Expectativas para o AMA Supercross em Oakland

Por Renato Dalzochio Jr. | Fotos por Divulgação | 25 de janeiro de 2013 - 12:41

A terceira etapa do AMA Supercross, disputada sábado passado em Anaheim, pode ter marcado o retorno da hegemonia do atual campeão, Ryan Villopoto. Villopoto foi o mais rápido nos treinos classificatórios da tarde e venceu sua Heat Race. No Main Event, mesmo largando na sétima posição, ele impôs um ritmo dominante, alcançando a liderança em poucas voltas. Para a quarta etapa em Oakland neste sábado, a expectativa do piloto da Kawasaki é manter a hegemonia, iniciando a mesma série de vitórias consecutivas que o consagraram bicampeão no ano passado.

Mas a vida de Villopoto não será nada fácil, já que vários de seus concorrentes na briga pelo título estão andando muito rápido e provaram que possuem condições de vencer corridas. É o caso de Trey Canard, que depois de ficar 8 meses afastado após um acidente horrível no ano passado, voltou com muita velocidade e decidido a conquistar seu primeiro título na principal categoria do campeonato, a 450.

Davi Millsaps pode ser considerado a maior surpresa da categoria até agora. Ele venceu a primeira etapa de ponta a ponta e conquistou resultados consistentes nas outras duas corridas, resultados que lhe mantiveram na liderança isolada do campeonato por uma mínima diferença de pontos em relação aos demais pretendentes ao título. No último sábado ele só não subiu no pódio pela terceira vez consecutiva porque um tombo no final da corrida impediu que isso acontecesse.

18_S_13_07_11046

Davi Millsaps

Quem aproveitou o infortúnio de Millsaps para conquistar seu primeiro pódio da temporada foi o australiano Chad Reed. Após duas etapas apagadas apesar dos resultados consistentes, Reed mostrou uma pilotagem mais agressiva e proporcionou com Millsaps a melhor disputa da noite em Anaheim. O experiente piloto de 30 anos disse que encontrou um acerto melhor em sua Honda e que está mais confiante para brigar por vitórias nas próximas corridas. Sua regularidade o coloca em terceiro lugar na classificação do campeonato, apenas sete pontos atrás do líder.

Estreando na categoria Justin Barcia mostrou velocidade de sobra para brigar pelas vitórias. Em Phoenix, ele conquistou a primeira vitória de sua carreira na categoria 450cc com extrema autoridade, liderando as 20 voltas do Main Event de ponta a ponta. No entanto, resultados ruins na primeira e na terceira etapa, ambas em Anaheim, o colocaram em oitavo lugar na tabela de classificação, posição um tanto desconfortável considerando a briga pelo título, mas completamente reversível.  Na primeira etapa Barcia caiu quando ocupava a terceira posição, e na terceira etapa errou uma sessão de encaixes e bateu com o nariz no guidão. O sangramento lhe obrigou a abandonar a corrida. Ele entra na pista de Oakland neste sábado disposto a recuperar o prejuízo.

Quem também vem de duas etapas ruins e precisa se recuperar caso queira seguir na briga pelo título é Ryan Dungey da KTM. Em Anaheim2 Dungey largou mal e finalizou na sexta posição, após perder uma disputa particular com Jake Weimer. Ele ocupa o quinto lugar na classificação do campeonato, 15 pontos atrás do líder.

41_S_13_07_11526

Trey Canard

Outro favorito ao título, James Stewart está lutando contra resultados muito ruins nestas três corridas inicias do campeonato, consequência de uma lesão sofrida no joelho durante a etapa de abertura. Stewart tem marcado algumas das voltas mais rápidas dos treinos classificatórios, venceu algumas Heat Races, mas não consegue impor a mesma pilotagem agressiva durante os Main Events. Ele ocupa a nona posição na classificação do campeonato, 27 pontos atrás do líder, e planeja iniciar sua recuperação neste sábado em Oakland. Somente a lesão no joelho pode atrapalhar seu desempenho, já que segundo o próprio Stewart, ele está em um caso de amor com a sua moto, a Suzuki RM-Z 450, a qual ele chamou de fenomenal.

Já na categoria 250 costa Oeste as coisas estão bem diferentes. O atual campeão Eli Tomac está com 100% de aproveitamento até aqui. Ele venceu as três corridas disputadas até agora e parece estar um degrau acima dos demais pilotos. Em Anaheim 2, entretanto, finalmente aconteceu a disputa que todo mundo estava esperando pra ver. Cole Seely e o alemão Ken Roczen, considerados os outros dois favoritos ao título, deram trabalho para Tomac, que só conseguiu assumir a liderança na décima das 15 voltas do Main Event. Alguém será capaz de colocar fim na hegemonia dele ? Só o tempo irá dizer.

tomac-hoffmanphoto

Eli Tomac

Com a aposentadoria de Kevin Windham no último sábado, cogitou-se nos bastidores a possibilidade da Geico Powerspors / Honda subir Tomac para a categoria 450, para que o time também pudesse ter um piloto em condições de brigar pelo título, hipótese que foi imediatamente descartada pela equipe. Segundo a equipe, Tomac vai defender seu título na costa Oeste até o fim do campeonato, mas existe sim a possibilidade dele disputar algumas etapas na categoria 450, no momento em que o campeonato migrar para as corridas da costa Leste.

A quarta etapa do AMA Supercross acontece amanhã, 26 de janeiro, no O.co Coliseum, em Oakland, no norte da Califórnia, e a promessa é de grandes disputas e fortes emoções nas duas categorias !!!

0a1b2961d680a61d31b211881efb11e1foto2

Desenho do traçado da pista de Oakland 2013

Vídeo de uma volta virtual na pista de Oakland 2013

Imagem de Amostra do You Tube

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly