Prévia do AMA Supercross em Toronto

Por Renato Dalzochio Jr. | Fotos por Divulgação | 23 de Março de 2013 - 8:13

O AMA Supercross faz neste sábado, 23 de março, sua única parada fora dos Estados Unidos. O Rogers Centre, em Toronto, no Estado de Ontário,  no Canadá, será palco da décima segunda etapa da categoria 450 e da sexta da categoria 250 Costa Leste.

A categoria 450 chega com o atual campeão Ryan Villopoto na liderança do campeonato, nove pontos na frente de Davi Millsaps e 17 na frente do terceiro colocado, Ryan Dungey.

90cf0c33ea2165370145d7fa45007035

Villopoto é o piloto que mais venceu na categoria em 2013. Foram seis vitórias em onze etapas, sendo as últimas três consecutivas. O piloto da Kawasaki chega em Toronto com força e moral. “Estamos começando a ganhar impulso. Indy foi uma das pistas mais exigentes até agora, por isso foi ótimo vencer lá. Se eu vencer em Toronto, terei alguma vantagem para respirar na classificação do campeonato”, disse Villopoto.

villopoto_10396

Ryan ‘RV’ Villopoto

Já Davi Millsaps disputou as últimas etapas com uma lesão no joelho, o que talvez possa explicar os seus resultados medianos em relação ao início da temporada. Em Indianápolis o piloto da equipe semi-oficial Rockstar / Suzuki disse: “A noite hoje foi bem ruim, mas poderia ter sido pior. Eu preciso andar mais. Fazem duas semanas que eu não pude andar muito por causa do meu joelho. Mas eu não vou me abalar. Esta foi minha melhor corrida entre os dois últimos fins de semana, então eu preciso trabalhar nisso e continuar focado no objetivo”, disse Millsaps.

Na categoria 250 costa Leste Will Hahn lidera com 112 pontos. Mas o bicampeão Mundial de Motocross MX2, o francês Marvin Musquin, está logo atrás dele, com 103, e venceu as duas últimas corridas.

marvin-musquin-profile-031613twq

Marvin Musquin

“Estou me sentindo bem e confiante. Só preciso me concentrar na largada para obter um resultado um pouco melhor. Tive que me recuperar para chegar ao pódio nas duas últimas etapas. Se eu tivesse feito largadas melhores teria usado esta energia para brigar pela vitória. Tive que pilotar defensivamente na semana passada e eu não precisaria andar assim”, disse Hahn.

Já o escocês Dean Wilson teve uma noite difícil sábado passado em Indy e não vai correr no Canadá. Ele caiu forte e foi para o hospital com uma costela quebrada e um pulmão perfurado.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly