Entrevista com o piloto Ken De Dycker

Por Renato Dalzochio Jr. | Foto por Divulgação | 09 de janeiro de 2013 - 23:37

O belga Ken De Dycker, piloto da equipe oficial Red Bull / KTM tem trabalhado duro durante o inverno europeu procurando encontrar a velocidade ideal para competir com seu companheiro de equipe, Antonio ‘Tony’ Cairoli. Tony dominou a segunda metade do Mundial de Motocross 2012, deixando De Dycker e os demais pilotos verem o quão bom o hexacampeão é.

Neste inverno De Dycker está trabalhando duro com Cairoli e pode ver a melhoria na sua própria velocidade, em razão dos treinos competitivos. Na entrevista abaixo, concedida para a Youhstream, empresa promotora do Mundial de Motocross, o belga fala um pouco sobre suas recentes experiências.

Pergunta – Como você compararia a KTM com sua experiência anterior como piloto de fábrica na Suzuki ?

De Dycker – Considero experiências semelhantes. Na Suzuki a situação da equipe era a mesma, mas eu era mais jovem. Na CAS Honda eu era um piloto privado com apoio de fábrica. Tive algumas temporadas ruins mas agora me sinto mais sábio e minha concentração é muito melhor. Estou mais em forma do que nunca, a equipe e a moto são a melhor coisa que existe e que eu poderia ter para 2013.

Pergunta – Sempre pareceu lhe faltar algo para chegar ao nível máximo. No passado você já esteve tão bem preparado com agora ?

De Dycker – Não, não, realmente eu acho que a cada ano quando o campeonato termina eu já estou ansioso pela próxima temporada, por isso sempre treino duro no inverno, mas nos últimos anos não tive o suporte necessário. Minha atitude não foi boa por causa disso, por tanto não tive uma boa formação. Este ano, com Claudio De Carli, todos na KTM temos o que precisamos para atingir o sucesso. Não há nada faltando em termos de preparação e podemos terminar em primeiro e segundo.

1301091040de dycker

Ken De Dycker

Pergunta – A Bélgica não tem um campeão Mundial de Motocross desde Steve Ramon em 2007. Você já pensou sobre isso ?

De Dycker – Eu não penso sobre a história, eu penso sobre como posso me preparar para a temporada e melhorar o tempo todo. Eu sinto que estou aprendendo mais e mais e estou ficando cada vez melhor e isso é tudo que me importa.

Pergunta – O que você precisa fazer para vencer Cairoli em 2013 ?

De Dycker – Eu tenho que trabalhar muito para chegar ao nível dele e me preparar mais do que ele, mas todo mundo é passível de ser derrotado e se eu sentisse que não poderia vencê-lo então eu deveria parar de competir. Sinto que podemos ter algumas boas corridas em 2013. Espero que possamos ter algumas boas batalhas e que eu possa sair por cima.

Pergunta – Clement Desalle, que é belga como você, também está tentando derrotar Cairoli, mas parece que lhe faltou algo a mais no ano passado. Qual sua opinião sobre Desalle ?

De Dycker – Acho que Clement não teve muita sorte em 2012 e em 2011 ele se lesionou. Eu o vejo como um cara motivado, acho que ele poderia relaxar mais, isso vai ajudá-lo, ele tem boas chances nesta temporada. Suas disputas com Cairoli provaram que ele é alguém que realmente trabalha duro e nunca desiste.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly