Roger De Coster de contrato novo com a KTM

Por Jorge Soares | Fotos por Divulgação | 01 de fevereiro de 2013 - 16:05

Mesmo que Roger De Coster, chefe da equipe de fábrica Red Bull / KTM nos Estados Unidos, tinha um contrato válido até o fim do ano, a direção da fábrica austríaca resolveu antecipar a renovação para até 2016. Pit Beirer, chefe da KTM Motorsport, foi quem em 2011 fechou a negociação com De Coster, que foi cinco vezes campeão do Mundo de Motocross, para gerenciar a equipe da empresa de fábrica nos Estados Unidos.

Um ano depois, De Coster levou seu pupilo Ryan Dungey para o time Red Bull / KTM. A equipe comemorou sua primeira vitória, e da KTM em primeiro lugar na principal categoria do AMA Supercross na segunda corrida da temporada 2012, em Phoenix. O ano terminou com um desempenho impressionante e a conquista do AMA Motocross 450 por Dungey.

Pit Beirer comentou o seguinte sobre a renovação antecipada do contrato de De Coster : “Roger tinha um contrato válido com a KTM, mas foi o desejo de ambos os lados estendê-lo antes do vencimento para garantir a estabilidade nos próximos anos. Os contratos com todos os outros membros da equipe também foram estendidos, bem como infra-estruturas novas, oficinas e caminhão da equipe”.

Já Roger De Coster disse : “O trabalho continua a ser divertido para mim e trabalhar com a KTM é muito legal. É fácil de fazer as coisas, as decisões são tomadas de forma rápida e eu possa ter uma grande influência sobre a equipe e a moto. O nosso objetivo é lutar pelo título em ambas categorias, a Supercross e o Motocross. A intenção é termos no futuro dois pilotos de fábrica por categoria”.

121212-ktm-roger-de-coster

Roger De Coster

O nome de Roger De Coster é o cara no meio do Motocross e seu apelido “The Man” não é coincidência. Ele fez uma grande influência com o seu estilo suave e controlado de pilotagem, e também pela sua dedicação ao treinamento muito duro no auge de sua carreira. Ele se estabeleceu como um dos melhores pilotos de Motocross de todos os tempos com seus cinco títulos do campeonato do Mundo. De Coster encerrou a sua carreira de piloto no GP de Luxemburgo de 1980. Com a vitória, como de costume. Depois disso, De Coster passou muito tempo nos Estados Unidos, onde provou ser também um bem sucedido chefe de equipe, como ele era em sua carreira de piloto.

Pit Beirer

Pit Beirer

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly