Definido o piloto do Reality Show IMS de Motocross

Por Jorge Soares | Foto por Divulgação | Fotos por Divulgação | 22 de Março de 2013 - 13:54

Nesta sexta-feira, dia 22 de março, chegou ao fim o primeiro Reality Show do Motocross, evento organizado pela IMS Racing. Os finalistas disputaram provas e foram avaliados na pista Kalango Cego, em Säo Paulo. E o grande vencedor, que fará parte da Equipe IMS Racing na categoria MX2, foi o piloto Diego Henning, que morava em São Miguel do Guaporé, no interior de Rondônia, e muito novo se mudou para Porto Velho, capital do Estado, onde foi morar com seu tio Adelmo. Diego tem em seu currículo vários títulos de campeão Rondoniense de Motocross.

300727_492669220787468_1992635089_n

O rondoniense Diego Henning é o novo piloto IMS que representará a equipe nas provas da categoria MX2 em 2013. Para o vencedor a empresa está oferecendo uma motocicleta de competição preparada, peças, manutenção e todos os equipamentos necessários. Diego também terá o convívio com os pilotos da equipe e participará dos campeonatos nacionais aproveitando de toda a estrutura da equipe Vulcano / Ipiranga / IMS / Honda.

Seleção-IMS-2013-Gate-da-Final

A seleção dos 10 convidados já havia sido uma fase difícil, mas tomar a decisão final foi muito mais complicado do que se esperava. Os experientes jurados, Cristiano Lopes, Rafael Fonseca e Rafael Ramos teriam que escolher apenas 1, mas a disputa foi acirrada entre os 3 primeiros !! Por isso o resultado final foi inusitado, tendo 2 pilotos empatados no 2º lugar: Pedro Godoy e Higor Passos, que ficam na reserva, além de já terem vaga garantida numa próxima seleção.

O fato é que nenhum piloto saiu perdendo, pelo contrário, a IMS estendeu a todos os 6 finalistas a possibilidade de apoio durante todo o ano de 2013, se assim desejarem.

Por motivos pessoais um dos pilotos convidados não pôde comparecer, assim foram para a pista 9 pilotos no dia 21, e 5 iriam para a final no outro dia, porém, não foi isso que aconteceu. Por decisão unânime foi decidido que 1 piloto seria salvo mesmo que não estivesse entre os 5 primeiros. Felipe Ferreira, piloto que caiu e não conseguiu voltar para a prova, mas foi salvo recebendo mais uma chance. Por fim, 6 pilotos passaram a compor a final.

Os dois dias de disputa foram importantes para esses pilotos e também para a IMS que daqui em diante ficará de olho nesses pilotos, até então ‘desconhecidos’ do público e que mostraram pessoalmente que merecem apoio. Todas as motos carregavam transponders para que os jurados comparassem os resultados de cada participante, sendo que a Extreme Racing foi responsável pela organização das  baterias.

Seleção-IMS-2013-Vencedor

Diego comemorando no momento do anúncio do resultado

O que podemos dizer sobre os vídeos é que todo o processo foi capturado por pelo menos 4 câmeras de alta definição. As imagens estão incríveis !! Fiquem ligados no 1º episódio que sairá no dia 29 de março para sentir toda a emoção dessa disputa.

Seleção IMS 2013 – MX2 é um projeto que tem apoio dos sites Busca Moto, MX Racing, BRMX, MotoX, Mundocross e das revistas Pró Moto e Dirt Action.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly