Brasileiro de Supermoto começa domingo em Goiás

Por WNK Comunicação & Marketing | Foto por Divulgação | 21 de Março de 2013 - 7:53

Campeão goiano em 2012 e vice-campeão brasileiro na categoria SM1, a principal da modalidade, Kleber Justino é um dos principais nomes confirmados para a disputa do título. Justino foi a ‘pedra na bota’ do brasiliense Rafael Fonseca, atual hexacampeão brasileiro de Supermoto.

“Tenho treinado muito, pois meu objetivo é ser campeão. É claro que não é fácil, pois hoje o Supermoto traz um nível muito alto de pilotos, e todos têm evoluído demais. Considero todos os adversários da SM1 bastante fortes, mas vou brigar para ser campeão”, declarou Justino. “Acho que isso é bom para o público e para o esporte. O Rafael (Fonseca) tem que ser respeitado, pois é o hexacampeão, mas todos os outros pilotos treinam forte e buscam os títulos que ele já conquistou. Vamos esperar o começo do campeonato e ver o que dá”, brincou Justino.

fmg_kleber_justino_foto-randes_nunes

Kleber Justino

Este ano, além das categorias SM1, SM3 e SM4, o Campeonato Brasileiro de Supermoto terá a categoria SM2 Incentivo, para pilotos estreantes ou novatos, que não tenham se classificado entre os 5 primeiros no ranking do Brasileiro dos anos anteriores.

“O Supermoto já é uma modalidade em franco crescimento, mas queremos incentivar ainda mais a entrada de novos praticantes, formando pilotos com um alto nível de pilotagem. Anteriormente, um piloto com uma moto importada 250cc, por exemplo, era obrigado a ‘estrear’ diretamente com pilotos de técnica muito superior à dele. Tenho certeza de que com a SM2 Incentivo, vamos formar uma nova e boa leva de pilotos, não só para o Campeonato Brasileiro, mas também para os Estaduais”, diz Roberto Boettcher, presidente da Federação de Motociclismo do Estado de Goiás – FMG, e vice-presidente da Confederação Brasileira de Motociclismo – CBM.

Na categoria SM4, Chiquinho Velasco é nome certo na briga pelo bicampeonato. Pelo regulamento da temporada 2013, os pilotos só poderão correr em uma categoria, e o experiente piloto paulista, acostumado às vitórias tanto na SM1 quanto na SM4, preferiu defender o título conquistado em 2012.

cartaz - Trindade

“Estou na liderança do Campeonato Paulista, mas abri mão da categoria SM1 no Brasileiro. Vencer apenas na raça é impossível. A categoria tem um nível muito forte e é preciso investir alto para ganhar. Estou treinado para brigar pelo número 1 da SM4 novamente.”, garantiu Velasco.

As inscrições para a prova podem ser feitas através do telefone (62) 3259-7802. A etapa de abertura do Campeonatos Goiano e Brasileiro de Supermoto é uma realização de Boettcher Esporte e Eventos, e Pódio Projetos Esportivos, com patrocínio de Mobil e Pirelli, apoio da Secretaria Municipal de Esportes de Trindade, Governo Municipal de Trindade, Agência Goiana de Esporte e Lazer, Sindego, e Núcleo Laboratório. A supervisão é da Federação de Motociclismo do Estado de Goiás e da Confederação Brasileira de Motociclismo.

Confira a classificação final do Brasileiro de Supermoto em 2012

SM1
1º – Rafael Fonseca
2º – Kleber Justino
3º – Francisco Velasco

SM2
1º – Igor de Sousa
2º – Paulo Afonso de Araújo
3º – Yoshinori Filho

SM3
1º- Wagner Alex Pavaneli
2º – Celso Luis Moreira
3º – Leonardo Vilela

SM3i
1º – Celso Luis Moreira
2º – Gustavo Brandão
3º – Pedro Henrique

SM4
1º – Francisco Velasco
2º – Emerson Menezes
3º – Simão Lawant

As inscrições para a primeira etapa do campeonato Brasileiro de Supermoto estão abertas e podem ser feitas por meio da Federação de Motociclismo do Estado de Goiás. O valor é de R$150,00. Mais informações pelo telefone da FMG (62) 3259-7802.

Confira o calendário do Brasileiro de Supermoto 2013
Primeira Etapa – 24 de março – GO
Segunda Etapa – 21 de abril – DF
Terceira Etapa – 26 de maio – SP
Quarta Etapa – 23 de junho – RJ
Quinta Etapa – 18  de agosto – SP
Sexta Etapa – 24 de novembro – GO

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly