Série Perspectivas 2013 – Ramyller Alves

Por Mariah Morgado | Fotos por Divulgação | 02 de abril de 2013 - 9:56

Com exclusividade para você mais uma entrevista da ‘Série Perspectivas 2013′ do site Mundocross. Nesta terça-feira o destaque vai para o piloto Ramyller Alves, que tem dupla cidadania, americana e brasileira, sendo que ele mora nos Estados Unidos com a família.

Ele compete nos maiores campeonatos nos Estados Unidos, e em 2013 ele está vindo para o Brasil para correr pela Geração / Yamaha na categoria Júnior do Brasileiro de Motocross. Confira o que Rammyller tem para dizer aos leitores do Mundocross, o site da galera !!!

Placa de 5 segundos no ar, largou…

Mundocross – Antes de falar de 2013, comente sobre como foi tua temporada em 2012.

Ramyller Alves – Meu 2012 só não foi melhor por alguns empecilhos. O primeiro na competição mais importante do calendário amador do mundo, que é o Loretta Lynn’s, quando estava em segundo lugar, e na última volta sofri uma queda na qual fraturei a clavícula.

Isto me custou no mínimo um segundo lugar no Loretta Lynn’s, e minha participação no Mundial da Bulgária, e no Monster Energy Cup. Após a recuperação eu consegui um bom Mini’os, que também é uma competição das mais repeitadas no calendário, que me rendeu um contrato com a equipe JGR – Joe Gibbs Racing.

Mundocross – Você participou ou está participando de algum campeonato de Verão de Motocross dentro do seu programa de pré-temporada ?

Ramyller Alves – Ao contrario do Brasil, aqui nos Estados Unidos agora é fim de inverno, e terminamos o campeonato Winter Series, no qual fui campeão. Também participei do Spring Classic Millcreek, no Estado do Alabama, no qual fiquei em terceiro lugar.

Disputei também o Ricky Carmicahel Monster Supercrpss, em Daytona Beach, no qual fui campeão e do GNC Oak Hill – Grand National Championship, no Texas, em que fiquei na quarta colocação disputando a categoria 85.

Mundocross – Quais os campeonatos nacionais e estaduais que pretende disputar e em quais as categorias em cada um destes campeonatos ?

Ramyller Alves – Campeonato Brasileiro de Motocross e o Arenacross na categoria Júnior.

FOTO COM RICK CARMICHAEL DAYTONA SUPERCROSS

Ricky Carmichael e Ramyller Alves no Daytona Supercross 2013

Mundocross – O que você achou da CBM ter criado o campeonato por equipes no Brasileiro de Motocross 2013 ?

Ramyller Alves – Eu acho que será muito bom para o esporte, sendo assim titulo por equipe e não só o piloto individual, as equipes estão se profissionalizando, e contratando pilotos com boa experiência. Isto vai contribui muito para o nível da competição se elevar, e acredito que é um dos motivos do convite feito pelo Equipe Yamaha / Geração para eu ir competir no Brasil.

Mundocross – Sobre a sua pré-temporada, o que você já fez e o que ainda pretende fazer para 2013 em relação a preparação física e técnica ?

Ramyller Alves –  Já estive em tempo integral em um centro de treinamento, agora estou seguindo uma nova tendência que é de ter um treinador exclusivo no qual pode se obter melhor aproveitamento do tempo, com treinamentos específicos, tanto físico, como técnico.

Mundocross – Você vai disputar a temporada 2013 por qual equipe e quais os patrocinadores ?

Ramyller Alves – Equipe Yamaha / Geração, com patrocpinios da MotoShop, Pirelli, 100%, JGR, Rock Parts, FMF, Sienna Motor, Bellmont Luxury Rental Car, Stankou Palmetto Motor Sport, World Motor Sport e Maykers.

537184_371615602951506_424412326_n

Ramyller vai trocar a Suzuki pela Yamaha

Mundocross – Já faz algumas temporadas que não se tem campeonato Brasileiro de Supercross. O que você acha sobre isto ? Gostaria que tivesse um Brasileiro de Supercross ?

Ramyller Alves – Sim seria muito bom. Eu confesso ser um amante do Supercross. É um espetáculo bonito para o público amante do esporte, e acho que umas cinco ou seis etapas seria o suficiente.

Mundocross – Agora a palavra e o espaço são todos seus.

Ramyller Alves – 2013 esta sendo um ano muito corrido, mas estou muito confiante que este será meu ano. Estou muito feliz de ir competir no Brasil (esta é minha origem ), e quero agradecer a Deus, meus patrocinadores, minha família, e a imprensa especializada no Brasil em geral. Estou ansioso e confiante.

Vejo no Brasil um potencial enorme e o esporte esta respondendo a altura com inovações e investimento das equipes, com isso o público não perde comparecendo as competições. Um forte abraço a todos ai no Brasil. Espero vê-los em breve.

Perfil do piloto Ramyller Alves
Nome completo : Ramyller Duarte Mendonça Alves
Data de nascimento : 16 de janeiro de 1998
Cidade onde nasceu : Fort Lauderdale – Flórida – Estados Unidos
Cidade onde mora : Coconut Creek – Flórida – Estados Unidos
Número que usará no number plate em 2013 : 222
Principal título na carreira : Ricky Carmichael Monster Daytona Supercross
Ídolo no Motocross Nacional : Jorge Balbi Jr.
Ídolo no Motocross Internacional : Meu amigo Justin Barcia
Quem é para você uma lenda do Motocross Brasileiro : Meu pai – Porque sei todas histórias dele
Pista de Motocross favorita na Flórida : Gatorback
Pista de Motocross favorita no Brasil : Só conheci a de Indaiatuba – SP.
Comida favorita : Macarronada ao molho branco (Fettucine Alfredo)
Bebida favorita : Água
Comida nos dias de corridas : Massas
Bebida nas corridas : Água e sucos naturais
Tipo de filme preferido : Ação
Lazer preferido : Praia
Esporte preferido fora o Motocross : Mountain Bike
E-mail : [email protected]
Facebook :Ramyller Alves

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly