Campeão Gaúcho de Velocross 2012 – Mateus Basso

Por André Charão | Foto por Divulgação | 15 de Março de 2013 - 22:52

Seguindo com a série dos destaques do campeonato Gaúcho de Velocross 2012, agora aqui no site Mundocross mais um perfil com os primeiros colocados de cada uma das categorias disputadas na competição. Diariamente, até encerrar todos os perfis, o site Mundocross estará destacando um dos campeões de 2012, sendo que o piloto de hoje é o campeão das duas principais categorias do campeonato, Mateus ‘Tatu’ Basso, da cidade de Gentil, no norte do Rio Grande do Sul.

Mateus Fávero Basso

Campeão Gaúcho de Velocross 2012 – categoria VX Pro e VX2

Patrocinadores : Cereais Basso/TBT Suspensões
Um dos grande nomes do velocross do Brasil, Mateus Basso, novamente teve uma temporada excepcional, seu favoritismo se confirmou. Administrando as duas principais competições da temporada, Brasileiro e Gaúcho de Velocross, Mateus, juntamente com seu irmão Lucas, forçou o ritmo desde a primeira prova, no entanto, ele e Lucas souberam dividir o pódio, das seis etapas que eles participaram no campeonato fizeram seis dobradinhas bem divididas, três vitórias e três segundo lugares para cada um.

“Fico feliz em conquistar mais uma vez o campeonato Gaúcho de Velocross, quem me acompanhou sabe das dificuldades que tive, principalmente quando tive que participar de algumas provas com o braço engessado por causa de uma fratura, mas tudo valeu a pena, principalmente porque consegui ficar como campeão e ter o Lucas como vice. Fizemos um campeonato perfeito, qualquer um de nós poderia ter sido o campeão” – comentou Mateus.

Tatu

Mateus Fávero Basso

Vice Campeão categorias VX2 e VX Pro : Lucas Fávero Basso (Gentil)
Patrocinadores :
Cereais Basso / TBT Suspensões

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly