O Motocross de Rondônia está em crise !!!

Por Luiz Carvalho | Foto por Divulgação | 21 de fevereiro de 2013 - 10:12

Fundada em 1987 por um grupo de amantes do motociclismo a Federação de Motociclismo de Rondonia – FMR, nasceu com a missão de dar suporte a esse esporte tão emocionante que até hoje contagia gerações dentro e fora das pistas. Com muita luta esses pioneiros do esporte a motor revelaram pilotos como Kike, Tel, Ninho, Cascão, Claudio Barbizan, Alemão, Reinaldo, Adelmo de Souza, Reither entre outros que protagonizaram grandes espetáculos na pista quando o MotoCross era feito de uma maneira mais romântica e menos profissional. Com muito trabalho ao longo do tempo a FMR abrigou eventos memoráveis no estado, sediando etapas do Campeonato Brasileiro e Latino Americano, colocando Rondonia no calendário mundial do motociclismo.

A partir de 2011 a equipe da FMR começou a se adaptar as novas regras e muitos eventos tiveram que ser suprimidos devido à complexidade da burocracia para a coordenação dessas realizações. Pelo seu trabalho junto ao motociclismo não só em nível de Brasil, a FMR tem sido destacada pela Federação Internacional de Motociclismo – FIM e da Confederação de Motociclismo do Brasil – CBM pela qualidade apresentada. “Atualmente recebemos muitos elogios das Federações Internacionais e da própria Confederação Brasileira pelos eventos aqui realizados, mas infelizmente não vivemos de elogios”. Afirmou o presidente Reinaldo Selhorst.

Dentro dessas mudanças propostas pela FMR, a partir de 2005 não se cobrou mais ingressos em provas da federação. “Buscamos sempre apoiar o trabalho social que é feito pelos municípios que apoiam os eventos”. Os ingressos passaram a ser 01 Kg de alimento não perecível que são destinados às entidades filantrópicas dos municípios sedes. Atualmente a FMR enfrenta dificuldades para a realização dos eventos dentro do estado pela necessidade da celebração de convênios com os órgãos gestores que na maioria das vezes atrasam seus compromissos penalizando os organizadores do evento. “O piloto vai competir mais pelo prazer, não pelo dinheiro, mas a premiação é um objetivo a ser alcançado também”.
Segundo levantamentos a Federação de Motociclismo de Rondonia tem a premiação paga aos pilotos bem acima da média paga pelas demais entidades no país.Devido ao atraso na liberação dos convênios, a federação de motociclismo de Rondonia tem passado pelo constrangimento de ter alguns de seus compromissos não honrados ainda com pilotos e fornecedores. Esse problema tem causado um grande prejuízo para a imagem da entidade perante a opinião pública que desconhece os reais motivos. Pelo atraso na liberação de alguns convênios a FMR enfrenta o problema de cheques sem proventos que foram passados a pilotos e fornecedores durante a competição. “Estamos empenhados em resolver essa questão junto aos órgãos gestores”.
Hoje é impossível a realização de qualquer evento aberto sem ajuda de recursos públicos e, para obter esses recursos é necessária muita transparência no processo licitatório. E isso a FMR tem feito através de sua diretoria e equipe de apoio que tem trabalhado diariamente com o objetivo de manter a credibilidade da federação junto aos pilotos, organizadores e os patrocinadores. Para isso realizamos todos os anos no mês de março, a assembleia geral para a prestação de contas da entidade. Essas assembleias tem a presença de todos os clubes afiliados. Não vamos nos abater diante dessa crise momentânea, vamos manter nosso trabalho para resgatar a imagem do motociclismo que sempre foi considerado o esporte “Numero Um do Estado”. Declarou o presidente Reinaldo Selhorst.
000901_imgN-G

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly