Mateus Basso – Série Avaliando 2012

Por Jorge Soares | Fotos por Divulgação | 24 de dezembro de 2012 - 12:54

Mundox – Tatu, no geral qual a avaliação que você faz das suas participações nos campeonatos que competiu na temporada 2012.

Mateus Basso – Posso dizer que foi um ano médio. Não tive os resultados que desejava no inicio da temporada, mas devido as lesões, que foram duas fraturas no braço e uma lesão no ombro que tive durante a temporada, tive bons resultados, onde fiquei campeão Gaúcho de Velocross nas categorias VX1 e VX2, vice-campeão Gaúcho de Motocross na categoria MX2, e vice campeão Brasileiro na categoria VX2.

Mundox – Você considera que sua pré-temporada para a temporada 2012 foi a ideal para enfrentar as competições deste ano que está se encerrando ?

Mateus Basso – Estava tendo a melhor pré-temporada de todos anos, mas na semana que antecedeu o Sul-Brasileiro de Motocross, que foi na metade de fevereiro, tive uma lesão no ombro, o que acabou me tirando da prova e dos treinos com moto e físicos. Depois dessa lesão só fui estar preparo novamente na metade de abril, o que me resultou em um inicio de campeonato ruim.

Mundox – Qual a corrida de Motocross ou Velocross que você considera que foram as mais Top para você este ano ?

Mateus Basso – Todas corridas são interesantes, mas se for pra destacar uma, posso dizer que foi no Gaúcho de Motocross em Casca, pois estava a 45 dias parado devido a uma fratura do braço e voltei a andar de moto da treino livre de sábado de manhã. Fiz todos os treinos devagar sem forçar nada e na hora da corrida larguei na sétima posição, e andei toda a prova no meu limite, no final da bateria não conseguia mais segurar a moto, deu bolhas nas mãos e dor no braço e mesmo assim consegui terminar na quarta posicão.

293560_103057186468497_430665794_n

Mateus Basso

Mundox – Faça uma avaliação comparando alguma evolução na sua pilotagem, preparação física ou mental de 2011 para 2012.

Mateus Basso – Durante a temporada de 2011 amadureci muito na parte mental, e 2012 me fez afirmar ainda mais que a força de vontade supera qualquer limite e dor. Já na parte de pilotagem aprendi muitas coisas com o Milton Becker, o Chumbinho, que sozinho nunca aprenderia.

Mundox – Quais foram seus patrocinadores na temporada 2012, e com quais você já renovou para a temporada 2013 ?

Mateus Basso – Na temporada 2012 tive o patrocinio de Cereais Basso e TBT Suspensões. E pra 2013 a parceria vai continuar com os dois, e estou aberto para outras propostas.

Mundox – Como você avalia a organização de um modo geral das competições que você participou na temporada 2012.

Mateus Basso – A organizaçcao está melhorando a cada ano, mas tem muito a melhorar ainda para poder tornar o esporte mais conhecido. As pistas deveriam ter tratamento melhor, molhar e gradear muito mais para dar mais segurança aos pilotos. E os horários deveriam ser programados melhor para prejudicar menor número de pilotos, e principalmente ser cumprido. E em relação a premiação todos reclamam e eu não vou ser diferente hehehehe, Deveria melhorar para encentivar mais os pilotos.

523702_344269905680556_1867024456_n

Mateus ‘Tatu’ Basso

Mundox – Agora a palavra e o espaço são seus.

Mateus Basso – Primeiramente gostaria de agradecer a você Jorge, pelo espaço, agradecer a Deus por me dar forças para nunca desistir dos meus sonhos, minha família, minha namorada e patrocinadores, Cereais Basso e TBT por acreditarem no meu trabalho e me dar força e condições para poder competir.

Perfil do piloto Mateus Basso
Nome completo : Mateus Favero Basso
Data de nascimento : 14 de m,arço de 1992
Cidade onde nasceu : Marau – RS.
Cidade onde mora : Gentil – RS.
Apelido : Tatu
Motos atuais : KXF 450 e KXF 250
Principais títulos : Campeão Brasileiro de Velocross categorias VX1 e VX2
Ídolo no Motocross Nacional : Milton ‘Chumbinho’ Becker
Ídolo no Velocross : Lucas Basso
Ídolo no Motocross Internacional : Ryan Villopoto
Pista de Motocross favorita no Rio Grande do Sul : Casca
Pista de Motocross favorita no Brasil : Carlos Barbosa – RS.
Pista de Velocross favorita no Rio Grande do Sul : Jaguarão
Pista de Velocross favorita no Brasil : Lapa – PR.
Comida favorita : Lazanha
Bebida favorita : Guaraná
Comida nos dias de corridas : Massas e lazanha
Bebida nas corridas : Suco e água
Lazer preferido : Namorar
Esporte preferido fora o Motocross e o Velocross : Tênis de mesa
E-mail : [email protected]
Facebook : mateusbasso121

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly