Pilotos deram show na abertura do Gaúcho de Velocross

Por Assessoria de Imprensa da FGM | Fotos por André Charão | 13 de Março de 2013 - 23:38

O campeonato Gaúcho de Velocross abriu a sua temporada 2013 na cidade de Tapejara. Mais de 170 pilotos do Rio Grande do Sul  e também de Santa Catarina e do Uruguai encararam o chuvoso final de semana para viver as primeiras emoções do campeonato que promete ser um dos melhores dos últimos anos.

As equipes começaram a chegar ao Parque de Rodeio da cidade na noite de sexta-feira, a chuva pegou carona e acompanhou toda a movimentação nos boxes até a madrugada de sábado. Na manhã de sábado uma chuva fina começou novamente e continuou por boa parte da tarde. Com isso, a direção de prova não teve alternativa a não ser a de cancelar os treinos livres e cronometrados programados para a tarde.

Com os treinos cancelados e boxes cheios, o dia serviu para como dizem os gaúchos, colocar a conversa em dia. Neste meio tempo a movimentação de pilotos chegando ao parque era intensa, os galpões e o estande do Parque de Rodeio estiveram lotados.

No sábado à noite o grande momento da programação oficial do evento antes dos motores roncarem na pista foi a premiação dos campeões do campeonato de 2012. Em uma reunião muito animada, pilotos, membros de equipes brindaram os títulos com muita animação, em um belo momento de confraternização da família do Velocross gaúcho.

IMG_0576

O domingo, dia 10 de março, começou promissor, a cerração tomou conta da cidade, para todo e qualquer bom gaúcho o ditado estava valendo: Cerração baixa, sol que racha. No meio da manhã as nuvens começaram a dar lugar ao sol, porém, em menos de cinco minutos as nuvens voltaram e o tempo fechou de vez.

Confira como foram as disputas da 1ª etapa do campeonato Gaúcho de Velocross 2012.

Elder Pirolli comemora com a torcida vitórias na VX3 e VX4 Nacional
As duas primeiras categorias a alinhar no gate na nublada manhã de domingo foram a VX3 e VX4 Nacional, que foram disputadas em bateria única. Na largada quem levou a melhor foi o piloto da casa Elder Pirolli-Tapejara (Kimotos/Pampa Motos/Pro Tork/Mecânica Zapanetti) assumiu a ponta seguido de perto por Luciano De Conto-Passo Fundo (Tornearia Bramatti/Trevipart/Teta Motos/Motul/Mecânica Zapanetti/Artcross) e Márcio Dal Sólio-Passo Fundo (Oficina do Márcio/Loma Noivas), que voltou a disputar uma etapa do Gaúcho de Velocross após três anos. No pelotão intermediário muita mudança nas posições, além de um intensa disputa entre  Lucindo Amorim-Pelotas (Paulinho Moto Peças/Gil Motos) e Jocemar Magni-Estrela (Posto Scheeren/NP  Motos/Foclog Rastreadores/CTO Eventos). Elder Pirolli e Luciano De Conto travaram intensa briga até as últimas voltas, na segunda metade da prova, os ponteiros ganharam a companhia de Marcos Onzi-Flores da Cunha (Metais Onzi/Vodcka Raiscka/Martini Racing). Quando tudo parecia definido lá na frente De Conto caiu em frente ao pit stop e perde a segunda colocação na geral para Márcio Dal Sólio que fez o melhor tempo da prova (1:02.205). No final vitória de ponta a ponta de Elder Pirolli nas categorias VX3 Nacional com Márcio Dal Sólio em segundo, Luciano De Conto em terceiro, Marcos Onzi na quarta colocação e Jocemar Magni em quinto. Pela VX4 Nacional o pódio ficou formado por Elder Pirolli em primeiro, Márcio Dal Sólio em segundo, Fabian Rodrigues Souza-Sta. Vitória do Palmar (Jordan Sat Antenas Parabólicas) em terceiro, Lucindo Amorim na quarta colocação e Luciano Luis Casirighi-Carazinho (Mecânica Casirighi) na quinta colocação.

IMG_1255

Erick Bom Reis vibra com sua primeira vitória no Gaúcho de Velocross
A categoria Mirim A entrou para a sua primeira disputa no campeonato, antes disso, porém, uma infelicidade para o piloto Bawer Gomes-Rio Grande (Quitanda do Português/Volcan Performance-Race Tech) que já no parque fechado foi forçado e teve problemas na moto e sequer alinhou no gate. Na largada Pablo Henrique dos Santos-Panambi (Corfio/Rangus Pizzaria) saiu na frente seguido Erick Moura Bom Reis-Rio Grande (Caio Pescados/Cleber Pontes Aulas de Velocross e Motocross) e Matheus Cunha Melo-Dom Pedrito (Super Bonzão/Lancheria do Alemão/Dani Cabelereira/Joel Motos/Argileu Motos), em poucas voltas Erick cravou o melhor tempo da prova (1:20.847) e assumiu a liderança para não largar mais. No Final vitória de Erick com Pablo em segundo, Roberty Godinho-Nova Prata (Mecânica do Moa/Roncato Escavações/Hemar Artefatos de Cimento/Godinho Car/Posto Per Lamérica) foi o terceiro colocado, Eduardo Casirighi-Carazinho (Mecânica Casirighi) foi o quarto colocado e Matheus Melo fechou o pódio na quinta colocação.

IMG_1315

Gustavo de Freitas vence a Estreantes 230
A categoria Estreantes 230cc teve grandes disputas, tanto para as primeiras, quanto para as últimas colocações. Na largada o piloto Marcelo de Freitas-Barros Cassal (Works Suspensões/Sicredi Botucarai/PostoBR Battisti Martini/Unimotos Barros Cassal) assumiu a ponta seguido por Jovir Scariot-Água Santa, Roger Cagliero Júnior-Tapejara (Loja Vest Bem/Dudu Preparações) e Leonardo Azambuja-Santa Maria (Rigol Competições/Canis e Felis/Jordan Preparações/Auto Giro Veículos), a disputa foi intensa nas quatro primeiras voltas, Patrick Crivelaro-São Vicente do Sul (Marco Autopeças/Boby 92 Moto Peças) depois de não ter feito uma boa largada conseguiu recuperação e encostou no pelotão da frente. O panorama da prova continuou o mesmo até a bandeirada da vitória. O resultado final teve alteração devido a desclassificação de três pilotos que participaram com motos fora do regulamento. A formação do pódio teve Marcelo de Freitas que venceu a prova de ponta a ponta e cravou o melhor tempo da prova (1:04.402), em primeiro, Patrick Crivelaro em segundo, Cassiano Portela-Passo Fundo (Lavagem Portela/Produtive Auto Service/Teta Motos/Tornearia Bramatti) foi o terceiro colocado, Sérgio Nunes Rodrigues-Passo Fundo (Mecânica Radim/Retipasso/Toco Motos) foi o quarto colocado e Felipe Melo-Tapejara (Mecânica DM) fechou o pódio n quinta colocação.

IMG_1650

Maiara na VX3 e Sanches VX4 foram vencedores em prova dupla
A exemplo das categorias nacionais, as categorias VX3 e VX4 Importadas foram disputas em conjunto. Na largada Rodrigo Volcan-Pelotas (Paulinho Moto Peças/BBN Multimarcas/Volcan Performance/Vó Nelda/CP Graphics/Extreme Suplementos/Borracharia Pedro Osório) assumiu a liderança da prova seguido por Maiara Basso-Mato Castelhano (Cereais Basso/Rinaldi/IMS Racing/TBT Suspenções/ArtCross Moto Graphics) e Fernando Sanches-Santa Maria (Auto Giro Veículos/Azzurra Concessionária Yamaha), os três primeiros colocados forçaram o ritmo para tentar abrir vantagem, um pouco mais atrás a briga ficou intensa entre Giovane Pick-Vera Cruz (Transpick Transportes/Postos Central), Cleomenes Gomes-Camaquã (JC Materiais de Construção/Madereira JC) e Lauthério Brauch-S. Lourenço do Sul (Steins Malhas/Willrich Ind. Têxtil/Agafarma da Deodoro/EMS Genéricos/Paulinho Moto Peças), após duas voltas Maiara Basso assumiu a liderança e se isolou na liderança da prova, além da liderança Volcan perdeu a segunda colocação para Sanches que cravou o melhor tempo (0:59.869), Giovane Pick chegou a perder duas posições, mas conseguiu recuperar e chegar forte na frente assumindo a terceira colocação. No final pela categoria VX3 vitória de Maiara, Fernando Sanches foi o segundo Giovane Pick foi o terceiro colocado, Volcan o quarto e Cleomenes fechou o pódio na quinta colocação. O campeão da temporada passada, Fabiano Ribeiro-Passo Fundo (Loma Noivas/ArtCross/TBT Suspensões/Mecânica Zapanetti) assim fez uma ótima prova de recuperação e chegou na sétima colocação.

IMG_1557

Pela categoria VX4 a vitória ficou com Fernando Sanches, Giovane Pick foi o segundo colocado, Elder Pirolli-Tapejara (Kimotos/Pampa Motos/Pro Tork/Mecânica Zapanetti) foi o terceiro colocado, Lauthério Brauch ficou com a quarta colocação e Mauro Brazaca-Vila Langaro (Borilli Pneus) fechou o pódio da categoria na quinta colocação.

IMG_1489

Vitória de Jordan Martini na 230 Pro
Uma das categorias mais disputadas da etapa foi a 230cc Pro, o grande nível dos pilotos fez com que o primeiro pelotão tivesse mais de 10 pilotos brigando pelos cinco lugares do pódio. Na largada Joel da Costa-Ciriaco (Posto Pery/Dioy Motos/Pedreira da Costa), saiu na frente, Jordan Martini-Santa Maria (Rigol Competições/Auto Giro Veículos/Jórdan Preparações/Azzura Yamaha/Canis e Felis/Barros Motos/Works Suspensões) disputou a liderança ainda nas duas primeiras curvas, logo atrás o bicho pegou com grande número de pilotos numa largada de encher os olhos, o segundo pelotão continuou embolado até a metade da primeira volta. O líder Jordan cravou a melhor tempo da prova (1:03.091) e manteve  liderança até a bandeirada da vitória, Eduardo Leobet-Piratuba/SC (Hotel Vila Germanica) após sair na sexta colocação conseguiu encostar nos líderes, no entanto Joel da Costa administrou sem problemas a segunda colocação. No final vitória de Jordan com Joel em segundo, Eduardo foi o terceiro colocado, Jonas da Costa-Ciriaco (Posto Pery/Dioy Motos/Pedreira da Costa) fechou a prova na quarta colocação e Gustavo Gusberti-Vila Flores (Campos Preparações/Postos Per Lamérica/Goginho Car) completou o pódio na quinta colocação.

IMG_1630

Felippe Menuzzi venceu a 65
O atual campeão da categoria 65cc, o pedritense Felippe Menuzzi (Bauhaus/Perazzo Racing/Works Suspensões/Joel Oficina de Motos/Arte&Fotos Racing.com) começou a temporada 2013 como terminou a temporada passada, vencendo. Na largada João Pedro Roncato-Nova Prata (Piscinas Sol Laser/Posto Porta/Godinho Car/Retibombas) e Pedro Chagas Moraes-Marau (Miri Carrocerias/Campos Preparações/Sulfibras/TransMX Racing) saíram na frente, Menuzzi largou mal, no entanto antes mesmo de completar a primeira volta já estava na liderança da prova, o ritmo do líder foi muito forte cravando volta mais rápida da prova (1:09.623), Gabriel Costa-Dom Pedrito (Agropecuária Ibicuí/Volcan Performance-Race Tech) caiu no gate e ficou para trás perdendo muito tempo, com isso fez uma grande prova conseguindo recuperar o prejuízo até alcançar a quinta colocação. No final vitória de Felippe com Pedro Moraes em segundo, João Pedro em terceiro, Arthur Barcelos-Capão do Leão (Cia do Sabor, Mercado Costa), foi o quarto colocado e Gabriel Costa completou o pódio na quinta colocação.

IMG_2115

Vitória de Brazaca na Intermediária VX
A disputa da categoria Intermediária VX foi empolgante desde a largada onde Antônio Brazaca-Vila Flores (Borilli Pneus) e Luis Henrique Zottis-Passo Fundo (Recomaq/Artcross/Pato Loco Preparações/Laboratório de Proteses Dentárias Cleomar) dividiram as duas primeiras curvas, Brazaca levou vantagem, Mateus Felipe Kunz-Machadinho (MFK Madeiras/Rudinick Motos.com.br/Prefeitura Municipal de Machadinho/Posto RDP/Mecânica Zapanetti) acompanhou o ritmo dos líderes saindo da quinta colocação para o terceiro lugar antes mesmo de completar a primeira volta. A vitória foi disputada palmo a palmo entre os dois primeiros colocados, Zottis foi a sombra de Brazaca durante todo a prova, pela quarta colocação a disputa ficou entre Cristiano Rasia-Três de Maio (FAHOR Faculdade Horizontina) e Maiara Basso-Mato Castelhano (Cereais Basso/Rinaldi/IMS Racing/TBT Suspenções/ArtCross Moto Graphics). No final vitória de ponta a ponta de Brazaca, que marcou a volta mais rápida da prova (0:58.884), Zottis foi o segundo colocado, Mateus Kunz foi o terceiro, Cristiano foi o quarto colocado e Maiara completou o pódio na quinta colocação.

IMG_1802

Dellos venceu a categoria Nacional Força Livre
A novidade na categoria Nacional Força Livre nesta temporada esta na forma da disputa, a disputa de duas baterias definirão os vencedores. A primeira vitória com a nova fórmula foi de Felipe Deloss-Lajeado (Restaurante Deloss/Boqueirão Desmonte em Rochas/MMC Power/Lottici Radiadores/Bioleve). Na primeira bateria Vinícius Pilz-Venâncio Aires (Chima Veículos/Chima Transportes/Tutaloko Trilha Clube), Joel da Costa-Ciriaco (Posto Pery/Dioy Motos/Pedreira da Costa) e Márco Vizentim-Flores da Cunha (Vinicola Galiotto/Casa Galiotto/RR MotoRacing/RR Suspensões/Morangos Vizentin/Guaresi Usinagem/Mecânica do Pepino/G3 Incorporadora) assumiram as três primeiras colocações, Deloss largou muito mal e ficou no segundo pelotão tendo que fazer prova de recuperação, assim como Jordan Martini-Santa Maria (Rigol Competições/Auto Giro Veículos/Jórdan Preparações/Azzura Yamaha/Canis e Felis/Barros Motos/Works Suspensões) que também não fez uma boa largada e teve que recuperar muitas posições,  duas voltas depois Deloss já estava na quarta colocação e colocava pressão nos três primeiros, na mesma balada Martini recuperou várias posições e já estava entre os seis primeiros colocados, três voltas de pois Deloss já era o líder e Martini em segundo marcava a volta mais rápida das duas baterias (1:01.712)  e encostava de vez no líder. Deloss consegui administrar o resultado vencendo a primeira bateria, Jordan foi o segundo, o piloto da casa Cristiano Teixeira-Tapejara (Dametto Mat. De Contrução/Bal. Água Azul/Dudu Preparações) foi o terceiro colocado, Pilz o quarto colocado e Joel fechou a primeira bateria na quinta colocação.

A disputa da segunda bateria começou com os dois vencedores da primeira bateria Deloss saltou na frente seguido por  Luciano De Conto-Passo Fundo (Tornearia Bramatti/Trevipart/Teta Motos/Motul/Mecânica Zapanetti/Artcross) e Márco Vizentim-Flores da Cunha, Martini enrolou o cabo do acelerador e saiu da quarta colocação para o segundo lugar em poucas curvas, à partir daí o que se viu foi uma disputa sensacional, os dois pilotos travaram uma disputa onde um erro poderia ser decisivo na definição do vencedor, e foi o que acabou acontecendo com Martini quanto forçou demais o ritmo e errou a entrada da curva e saiu por cima da parede, com isso Deloss seguiu firme na liderança, agora com um pouco mais de tranquilidade. No final, vitória de Deloss, Martini em segundo, Cristiano Teixeira-Tapejara chegou novamente na terceira colocação, Eduardo Leobet-Piratuba/SC (Hotel Vila Germanica) foi o quarto colocado e Joel da Costa-Ciriaco (Posto Pery/Dioy Motos/Pedreira da Costa) na quinta colocação. Na soma das duas baterias a vitória ficou com Deloss, Martini em segundo, Cristiano em terceiro, Eduardo Loebet foi o quarto colocado e Joel da Costa foi o quinto colocado.

VX2 começou com mais uma dobradinha dos irmãos Basso
Uma das principais categorias do campeonato a VX2 teve uma grande disputa com uma grata surpresa, Henrique Araújo-Passo Fundo (Estafados Edu/ArtCross), piloto que saiu da categoria 85cc onde participava com uma moto de 150cc 4T, fez sua estréia no campeonato gaúcho pilotando uma moto de 250cc 4T. Na largada Mateus Basso-Gentil (Cereais Basso/Rinaldi/IMS Racing/TBT Suspenções/ArtCross Moto Graphics) saltou na frente seguido de perto por Henrique Araújo e Sérgio Marques Moraes-Sta. Cruz do Sul (Transpick Transportes/Works Suspensões/Postos Central/Zanela Eventos) e Lucas Basso-Gentil (Cereais Basso/Rinaldi/IMS Racing/TBT Suspenções/ArtCross Moto Graphics), o ritmo dos quatro primeiros colocados foi intenso, aos poucos Lucas começou a pressionar Moraes até conseguir a ultrapassagem, na mesma balada Mateus Felipe Kunz-Machadinho (MFK Madeiras/Rudinick Motos.com.br/Prefeitura Municipal de Machadinho/Posto RDP/Mecânica Zapanetti) saiu da sexta colocação entrou para o pelotão dos cinco primeiros colocados. A briga pelas três primeiras colocações fizeram com que os tempos caíssem volta a volta, Lucas cravou a melhor volta da prova (0:58.871) e assumiu a segunda colocação, algumas voltas depois já era o segundo colocado deixando para Mateus o trabalho de segurar os ataques de Henrique Araújo, outro estreante na categoria, Maicon Galiotto-Flores da Cunha (Vinicola Galiotto/Casa Galiotto/RR MotoRacing/RR Suspensões/Morangos Vizentin/Guaresi Usinagem/Mecânica do Pepino/G3 Incorporadora), surpreendeu e conseguiu um ótimo desempenho chegando na sexta colocação. No final vitória  de Lucas, Mateus foi o segundo, Henrique o terceiro, Mateus Kunz fechou a prova na quarta colocação e Cristiano Rasia-Três de Maio (FAHOR Faculdade Horizontina) fechou a prova na quinta colocação.

Menuzzi faturou a segunda vitória na etapa
A disputa da categoria 85cc foi repleta de disputa e pegas eletrizantes, principalmente na primeira metade da prova, na largada Gonzalo Flores-Rivera/Uruguai (Celulares.com) saltou na frente seguido por Jordan Souza-Sta. Vitória do Palmar (Jordan Sat Antenas Parabólicas) e Felipe Moraes-Marau (Miri Carrocerias/Campos Preparações/Sulfibras/TransMX Racing), nas duas  primeiras curvas Moraes assumiu a liderança da prova, Felippe Menuzzi-Dom Pedrito (Bauhaus/Perazzo Racing/Works Suspensões/Joel Oficina de Motos/Arte&Fotos Racing.com) com um ritmo alucinante saiu da oitava colocação para a liderança em pouco mais de duas voltas, Jordan Souza apertou o ritmo e conseguiu a ultrapassagem em cima de Felipe Moraes e assumiu a segunda colocação, Michel de Andrade-Dom Pedrito (Lancheria e Pizzaria do Alemão/Super Bonzão/Joel Motos) vinha forte na quarta colocação mas acabou caindo e ficando para trás, após a queda Michel apertou o ritmo e foi com tudo para recuperar o prejuízo, Felipe Moraes conseguiu recuperar a segunda colocação e Bruna Zanatta-Frederico Westphalem (Farmácia Dermatobel/Adv. Dirceu de Freitas) mostrou boa técnica e um ótimo desempenho mantendo um ritmo de prova muito forte na quarta colocação, nas duas últimas voltas Michel cravou o melhor tempo da prova (1:05.599) e pulou para a terceira colocação abrindo a última volta colado em Felipe Moraes. Enquanto Felippe Menuzzi administrava a vitória na última volta a briga foi intensa pela segunda colocação. No final vitória de Menuzzi, a segunda na tarde, Felipe Moraes em segundo, Michel Andrade em terceiro, Jordan Souza em quarto e Bruna Zanatta completou o pódio na quinta colocação.

Gusberti venceu a categoria Intermediária Nacional de ponta a ponta
A nova categoria Intermediária Nacional teve o seu vencedor definido logo nas primeiras curvas, Gustavo Gusberti-Vila Flores (Campos Preparações/Postos Per Lamérica/Godinho Car) assumiu a liderança da prova e deixou a briga para os quatro lugares restantes no pódio para os concorrentes, Ivan Pilz-Mato Leitão (Agropecuária Pilz), Antônio Carlos Paula-Lajeado (Sapataria Adão, Stein Morangos, LDE PI/Pintura Prediais e Residênciais/Center Graf), Cristiano Teixeira-Tapejara (Dametto Mat. De Contrução/Bal. Água Azul/Dudu Preparações), Maicon Galiotto-Flores da Cunha (Vinicola Galiotto/Casa Galiotto/RR MotoRacing/RR Suspensões/Morangos Vizentin/Guaresi Usinagem/Mecânica do Pepino/G3 Incorporadora) e Marcelo Winckelman-Estrela (Saelis Contabilidade/Agroindústria Taica/Porto Carnes/R. Moretto Frigorífico/Caas de Carnes Zart/Frigorífico Angos/Pramoto Multimarcas/MMC Power) entraram na reta disputando um lugar no pódio, após algumas voltas o panorama da prova mudou, no entanto, Gusberti seguiu firme e forte na liderança cravando a melhor volta da prova (1:02.195) para levar a quadriculada da vitória. Cristiano Teixeira foi o segundo colocado, Jonas da Costa-Ciriaco (Posto Pery/Dioy Motos/Pedreira da Costa) veio de trás e terminou a prova na terceira colocação, Claiton Portela-Passo Fundo (CR Serviços Empresariais/Lavagem Portela/Tornearia Bramatti) foi o quarto colocado e Ivan Pilz completou o pódio na quinta colocação.

IMG_2017

Irmãos Basso fecham etapa com mais uma dobradinha na VX Pro
O que parecia impossível aconteceu, o sol mostrou a cara durante a realização da última prova da etapa, a VX Pro. Na largada Mates Basso-Gentil (Cereais Basso/Rinaldi/IMS Racing/TBT Suspenções/ArtCross Moto Graphics) e seu irmão Lucas Basso-Gentil (Cereais Basso/Rinaldi/IMS Racing/TBT Suspenções/ArtCross Moto Graphics) assumiram as duas primeiras colocações da prova, logo atrás Luis Henrique Zottis-Passo Fundo (Recomaq/Artcross/Pato Loco Preparações/Laboratório de Proteses Dentárias Cleomar), Sérgio Marques Moraes-Sta. Cruz do Sul (Transpick Transportes/Works Suspensões/Postos Central/Zanela Eventos) e Fernando Sanches-Santa Maria (Auto Giro Veículos/Azzurra Concessionária Yamaha) completaram as cinco primeiras posições que dava direito ao pódio, enquanto os irmãos Basso aumentavam sua vantagem sobre os concorrentes com direito a Lucas cravar a melhor tempo da etapa (0:58.338), Sanches abandou a prova e Fabiano Ribeiro-Passo Fundo (Loma Noivas/ArtCross/TBT Suspensões/Mecânica Zapanetti) enrolou o cabo do acelerador e assumiu a quarta colocação trazendo na carona Cristiano Rasia-Três de Maio (FAHOR Faculdade Horizontina). No final vitoria de Mateus Basso, com Lucas em segundo, Sérgio Moraes foi o terceiro colocado, Fabiano Ribeiro o quarto e Rasia completou o pódio na quinta colocação.

IMG_1151

A etapa de abertura do Rinaldi Gaúcho de Velocross 2013 foi uma promoção do Moto Clube Tapejara e teve o apoio da Prefeitura.

O campeonato Gaúcho de Velocross 2013 tem o patrocínio master da Rinaldi, Total Distribuidora Moto Peças Ltda., IMS, co-patrocínio da SobreRodas e apoio da M3Parts/Revenda Kawasaki, Vitrine da Moto, Farover, SSul e Artemoto.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly