), líder da categoria era o terceiro colocado. Aos pouco as cinco posições do pódio foram trocando de donos, assim como as trocas constantes de posições no segundo pelotão. Gustavo Gusberti-Vila Flores (Campos Preparações/Godinho Car/Postos Per’Lamérica/CFC Engenharia/Moto Clube AVAMO) assumiu a segunda colocação e Joel da Costa-Ciríaco (Posto Pery/Dioy Motos/Pedreira da Costa) a terceira colocação. Jordan seguiu o mesmo ritmo até o final cravando volta mais rápida após volta mais rápida 1:13.219 a melhor delas. No final muita comemoração do público para Jordan que conquistou o campeonato da categoria, Gusberti fechou a prova em segundo, Joel da Costa em terceiro, Dal Bem foi o quarto colocado e Pilz completou o pódio na quinta colocação. Jordan, que não participou das duas primeiras etapas do campeonato, foi campeão com um ótimo retrospecto, foram seis vitórias em seis etapas, com a quarta colocação, Dal Bem é o vice-campeão.

Felippe Menuzzi vence duas na 65cc e é o novo campeão da categoria
A exemplo da 50cc, a categoria 65cc também teve que disputar duas provas, uma valendo pela sétima etapa que foi cancelada pela chuva e a oitava etapa de Santa Maria. Os três pilotos que disputavam o título saíram na frente. Matheus Hernandes-Rio Grande (Mecânica Léo) enrolou o cabo do acelerador e deixou todo mundo comendo poeira, Gabriel Costa-Dom Pedrito (Agropecuária Ibicui/Joel Oficina de Motos) saiu em segundo e Felippe Menuzzi-Dom Pedrito (Joel Oficina de Motos/Terramar Terraplanagem/CursoMotocross Maycon Rotta) largou na terceira colocação, antes mesmo da segunda curva Felippe assumiu a liderança da prova imprimindo um ritmo muito forte. À partir daí a briga ficou entre Matheus e Gabriel, Matheus abriu uma boa vantagem sobre Gabriel, no entanto, na segunda metade da prova Gabriel colou em Matheus, chegando a colocar a moto lado a lado com o segundo colocado, porém, uma queda na frente do Pit Stop terminou com as pretensões de Gabriel. No final vitória de Felippe, com Matheus em segundo, Arthur Barcelos-Capão do Leão (Chá Chileno/Gráfica Multiart/Mercado Costa) em terceiro, Rubens Oliveira-Alegrete (Ruvel Veículos/Fazenda Barra do Jacaraí) em quarto e Bawer Gomes-Rio Grande (Quitanda do Português/Volcan Performance Race Tech) na quinta colocação. Pela disputa da categoria válida pela oitava etapa,  foi a vez do piloto Gonzalo Trindade Flores-Rivera (Celulares.com) saltar na frente para assumir a liderança da prova. Felippe novamente largou em terceiro e ante de completar a primeira volta assumiu a liderança, Gabriel Costa desta vez levou vantagem sobre Matheus assumindo a terceira colocação. Felippe manteve um ritmo mais forte que na primeira disputa marcando a melhor volta das duas provas (1:19.698) e comemorou a conquista do título da categoria com mais uma vitória. Gonzalo foi o segundo colocado, Gabriel o terceiro, Matheus o quarto colocado e Arthur Barcelos fechou a prova na quinta colocação. Com os resultados, Matheus Hernandes ficou com o vice-campeonato.

Felippe Menuzzi

Felippe Menuzzi

Giovane Pick vence a VX3
Com o título da categoria VX3 assegurado Fabiano Ribeiro-Passo Fundo (Loma Noivas/Bato Fitness/Mecânica Zapanetti/ArtCross/TBT) alinhou no gate para tentar fechar a temporada com uma vitória, Rodrigo Volcan-Pelotas (Volcan Performance/Extreme Suplementos/JA Transportes/Vó Nelda/Borracharia Pedro Osório) e Maiara Basso-Mato Castelhano (Cereais Basso/TBT), alinharam para disputar o vice campeonato. Assim que o gate caiu, Fernando Sanches-Santa Maria (Auto Giro Veículos) largou novamente na frente com Giovane Pick-Vera Cruz (Transportes Pick/Postos Central) logo atrás, Volcan assumiu a terceira colocação com Lauthério Brauch-S. Lourenço do Sul (Steins Malhas/Agafarma da Deodoro/EMS Genéricos/Willrich Ind. Têxtil/Paulinho Moto Peças/Herbalife) na quarta colocação. Maiara Basso-Mato Castelhano (Cereias Basso/TBT) e Fabiano Ribeiro completaram o primeiro pelotão. O panorama da prova continuou o mesmo até a metade da prova, quando Maiara e Fabiano aumentaram o ritmo e ultrapassaram Lauthério, depois disso, foi a vez de Pick parti para cima do líder Sanches, que mesmo cravando (1:10.836) a volta mais rápida não conseguiu segurar a primeira posição. No final vitória de Pick, com Sanches em segundo, Volcan em terceiro, Maiara na quarta colocação e Fabiano em quinto. Com o resultado, Volcan ficou com o vice-campeonato.

De Conto vence a VX3 Nacional e Luiz Refatti é o campeão
A categoria VX3 Nacional alinhou no gate com dois pilotos na briga pelo titulo, Luciano De Conto-Passo Fundo (Tornearia Bramatti/Trevipart/Teta Motos/Motul/Mecânica Zapanetti) e Luiz Refatti-Alegrete (Preto Ar Condicionado e Auto Elétrica/Indústria Lezy/Douglas Racing/Cereais Dal Bem), que disputaram todo o campeonato praticamente lado a lado, fazendo grandes pegas. A última etapa poderia ser diferente, assim que o gate caiu De Conto assumiu a liderança da prova com Refatti em segundo, Elder Pirolli, o Nety (Kimoto/Mecânica Zapanetti/Pampa Motos/Pro Tork), Everton Marchezan-São Borja (Restaurante Talher Campeiro), Marco Aurélio Farias-Lajeado (IMS Racing/Griffing Protetores/YPF Lubrificantes) fecharam o primeiro pelotão. De Conto e Rafatti fizeram novamente uma grande disputa, mesmo cravando a volta mais rápida (1:15.678) Luiz Refatti não consegui encostar o necessário para a ultrapassagem. Marco Farias com problemas no joelho perdeu rendimento e acabou ficando para trás, nas últimas voltas, Refatti tirou a mão e administrou a segunda colocação que lhe garantiu a comemoração do título da categoria. De Conto foi o vencedor, Luiz Refatti em segundo, Nety foi o terceiro colocado, Marchezan o quarto e Jocemar Magni-Estrela (NP Motos/Posto Scheeren/Foclog Rasteadores/Lavagem Paraíso) completou o pódio na quinta colocação.

Luciano De Conto

Luciano De Conto

Luis Henrique Zottis vence a Intermediária
A categoria Intermediária foi mais uma que alinhou no gate com o campeão definido, Fabiano Ribeiro-Passo Fundo (Loma Noivas/Bato Fitness/Mecânica Zapanetti/ArtCross/TBT) conquistou o campeonato com uma etapa de antecedência. Na largada, Luis Henrique Zottis-Passo Fundo (Artcross/Recomaq/Pato Loco Preparações/Laboratório de Proteses Dentária Cleomar) assumiu a ponta da prova,  seguido por Maiara Basso-Mato Castelhano (Cereias Basso/TBT) e Fabiano Ribeiro, Matheus Kunz-Machadinho (MFK Indústria da Madeira) e  Rafael Carli-Santa Maria (Minami Motors) completaram o primeiro pelotão. Durante toda a prova panorama foi o mesmo, Zottis com um ritmo muito forte marcou a volta mais rápida da prova (1:11.041) e manteve a liderança sem maiores problemas, Após um erro em uma curva, Carli saiu da pista e deu lugar para Felipe Pick-Vera Cruz (Transpick Trasnportes/Postos Central). No final vitória de Henrique, Maiara em segundo, Fabiano em terceiro, Matheus na quarta colocação e Pick completou o pódio na quinta colocação.

Jordan Martini vence a 230c e Emerson Rafael é o campeão da categoria
Gate lotado para a disputa da categoria 230cc. Na briga direta pelo título estavam Emerson Rafael-Gramado Xavier (Supermercado Flor da Serra/Gigi Preparações) e Ivan Pilz-Mato Leitão (Agropecuária Pilz), pelo duelo dos pilotos da casa estavam Jordan Martini-Santa Maria (Rigol Competições/Auto Giro Veículos/Azzurra Yamaha Team/MMF Racing/República Pub/Canis e Felis/Barros Motos) e Cássio Rossi-Santa Maria (Bramoto/Bordin Material de Construção/Gráfica WR/LC Motocicletas). Na largada Cássio puxou a fila assumindo a liderança da prova, Ivan Pilz, Felipe Mombach-Montenegro (Supermercado Mombach), Emerson Rafael vieram logo atrás, um pacote na largada deixou cinco pilotos para trás, Jordan não teve uma boa largada e saiu na décima terceira colocação. O ritmo da categoria foi alucinante, não dava para tirar os olhos da pista, principalmente para a recuperação de Jordan que empilhou ultrapassagens ainda na primeira volta, depois de chegar a segunda colocação cravou a volta mais rápida (1:13.007) e assumiu a liderança da prova para comemorar mais uma vitória com o público e sua equipe. Cássio foi o segundo colocado, Pilz o terceiro, Allyson Brasil-Santiago (Tel Car/Demuli Motos) o quarto colocado, Everton Marchezan-São Borja (Restaurante Talher Campeiro) completou o pódio na quinta colocação. Emerson Rafael foi o campeão da categoria.

Jordan Martini

Jordan Martini

Mateus é campeão na VX2 em mais uma dobradinha
O campeão da categoria VX2 estava praticamente definido, iria ser da família Basso, a única dúvida era qual dos irmãos iria ser o dono do título, a incerteza ficou pela situação de Mateus, pois alinhou no gate com o braço engessado por conta de uma fratura.  Na largada o jovem Matheus Kunz-Machadinho (MFK Indústria da Madeira) enrolou o cabo do acelerador e assumiu a ponta da prova seguido por Lucas Basso-Gentil (Cereais Basso/TBT), Cassio Rossi- Santa Maria (Bramoto/Bordin Material de Construção/Gráfica WR/LC Motocicletas) e Mateus Basso-Gentil (Cereais Basso/TBT). Matheus Kunz aguentou a pressão a primeira volta, quando Lucas mostrou toda a sua experiência e fez a ultrapassagem, a briga agora ficava pela segunda colocação entre Matheus Kunz, Cássio Rossi e Mateus Basso, na terceira volta, numa manobra sensacional, Mateus Basso foi para cima e conseguiu fazer a ultrapassagem em cima de Cássio e Matheus Kunz ao mesmo tempo, Cássio aproveitou a carona de Mateus Basso e fez a ultrapassagem em cima de Matheus Kunz, à partir daí foi esperar para terminar a prova com mais uma dobradinha dos irmãos Basso. Lucas venceu e fez o melhor tempo da pista (1:07.251), com Matheus em segundo, Cássio foi o terceiro colocado, Matheus Kunz foi o quarto colocado e Rafael Carli-Santa Maria (Minami Motors) fechou o pódio na quinta colocação. Com o resultado Mateus Basso é o campeão da categoria, Lucas Basso é o vice-campeão.

Deloss vence e Vizentim é o campeão da 4Tempos Livre
A categoria 4T Livre alinhou no gate com dois pilotos na briga direta pelo campeonato, Márcio Vizentim-Flores da Cunha (Vinhos e Casa Gallioto/Morangos Vizentim/G3 Incorporadora/RR Motorace/Mecânica do Pepino) e Diovane Anselmi-Morro Redondo (Unitel Transformadores/Gilvan Motos/Retífica do Albio/Posto Gaúcho). Na largada Dyanos da Silva-Passo Fundo (Dyanos Lavagem/Rafa Motos/Mercado Lazzari/ArtCross/Digital&Cia/Revoluttion Eventos) assumiu a liderança com Felipe Deloss-Lajeado (Restaurante Deloss/Boqueirão Desmanche em Rocha/MMC Power/Lottici Radiadores/Bioleve) que voltou a disputar o campeonato depois de três etapas afastado, em segundo e Diovane em terceiro, Márcio não teve uma boa largada e saiu no segundo pelotão tendo que fazer uma prova de recuperação a fim de somar o maior número de pontos possíveis. Enquanto Diovane foi para cima de Dyanos para tentar a segunda colocação, Márcio errou a entrada de uma curva na quarta volta e perdeu duas posições, aumentando ainda a dificuldade da conquista do campeonato. Depois de muito insistir Diovane finalmente conseguiu a ultrapassagem, Jordan Martini-Santa Maria (Rigol Competições/Auto Giro Veículos/Azzurra Yamaha Team/MMF Racing/República Pub/Canis e Felis/Barros Motos) conseguiu recuperar duas posições saindo do quinto para o terceiro lugar, cravando a volta mais rápida da prova (1:11.341). No final vitória de Deloss, com Diovane em segundo, Jordan em terceiro, Dyanos na quarta colocação e Luciano De Conto-Passo Fundo (Tornearia Bramatti/Trevipart/Teta Motos/Motul/Mecânica Zapanetti) fechando o pódio na quinta colocação. Márcio Vizentim chegou na sexta colocação e com o resultado conquistou o campeonato na categoria.

Felipe Deloss

Felipe Deloss

Felipe Mombach vence a 85cc de ponta a ponta
A categoria 85cc alinhou no gate com o campeão definido, Felippe Menuzzi-Dom Pedrito (Joel Oficina de Motos/Terramar Terraplanagem/CursoMotocross Maycon Rotta) conquistou o campeonato com uma etapa de antecipação, com isso, não alinhou para a disputa da etapa em Santa Maria. Na largada, Felipe Mombach-Montenegro (Supermercado Mombach) assumiu a liderança da prova seguido por Michel Lemos Andrade-Dom Pedrito (Joel Oficina de Motos/Lancheria e Pizzaria do Alemão) em segundo e Gabriel Costa-Dom Pedrito (Agropecuária Ibicui/Joel Oficina de Motos) em terceiro, um pouco mais atrás Gonzalo Trindade Flores-Rivera (Celulares.com), Cristiele Delgado-Santa Vitória do Palmar (Waltemar Construtor) e Arthur Barcelos-Capão do Leão (Chá Chileno/Gráfica Multiart/Mercado Costa). O panorama da prova continuou o mesmo até que Gonzalo conseguiu a ultrapassagem em cima de Gabriel, algumas voltas depois, Gabriel perdeu rendimento e perdeu a quarta colocação para Cristiele. No final vitória de ponta a ponta de Felipe que cravou a melhor volta da prova (1:14.617), Michel foi o segundo, Gonzalo o terceiro, Cristiele a quarta colocada e Gabriel Costa fechou o pódio na quinta colocação.

Vitória de Cássio Rossi na Estreante
A categoria Estreantes Importadas alinhou no gate sem a presença dos pilotos Sérgio Marques Moraes e Weslen Gomes, campeão e vice da categoria respectivamente. Com isso, coube aos pilotos presentes a briga pela vitória na última etapa do campeonato. Assim que o gate caiu, novamente Matheus Kunz-Machadinho (MFK Indústria da Madeira)  largou na frente, Cassio Rossi- Santa Maria (Bramoto/Bordin Material de Construção/Gráfica WR/LC Motocicletas) veio logo atrás na segunda colocação,  Felipe Pick-Vera Cruz (Transpick Trasnportes/Postos Central), Müller Peralta-Dom Pedrito (MVPharma) e Nicole Manzke-S. Vitória do Palmar (Birriga Moto Peças/Paulinho Moto Peças) vinham fechando as cinco posições do pódio. A experiência e o ritmo forte de Cássio foram decisivos para assumir a liderança da prova cravando a volta mais rápida da prova (1:10.684), antes da metade da prova Rafael Carli-Santa Maria (Minami Motors) ultrapassou Nicole e assumiu a quinta colocação. No final vitória de Rossi, com Matheus Kunz em segundo, Felipe Pick em terceiro, Müller em quarto e Carli na quinta colocação.

Cássio Rossi

Cássio Rossi

Deloss vence e Diovane é o campeão da Nacional Força Livre
A categoria Nacional Força Livre foi a penúltima categoria a alinhar no gate, nela a situação do campeonato ainda era indefinida, no entanto, o líder da categoria Diovane Anselmi-Morro Redondo (Unitel Transformadores/Gilvan Motos/Retífica do Albio/Posto Gaúcho) entrou para a disputa com uma boa vantagem sobre o vice Claiton Portela-Passo Fundo (CR Serviços Empresariais/Lavagem Portela/Tornearia Bramatti/Cervejaria 10%). Na largada Diovane foi para definir tudo de uma vez e assumiu a liderança da prova, Felippe Deloss- Lajeado (Restaurante Deloss/Boqueirão Desmanche em Rocha/MMC Power/Lottici Radiadores/Bioleve), Luciano De Conto-Passo Fundo (Tornearia Bramatti/Trevipart/Teta Motos/Motul/Mecânica Zapanetti), Márcio Vizentim-Flores da Cunha (Vinhos e Casa Gallioto/Morangos Vizentim/G3 Incorporadora/RR Motorace/Mecânica do Pepino) e Endrew Bom Reis-Rio Grande (Caio Pesacados/Mecânica Quevedo) vieram embolados um pouco mais atrás. Assim que abriu a segunda volta, Deloss cravou a melhor volta da prova e assumiu a ponta, Diovane até tentou recuperar, mas preferiu administrar o resultado que garantia a conquista do campeonato, a confirmação veio quando ele deu uma volta em cima de Claiton,  que com problemas mecânicos na moto arrastava-se na pista. Jordan Martini-Santa Maria (Rigol Competições/Auto Giro Veículos/Azzurra Yamaha Team/MMF Racing/República Pub/Canis e Felis/Barros Motos) que novamente não teve uma boa largada alcançou a terceira colocação. No final mais uma grande vitória de Deloss, Diovane foi o segundo colocado, Jordan o terceiro, De Conto o quarto colocado e Joel da Costa-Ciríaco (Posto Pery/Dioy Motos/Pedreira da Costa) o quinto colocado.

Mateus Basso vence e é o campeão da VXPró
A principal categoria do Gaúcho de Velocross chegou ao seu final da mesma maneira que começou, Mateus Basso  e Lucas Basso-Gentil (Cereais Basso/TBT) terminaram novamente nas duas primeiras posições na etapa de Santa Maria, assim como foi na primeira etapa na cidade de Pedro Osório e, assim também como aconteceu em todas as etapas que participaram. O domínio dos irmãos Basso no campeonato foi tão grande que, das seis etapas que participaram, cada um venceu três etapas e ficou em segundo em outras três. Na etapa de Santa Maria isso poderia não acontecer, isso porque, Mateus estava com o braço engessado com uma fratura no antebraço e já havia participado da VX2. Na largada, Lucas assumiu a liderança da prova com Luis Henrique Zottis-Passo Fundo (Artcross/Recomaq/Pato Loco Preparações/Laboratório de Proteses Dentária Cleomar) em segundo e Rodrigo Volcan-Pelotas (Volcan Performance/Extreme Suplementos/JA Transportes/Vó Nelda/Borracharia Pedro Osório), na segunda volta Mateus assumiu a terceira colocação. Enquanto Lucas administrava a liderança, Giovane Pick-Vera Cruz (Transportes Pick/Postos Central) e Maiara Basso-Mato Castelhano (Cereais Basso/TBT), assumiram a quarta e quinta colocação respectivamente. A duas voltas do final Mateus assumiu a liderança da prova e sagrar-se campeão também na VXPró. No final vitória de Mateus, Lucas foi o segundo, Henrique Zottis o terceiro, Giovane Pick o quarto e Maiara Basso completou o pódio na quinta colocação.

Mateus Basso

Mateus Basso

A Federação Gaúcha de Motociclismo agradece aos pilotos que percorreram milhares de quilômetros durante a temporada para abrilhantar o Gaúcho de Velocross 2012.

O campeonato Gaúcho de Velocross 2012 tem o patrocínio master da Rinaldi, Total Distribuidora Moto Peças Ltda., IMS e Mobil, co-patrocínio da Belparts e SobreRodas e apoio da  Mecânica Zapanetti, M3Parts/Revenda Kawasaki, Farover, Vitrine da Moto, Octano Graphics, Kimoto, SSul e Artemoto.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly