GP da Bulgária: Uma década de magia

Por Renato Dalzochio Jr. | Foto por Divulgação | 25 de Março de 2013 - 19:13

Ele é simplesmente conhecido como a melhor pista de Motocross da Europa. Estamos falando do circuito de Sevlievo na Bulgária. Há exatamente uma década atrás ele sediou pela primeira vez um GP do Mundial de Motocross, e a cada ano que passa torna-se mais tradicional.

O circuito, situado ao lado de uma colina, possui chão duro, mas sempre bem preparado e oferece 100% de visualização para o público e o paddock. Um hotel foi construído dentro do paddock e o centro de mídia é o melhor entre todos do Mundial de Motocross.

Sevlievo também tem visto algumas batalhas incríveis nos últimos dez anos, mas também algumas tragédias, como o terrível acidente do alemão Pit Beirer, que encerrou prematuramente sua carreira.

Na aldeia de Sevlievo, muitos cavalos e carruagens presentes na rotina dos moradores fazem um poderoso contraste com o circuito. A pacata cidade sempre acolhe muito bem os pilotos e equipes do Mundial de Motocross. Visitar a cidade sempre é um assunto agradável para todos.

Nos dias 20 e 21 de abril a quinta etapa da temporada 2013 do Mundial de Motocross será realizada em Sevlievo, e muitos pilotos estão ansiosos para saber quais serão os desafios que o circuito irá oferecer neste ano. Steven Frossard, Gautier Paulin, Antonio Cairoli e Ken Roczen tiveram sucesso neste circuito. Principalmente Paulin no ano passado.

“Eu realmente gosto deste circuito. É rápido, equilibra muito a velocidade entre os pilotos. Tem algumas características do Motocross francês, por isso me dei bem lá em 2012”, disse Paulin.

1303192004Track1sat_MxGp2BG012

Visual do circuito de Sevlievo

Tommy Searle venceu a MX2 em 2012 e em diversas ocasiões andou bem em Sevlievo Searle sempre demonstrou boa velocidade nessa corrida, e vai entrar na etapa de 2013 com muita confiança após bons resultados no Qatar e na Tailândia.

“Eu não sei o que é, mas sempre fui bem em Sevlievo. Venci no ano passado e terminei em segundo em 2011. Também tive bons resultados nos anos anteriores. É um circuito rápido e você tem que pilotar forte, porque a velocidade fica equilibrada entre a maioria dos pilotos, mas estou ansioso para correr lá”, disse Searle.

Um piloto que quase venceu em Sevlievo no ano passado foi o holandês Jeffrey Herlings. A pergunta que fica é se neste ano ele finalmente vai conseguir vencer no circuito onde fez sua estreia profissional em 2011, com um terceiro lugar diante de Roczen e Searle.

Antes da celebração de uma década do GP de Sevlievo, o campeonato Mundial de Motocross MX1/MX2 vai passar por Valkenswaard na Holanda e Arco di Trento na Itália.

Calendário do Campeonato Mundial de Motocross MX1 / MX2 2013
Terceira Etapa – 1º de abril – Vallkenswaard – Holanda
Quarta Etapa – 14 de abril – Arco di Trento – Itália
Quinta Etapa – 21 de abril- Sevlievo – Bulgária
Sexta Etapa – 5 de maio – Agueda – Portugal
Sétima Etapa – 19 de maio – Balneário de Penha – Brasil
Oitava Etapa – 26 de maio – Guadalajara – México
Nona Etapa – 9 de junho – Ernée – França
Décima Etapa – 16 de junho – Maggiora – Itália
Décima Primeira Etapa – 30 de junho – Udevalla – Suécia
Décima Segunda Etapa – 7 de julho – Kegums – Letônia
Décima Terceira Etapa – 14 de julho – Hyvinkää – Finlândia
Décima Quarta Etapa – 28 de julho – Lausitzring – Alemanha
Décima Quinta Etapa – 4 de agosto – Loket – República Tcheca
Décima Sexta Etapa – 18 de agosto – Bastogne – Bélgica
Décima Sétima etapa – 25 de agosto – Matterley Basin – Inglaterra
Décima Oitava Etapa – 8 de setembro – Lierop – Holanda

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly