Prévia do AMA Supercross no Geórgia Dome

Por Renato Dalzochio Jr. | Fotos por Divulgação | 23 de fevereiro de 2013 - 10:27

O AMA Supercross 2013 prossegue hoje, 23 de fevereiro, no Geórgia Dome, em Atlanta, com a oitava etapa da categoria 450 e a segunda da 250 costa Leste. Atlanta pode ser considerada uma das etapas mais clássicas do campeonato, já que marca a metade da temporada e justo num momento onde a disputa da principal categoria, a 450, está sendo considerada uma das mais equilibradas da história da competição. Outro fato marcante nas etapas em Atlanta é que constantemente são batidos recordes de públicos, chegando normalmente na marca de 65.000 pessoas no Geórgia Dome.

Em sete etapas o campeonato teve quatro vencedores diferentes. O atual campeão Ryan Villopoto venceu três corridas e luta para não cometer os mesmos erros que lhe custaram pontos preciosos em etapas anteriores. Segundo Villopoto, como uma quantidade tão grande de favoritos ao título, largar no pelotão da frente (especialmente na liderança) tem sido fundamental na busca pelas vitórias. No último sábado em Arlington, Villopoto fez o holeshot e liderou de ponta a ponta.

2_S_13_11_10820__

Ryan ‘RV’ Villopoto

A grande surpresa da temporada fica por conta de Davi Millsaps, que abandonou a condição de coadjuvante e se tornou um dos principais candidatos ao título. Com duas vitórias, ele lidera o campeonato e pode se sagrar campeão pela primeira vez na carreira graças a sua excelente consistência (marcou presença diversas vezes no pódio e não ficou fora do top 5 em nenhuma etapa).

O ex-campeão Ryan Dungey venceu uma etapa em Anaheim3 e está na vice-liderança, 21 pontos atrás de Millsaps. É outro piloto que se mantém na briga pelo título galgando bons resultados e marcando presença constante no pódio. Foi o vencedor de Atlanta em 2012.

A grande decepção fica por conta de James Stewart (campeão em 2007 e 2009), que ocupa a nona posição na tabela com 75 pontos. Stewart sempre é um dos mais rápidos nos treinos classificatórios mas não consegue o mesmo rendimento nas corridas, conquistando resultados sempre abaixo de suas expectativas. O ápice da má campanha foi em Arlington no último sábado, quando problemas na embreagem o impediram de largar no Main Event. Muito se deve também a lesão sofrida no joelho, durante o segundo treino classificatório na abertura em Anaheim.

7_S_13_11_10819__

James ‘Bubba’ Stewart

Em seu ano de estreia na categoria, Justin Barcia venceu em grande estilo a segunda etapa em Phoenix, mas alguns erros em etapas posteriores trouxeram-lhe resultados ruins, que o deixaram apenas em sexto lugar no campeonato.

Outros favoritos que também precisam se recuperar são Trey Canard e o australiano Chad Reed (campeão em 2004 e 2008) quarto e quinto colocados respectivamente na classificação do campeonato.

A grande novidade da categoria em Atlanta fica por conta do atual campeão da categoria 250cc costa Oeste, Eli Tomac, que vai aproveitar as etapas da costa Leste para acelerar de 450. Tomac é uma das grandes revelações dos últimos anos, sendo cotado para ser um dos favoritos ao título no futuro, o que só aumenta a curiosidade sobre como será seu desempenho de 450 neste sábado em Atlanta e nas próximas corridas.

Categoria 250 Costa Leste

Após a abertura em Arlington no sábado passado, a categoria 250 costa Leste parte para a sua segunda etapa em Atlanta. O escocês Dean Wilson confirmou sua condição de um dos favoritos ao título ao vencer a corrida no Cowboys Stadium.

Blake Wharton e Will Hahn, outros postulantes a se tornarem campeões, completaram o pódio em segundo e terceiro respectivamente. Kyle Peters foi o quarto e Justin Hill (irmão mais novo de Josh Hill) em sua estreia como profissional, finalizou na quinta psoição.

25_S_13_11_11183

Marvin Musquin

A decepção ficou por conta do francês Marvin Musquin, ex-campeão mundial de Motocross na categoria MX2. Também cotado como um dos favoritos ao título, Musquin caiu na primeira curva após a largada do Main Event, voltou para a corrida no último pelotão e se recuperou até o sexto lugar. Atlanta neste sábado pode marcar (ou não) o início de sua reabilitação no campeonato.

Classificação do AMA Supercross categoria 450 após sete etapas
1. Davi Millsaps – 154 pontos (2 vitórias)
2. Ryan Dungey – 133 (1 vitória)
3. Ryan Villopoto – 130 (3 vitórias)
4. Trey Canard – 119
5. Chad Reed – 115
6. Justin Barcia – 98 (1 vitória)
7. Andrew Short – 95
8. Justin Brayton – 83
9. James Stewart – 75
10. Matt Goerke – 69
11. Broc Tickle – 68
12. Mike Alessi – 49
13. Jake Weimer – 48
14. Josh Grant – 40
15. Weston Peick – 39
16. Kyle Chisholm – 37
17. Matt Lemoine – 34
18. Vince Friese – 30
19. Jimmy Albertson – 29
20. Robert Kiniry – 23 pontos

Classificação do AMA Supercross categoria 250 Leste após uma etapa
1. Dean Wilson – 25 pontos (1 vitória)
2. Blake Wharton – 22
3. Wil Hahn – 20
4. Kyle Peters – 18
5. Justin Hill – 16
6. Marvin Musquin – 15
7. Gavin Faith – 14
8. James Decotis – 13
9. Vince Friese – 12
10. Lance Vincent – 11
11. Jackson Richardson – 10
12. Gareth Swanepoel – 9
13. Levi Kilbarger – 8
14. Adam Gulley – 7
15. Ryan Zimmer – 6
16. Adam Gulley – 5
17. Ryan Zimmer – 4
18. Zach Bell – 3
19. Brad Ripple – 2
20. Jesse Wentland – 1 ponto

Próximas etapas do AMA Supercross 2013
Nona Etapa – 2 de Março – Edward Jones Dome – St. Louis
Décima Etapa – 9 de Março – Daytona International Speedway – Daytona Beach
Décima Primeira Etapa – 16 de Março – Lucas Oil Stadium – Indianapolis
Décima Segunda Etapa – 23 de Março – Rogers Centre – Toronto
Décima Terceira Etapa – 6 de Abril – Reliant Stadium – Houston
Décima Quarta Etapa – 13 de Abril – Metrodome – Minneapolis
Décima Quinta Etapa – 20 de Abril – CenturyLink Field – Seattle
Décima Sexta Etapa – 27 de Abril – Rice-Eccles Stadium – Salt Lake City
Décima Sétima Etapa – 4 de Maio – Sam Boyd Stadium – Las Vegas

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly