Resultados Arenacross 2013 – 1º Etapa – Jundiaí

Por VipComm Comunicação | Fotos por Divulgação | 21 de abril de 2013 - 0:53

Depois de muita espera, foi dada a largada do Arenacross 2013. A 15ª edição do campeonato começou com disputas acirradas dentro da pista, arquibancadas lotadas e um show do público. Em Jundiaí, São Paulo, cidade que pela primeira vez recebeu a competição, um trio de estrangeiros dominou as principais categorias. A começar pelo espanhol Carlos Campano, que venceu na Pró. O português Paulo Alberto levou a melhor na MX2, e o norte-americano Ramyller Alves conquistou a vitória na Júnior.

A abertura do Arenacross também contou com a participação de categorias infantis. Na categoria 50, o gaúcho Gabriel Andrigo não deu chances aos adversários e venceu. Mesma situação de Renan dos Santos na 65, que ficou com a vitória.

Além das disputas na pista, a primeira etapa da competição marcou o início de uma nova era no motociclismo nacional. Transmitida Ao Vivo em HD pelo Bandsports, além do site BRMTV, as provas foram exibidas pela TV Band Internacional. Brasileiros e fãs da modalidade residentes nos Estados Unidos, Angola, Moçambique, Paraguai, Argentina, Venezuela, Uruguai e Japão puderam acompanhar o evento ao vivo.

Agora,  Arenacross 2013 dá uma pausa e retornará no dia 8 de junho. A segunda etapa da competição será em São José do Rio Preto, interior do Estado de São Paulo. Confira abaixo como foram as disputas em Jundiaí.

Primeira bateria categoria Pró

O paranaense Jean Ramos fez o holeshot e logo abriu uma boa vantagem para os demais. Carlos Campano era o segundo, seguido de Wellington Garcia e Joaquim Rodrigues. Algumas voltas depois, Jean caiu na entrada de uma curva e perdeu várias posições. Campano conquistou a ponta e foi assim até o fim. Já Jean abandonou a prova com problemas na moto. O atual campeão Adam Chatfield se recuperou após um início ruim e já era o segundo. Foi então que o goiano Wellington Garcia, aniversariante do dia, perseguiu o inglês. E deu certo. Com quatro minutos para o fim, Wellington ultrapassou o concorrente e assegurou o segundo lugar. Adam foi o terceiro, seguido de Humberto Martin e Joaquim Rodrigues. Pipo Castro ficou em sexto.

axpro992_ICF_200420138609

axpro1_ICF_200420138975

Segunda bateria categoria Pró

Holeshot de Wellington Garcia. Na sequência apareceram Humberto Martin, Joaquim Rodrigues e Carlos Campano. Ainda na primeira volta, Joaquim ganhou a segunda posição, à frente de Campano. Enquanto isso, o goiano Wellington seguia firme na liderança. Em ritmo intenso, Campano passou Rodrigues e foi a caça do líder. Após algumas voltas, viu o goiano errar na entrada de uma curva e assim alcançou a ponta. O caminho ficou fácil para vitória. Já Wellington se desconcentrou e terminou apenas em sexto. Joaquim Rodrigues finalizou em segundo, mesma posição no geral da etapa, seguido de Pipo Castro e Adam Chatfield. “Larguei entre os primeiros nas duas provas e consegui vencê-las bem. Não tive tempo para treinar visando ao Arena Cross, pois estou me recuperando de uma lesão. Mas fiquei feliz com o meu rendimento. Creio que para próxima etapa estarei bem melhor fisicamente”, coloca Campano.

axpro108_ICF_200420138959

axPRO115_ICF_200420138695

Categoria MX2

O português Paulo Alberto assumiu a dianteira logo após a primeira curva e não largou mais. Na liderança permaneceu até o fim. Foram 16 segundos de vantagem para o segundo colocado Hector Assunção, que mesmo após sofrer uma queda no início de corrida, se recuperou e assegurou um lugar no pódio. A terceira colocação ficou com Endrews Armstrong, que deu um gás no fim e ultrapassou o catarinense Anderson Cidade. “Não imaginava vencer logo de cara a primeira etapa do Arena Cross. É uma competição que estou ainda conhecendo”, afirma Paulo Alberto.

axmx2largada_ICF_200420130821

axmx2211_ICF_200420138711

axmx2412_ICF_200420138784

axmx2podio_ICF_200420138872

Categoria Júnior

Boa largada de Enzo Lopes. Apesar do holeshot, o gaúcho cometeu um erro ainda na volta inicial e perdeu algumas posições. Com isso, o norte-americano Ramyller Alves assumiu a ponta. Tranquilo, o estrangeiro venceu. Foi a primeira vitória de Ramyller, filho de brasileiros, no país. Vitor Almeida alcançou o segundo lugar, seguido de Enzo. “É a minha segunda vez no Brasil e estou muito feliz com este resultado. Amei esta estrutura e a prova. Espero continuar aqui para fazer mais corridas”, coloca Ramyller, que vive na Flórida, nos EUA.

axjrlargada_ICF_200420130810

axjr822_ICF_200420138491

axjr111_ICF_200420138488
Categoria 65

Uma corrida acirrada, com troca de posições a todo instante, quedas e emoção até o fim. Foi assim a primeira prova do ano da 65cc. Rafael Ribeiro foi para liderança após a largada, no entanto errou e perdeu várias posições. A primeira posição caiu no colo do paranaense Leonardo Cassarot, que permaneceu algumas voltas na dianteira. Quando tudo indicava que venceria, Cassarot caiu e perdeu a colocação. Renan dos Santos aproveitou o equívoco do rival, assumiu a liderança e venceu. João da Silva ficou com a segunda posição, seguido de Leonardo Nunes. “Larguei em terceiro e aproveitei as quedas dos outros pilotos. Foi bom começar o Arena Cross com vitória”, destaca Renan.

ax6555_ICF_200420138428

Categoria 50

De ponta a ponta, o piloto Gabriel Andrico iniciou com vitória a 15ª edição do Arena Cross. Mesmo com a pressão exercida pelo paulista Diogo Nascimento, Gabriel soube se manter na liderança e venceu. Diogo, em segundo, e Marcello Silva, em terceiro, completaram o pódio. “Estou emocionado com esta vitória”, coloca Gabriel, piloto com 8 anos de idade.

ax5010_ICF_200420138366

ax502_ICF_200420138348

O Arena Cross 2013 é apresentado pela Honda, tem patrocínio de Mobil, co-patrocínio Pirelli, Yamaha, Bieffe, Consórcio Nacional Honda, Iveco, Monster Energy, XMotos e IMS Racing. Apoio da Prefeitura Municipal de Jundiaí, DICICO, Dumont FM, Revista da Moto! e CBM (Confederação Brasileira de Motociclismo).

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly