Série Perspectivas 2013 – Enzo Lopes

Por Jorge Soares | Fotos por Divulgação | 24 de Março de 2013 - 13:42

Agora para você mais uma entrevista da ‘Série Perspectivas 2013′ com exclusividade para o site Mundocross, o mais acessado do Brasil no segmento Motocross. Hoje o destaque vai para o ‘Golden Boy’ do Motocross Brasileiro, o gaúcho Enzo Lopes, piloto da equipe Pirelli / Mobil / Red Bull / One / KTM Orange Brigade de Motocross. Confira os planos de Enzo e sua família para a temporada nacional e internacional de 2013.

Placa de 5 segundos no ar, largou…

Mundox – Enzo, antes de falar de 2013, comente sobre como foi tua temporada em 2012.

Enzo Lopes – O ano passado foi um ano muito corrido para mim. Acho que bati meu recorde de corridas e competições. Comecei o ano com o objetivo de ficar entre os Top 5, por ser meu ano de acesso a categoria 85, mas dei o meu melhor e conquistei o título de  campeão Brasileiro de Motocross dessa categoria, e ainda conquistei dois títulos americanos no Winter Olympics (Mini O’s) em novembro.

Fui convidado para participar do Monster Energy Cup em Las Vegas, mas que não pude participar por causa da logística, já que eu estava no Brasil na semana da corrida. Renovei meu contrato com a KTM Orange Brigade e com meus principais patrocinadores, Pirelli, Mobil e Red Bull. Então sem dúvida 2012 foi um excelente ano para mim.

Mundox – Você participou ou está participando de algum campeonato de Verão de Motocross dentro do seu programa de pré-temporada ?

Enzo Lopes – Sim, participei de algumas etapas da Copa Verão SobreRodas de Motocross no litoral norte do Rio Grande do Sul, mas logo viajei para os Estados Unidos para treinar no Millsaps Training – MTF, e participar da primeira classificatória para o campeonato Loretta Lynn’s.

Mundox – Quais os campeonatos nacionais e estaduais que pretende disputar e em quais as categorias em cada um destes campeonatos ?

Enzo Lopes – Pretendo participar do campeonato Brasileiro de Motocross e do Arenacross, e também de algumas etapas do campeonato Gaúcho de Motocross, sempre que estiver no Brasil e não coincidir com nenhuma outra competição nacional.

60397_423847921040748_443223821_n

Ricky Carmichael e Enzo Lopes

Mundox – O que você achou da CBM ter criado o campeonato por equipes no Brasileiro de Motocross 2013 ?

Enzo Lopes – Interessante, vai dar mais chances para pilotos privados.

Mundox – Sobre a sua pré-temporada, o que você já fez e o que ainda pretende fazer para 2013 em relação a preparação física e técnica ?

Enzo Lopes – Retornei aos treinos com moto em janeiro, logo após o ano novo, e também com bicicleta, academia e muito futebol, hahaha… Continuei treinando muito, tanto no Brasil como nos Estados Unidos, onde treinei no Millsaps Training – MTF e na pista do Zach e do Chase Bell na Geórgia. Sem contar os três campeonatos dos quais participei em março, durante a pré-temporada.

Mundox – Você vai disputar a temporada 2013 por qual equipe e quais os patrocinadores ?

Enzo Lopes – Estarei competindo tanto no Brasil, como no exterior, como piloto KTM Orange Brigade, sempre com o apoio inestimável dos meus patrocinadores Pirelli, Mobil, Red Bull, Circuit, One Industries, Nihilo Concepts, WMR1, FMF, Skullcandy, DC Shoes, Cometic, DT1, Scott, Renthal, Motion Pro, Vertex e Pivot Works.

47889_cox_0112_600

Estrutura de Enzo Lopes nos Estados Unidos

Mundox – Você pretende disputar quais campeonatos no exterior este ano ?

Enzo Lopes – Minha equipe americana, a KTM Orange Brigade, exige que eu participe da maioria dos campeonatos nacionais americanos, e eu participei e ainda participarei destes : Ricky Carmichael Daytona Amateur Supercross (campeonato no qual fui campeão pelo segundo ano), no Milcreek Spring Classic, no GNC Oak Hill, no Ponca City Grand National, no Loretta Lynn’s, no Mundial Junior da FIM na Tchecoslováquia e finalmente no Winter Olympics (Mini O’s), em novembro, sendo que os três primeiros aconteceram agora em março na Flórida, Alabama e Texas. Infelizmente acabei caindo numa das baterias em Oak Hill e lesionei a minha perna direita, o que me fez voltar para o Brasil para fazer o tratamento aqui.

Mundox – Já faz algumas temporadas que não se tem campeonato Brasileiro de Supercross. O que você acha sobre isto ? Gostaria que tivesse um Brasileiro de Supercross ? Se sim, relate aqui sua opinião sobre qual formato de competição, de pistas e quantas etapas deve ter este campeonato ?

Enzo Lopes – Seria excelente. Poderia ter cinco etapas com um descarte, e a Romagnolli podia organizar e fazer em estilo americano, que é um show !!

9186c14687dd11e2a5d322000a1f90e5_7

Enzo em ação na temporada 2013 com seu novo número

Mundox – Agora a palavra e o espaço são todos seus.

Enzo Lopes – Estou muito confiante que 2013 será melhor do que foi 2012. Ultimamente venho perdendo a vergonha e estou fazendo amizades com os pilotos americanos. Nos Estados Unidos sempre foi complicado prá mim ser o menino que veio ‘de fora para competir’, mas agora eu percebo que os meninos lá são como os meus amigos daqui, não são especiais, nem diferentes, mas eles treinam muito !! Conheci muitos que moram nas pistas, e não se importam com a falta de uma ‘vida normal’ – escola é em casa e os amigos são os oponentes das pistas. Até já gosto de ser esse menino de dois mundos, que hoje já transformei num só, um só Motocross, um só piloto Enzo Lopes.

Acredito muito no trabalho que minha equipe toda se dedica em fazer, tenho à minha volta pessoas que cuidam de tudo prá que eu possa simplesmente treinar e competir, dando o melhor de mim, por isso, só tenho que agradecer primeiramente a Deus por me proteger sempre, ao meu pai Léo, minha mãe Delaine, minha irmã Alexia, meus mecânicos/preparadores Jethro e Vitor, e a minha assessora Sandra, que sempre me acompanham e me ajudam a realizar esse sonho.

Daquele tombo que levei em Oak Hill resultou na fissura da tíbia, na próximo do tornozelo da perna direita, e na última sexta-feira eu acabei fazendo uma cirurgia para colocar um parafuso para a recuperação ser mais rápida para eu poder correr na etapa de abertura do Brasileiro de Motocross na categoria 85 em Carlos Barbosa. É isto aí. Obrigado pelo espaço Jorge !!

Perfil do piloto Enzo Lopes
Nome completo : Enzo Lázaro Pedó Lopes
Data de nascimento : 16 de agosto de 1999
Cidade onde nasceu : Lajeado – RS.
Cidade onde mora : Lajeado – RS.
Motos atuais : KTM 85, KTM 105 e KTM 150
Principais títulos : Vice-campeão Mundial e Vice-Campeão do Loretta Lynn’s em 2011
Ídolo no Motocross Nacional : Jean Ramos
Ídolo no Motocross Internacional : Ricky Carmichael
Pista de Motocross favorita no Rio Grande do Sul : A minha em Lajeado
Pista de Motocross favorita no Brasil : Canelinha – SC.
Comida favorita : Massa ao molho de queijo
Bebida favorita : Suco de maracujá
Estilo de filme preferido : De ação, como o ‘Gigantes de Aço’
Comida nos dias de corridas : Massa
Bebida nas corridas : Água, gatorade e suco
Lazer preferido : Jogar futebol e sair com os amigos
Esporte preferido fora o Motocross : Futebol
E-mail : [email protected]
Facebook : Fã page Enzo Lopes

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly