Herlings versus Cairoli no Qatar

Por Renato Dalzochio Jr. | Foto por Divulgação | 07 de janeiro de 2013 - 21:39

Nunca na história do esporte um determinado evento causou tantas incógnitas. Um novo circuito, corridas a noite e as categorias MX1 e MX2 largando juntas nas mesmas baterias. O GP do Qatar será algo mais do que podemos imaginar. Surpreendentemente um dos aspectos mais interessantes da etapa de abertura do Mundial de Motocross 2013 será os dois atuais campeões do mundo batendo guidão e brigando pela vitória, algo que nunca se viu em anos anteriores.

Cairoli, que terminou 2012 com 16 vitórias, é o grande favorito e busca o sétimo título mundial de sua carreira. O único na sua frente na lista dos maiores vencedores de todos os tempos é o belga Stefan Everts.

A temporada deste ano começa no Campeonato Italiano de Motocross, uma competição na qual Cairoli não tem conseguido o mesmo domínio que exerce no Mundial de Motocross. No ano passado, no campeonato nacional de seu país, foi batido pelo francês Steven Frossard.

Herlings por outro lado já manifestou seu desejo de enfrentar Cairoli e os outros pilotos da MX1 no Qatar. Ele repentinamente tem mostrado a mesma velocidade que os pilotos que andam com motos de 450cc nos últimos anos, em alguns casos marcando tempos de volta iguais ou superiores aos de Cairoli.

1301071508Herlings and Cairoli 2013 faces

Herlings e Cairoli são pilotos da equipe oficial KTM no Mundial de MX

É claro que não apenas o italiano e o holandês possuem chance de vitória. Somando MX1 com MX2 entram na lista nomes como Gautier Paulin, Ken De Dycker, Max Nagl, Steven Frossard, Clement Desalle, Kevin Strijbos, Tommy Searle, Jeremy Van Horebeek e Joel Roelants entre outros.

O Grande Prêmio de Losail, em Doha no Qatar abre a temporada 2013 do Mundial de Motocross na noite do dia 2 de março, num sábado. Será uma das corridas mais fascinantes da história do campeonato, e ao mesmo tempo uma das mais imprevisíveis também. Além do Qatar, os outros GPs em que as categorias MX1 e MX2 largarão juntas são o da Tailândia, do Brasil e do México.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly