Lista de pilotos lesionados no AMA Supercross

Por Mariah Morgado | Fotos por Divulgação | 06 de abril de 2013 - 15:09

O AMA Supercross volta neste sábado para a disputa da décima terceira etapa da categoria 450 e a sétima da categoria 250 Leste em Houston, no Texas. Apesar disso, a lista de pilotos lesionados é enorme. Confira abaixo quem são os principais pilotos que estão no estaleiro, que tipo de lesão sofreram, como estão de recuperação e em quanto tempo devem voltar para as pistas.

Chad Reed – Lesão de joelho
Reed passou por uma cirurgia para corrigir um problema proveniente de uma lesão de joelho sofrida no Supercross ano passo. Steve Matthes, da RevistaRacerX passou metade da semana passada com Reed na Flórida e diz que Chadestá ‘90% fora de Houston’.

49315_reed-dallassx2013-cudby-050_600

Chad Reed

Jimmy Albertson – Fratura de pulso
Albertson sofreu um acidente na largada do LCQ em Toronto e estará de fora das etapas restantes do AMA Supercross.

Justin Hill – Rádio fraturado
Hill fraturou o rádio (osso do antebraço) quando Gavin Faith caiu em cima dele em Toronto. Hill está melhorando, mas ele não correrá em Houston.

Mitchell Oldenburg – Clavícula quebrada
Oldenburg se machucou em Toronto, mas andou ontem e twittou que ele tentará correr neste sábado.

Trey Canard – Concussão
Um grande acidente no evento principal de Indianápolis rendeu para Canard uma batida de cabeça. Canard disse que era improvável que ele correria em Toronto e foi o que aconteceu. Com excessão da concussão, ele saiu ileso. Ele esteve fora de Toronto, mas voltará a alinhar no gate nesse sábado em Houston.

Ryan Sipes- Pulso fraturado
Sipes sofreu uma fratura no pulso em Anaheim 2 durante o evento principal. Ele retomou os treinos e esperava estar pronto para correr nas 450 em Houston, mas não se sentiu confortável para pilotar neste sábado. Sipes estará de volta as pistas em Seattle.

Zach Bell – Lesão de ombro
Bell machucou o ombro durante os treinos em Toronto e ficará de fora o resto da temporada do AMA Supercross 250 Leste.

49313_bell-stlouissx2013-cu_2a463_600

Zach Bell

Brett Metcalfe – Tíbia quebrada e pulso deslocado
Metcalfe passou por cima do guidão quando sua moto ficou sem gasolina numa sessão de costelas na pista de Glen Helen durante um treino. Metcalfe voltou a correr, e correrá o campeonato Canadense de Motocross pela equipe Leading Edge / Kawasaki.

Gareth Swanepoel – Pulso quebrado
Swanepoel fraturou o pulso treinando em Daytona. O gesso foi retirado no início dessa semana e Swanepoel espera voltar a correr em breve.

Josh Grant – Tíbia fraturada e ombro lesionado
Grant lesionou o tornozelo e ombro em Anaheim 3. Depois descobriram quem o ombro de Grant tinha uma condição rara quem precisa de cirurgia. Grant estará de fora do restante da temporada do AMA Supercross 450.

Darryn Durham – Rompimento do tendão de áquiles e problemas no ombro
Durham já voltou a andar, e ainda é questionável se ele estará pronto ou não para a abertura do AMA Motocross 2013 categoria 250 em Hangtown.

Justin Bogle – Escafóide direito quebrado e pulso esquerdo deslocado
Bogle esperava participar da categoria 250 Costa Leste do Supercross durante a metade da temporada, mas agora está focando em estar preparado para o começo do AMA Motocross 2013 na categoria 250 em maio.

Jacob Hayes – Clavícula quebrada
Uma clavícula quebrada manteve o novato do Supercross de fora das duas primeiras etapas da categoria 250 Costa Leste, e depois ele sofreu novamente outra fratura em um acidente em St. Louis. A fratura é próxima demais ao final do osso para fazer uma cirurgia e para se implantar uma placa, então Hayes está de fora até o início do AMA Motocross.

Kyle Peters – Lesão desconhecida
De acordo com o comunicado da imprensa, Peters caiu enquanto treinava durante o feriado da páscoa. O comunicado não mencionou qual foi a lesão, e Peters não estava disponível para comentários.

49314_peters-dallassx2013-_e8e71f_600

Kyle Peters

Landon Powell – Costelas fraturadas e contusão pulmonar
Powell se machucou em um acidente grave treinando depois de Atlanta. Ele planeja voltar as pistas em Houston e vai subir para as 450 em Seattle e Salt Lake City.

Kyle Chisholm – Joelho, perna e tornozelos lesionados
Chisholm quebrou um osso acima do tornozelo de sua perna esquerda e lesionou o joelho após uma colisão no ar com Matt Goerke em St. Loius. Chisholm passou por cirurgia e estará de fora o restante da temporada.

Tevin Tapia – Osso do tornozelo lascado e lesão no joelho
Tapia se lesionou em Atlanta. Ele voltou a treinar recentemente e deve estar preparado para a abertura do AMA Motocross.

Alex Martin – Pulso quebrado
Martin quebrou o pulso enquanto treinava em dezembro. Ele passou por cirurgia para remover os pinos em seu pulso esquerdo e está planejando estar preparado para a abertura do AMA Motocross.

Chris Johnson – Laceração de fígado e hemorragia da glândula adrenal direita
O tamanho da laceração no fígado de Johnson mede 5,7cm por 5,1 cm. Não tem uma previsão para seu retorno as pistas.

Joey Peters – Coágulos no pulmão esquerdo, duas fraturas de coluna e sangue no cólon e pelve
Peters está fora das pistas indefinidamente.

Matt Lemoine – Rompimento de LCA
Lemoine rompeu seu ligament cruzado anterior em Dallas e passou por cirurgia e não estará de volta até depois do AMA Motocross 2013.

Gannon Audette – Fratura de clavícula e pelve
Audette sofreu uma fratura na pele e na clavícula em Sallan. Audette planeja voltar a treinar esse final de semana. No momento não tem uma previsão para seu retorno.

Dean Wilson – Costelas quebradas e Pneumotórax
Wilson se machucou em um acidente forte em sua bateria em Indianápolis. Ele está de fora para o restante do Supercross, e no momento, sua situação para estar presente na etapa de abertura do AMA Motocross 450 é desconhecida.

49316_wilson-stlouissx2013-_2abca_600

Dean Wilson

Nico Izzi – Rompimento de LCA
Izzi passou por cirurgia de reparação de LCA em outubro. Izzi voltou a treinar com moto mas ainda não tem uma previsão para seu retorno.

Jarred Browne – Fratura na coluna e clavícula, contusão pulmonar e lesão cerebral
Browne se acidentou gravemente em San Diego, mas de acordo com as postagens em seu twitter, espera-se fazer uma recuperação completa. Ele ficará longe das motos por no mínimo vários meses.

Michael Leib – Braço quebrado
Leib fraturou a ulna (osso do antebraço) em um acidente grande em Anaheim 2. Leib voltou a treinar e está indo correr no Mundial de Motocross com a equipe satélite da Suzuki holandesa, Beursfoon.

Casey Hinson – Ligamento da mãe rompido
Hinson sofreu um corte profundo na mão e vai passar por uma cirurgia semana que vem. Hinson espera voltar aos gates em Seattle.

Blake Bagget – Fratura de pulso e mão
Bagget fraturou a mão em um engavetamento na primeira curva em Anaheim 1. Baggett passou por cirurgia e não retornará antes do final do AMA Supercross.

Nick Paluzzi – Vértebra fraturada
Paluzzi se acidentou na primeira curva da corrida de sua bacteria em Phoeniz. O resultado foi a vértebra C7 fraturada, mas sem desvio. Nesse momento é incerto quanto tempo Paluzzi ficará longe das motos.

Trevor Ivey – Clavícula
Ivey fraturou a clavícula treinando em Phoenix. Ele colocou uma placa e seis parafusos. Ele voltou para a academia e pode voltar a treinar com moto por volta de março. Ele pretende retornar após uma pausa para a corrida em sua cidade natal, em Seattle.

Vann Martin – Pulso fraturado
Vann Martin fraturou o pulso em dezembro. Ele estará correndo em Houston.

Michael Byrne – Fratura do platô tibial lateral
Byrne se lesionou em Unadilla. Byrne está de volta aos treinos de moto, mas é incerto quando ele poderá retornar as corridas.

Nick Wey – Três vértebras fraturadas, quadril deslocado e costelas quebradas
Wey sofreu um acidente terrível em Spring Creek que levou sua moto a cair dentro do riacho e ele para o hospital. A vértebra fraturada de Wey foi fundida, ele voltou a correr e está planejando voltar a alinhar no gate quando o AMA Motocross começar.

Ryder Steffy – Braço quebrado
Steffy voltará a correr quando a categoria 250 da Costa Oeste retornar em Seattle.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly