10 coisas para você ver no AMA SX em Las Vegas

Por Mariah Morgado | Fotos por Divulgação | 04 de Maio de 2013 - 11:18

Região Leste encontra a região Oeste
Desde que as categorias 250 são separadas em duas regiões distintas, os pilotos do Oeste não correm contra os do Leste, o que constantemente leva a questões sérias sobre qual região tem os pilotos mais rápidos. Com sorte, existe o Shootout 250 Leste / Oeste, que acontece em Vegas depois da conclusão das corridas regionais. Querem ver como Wil Hahn, Marvin Musquin e Blake Wharton empilhando contra Ken Roczen, Eli Tomac e Cole Seely ? Ou talvez vocês mal podem esperar para ver a tão esperada briga entre Dakota Tedder e AJ Catanzaro ? Felizmente, vocês não precisarão esperar muito, todas essas batalhas, com certeza, vão acontecer amanhã a noite quando o gate cair no Shootout Leste / Oeste.

Red Bull / KTM versus Geico / Honda
Com o campeonato da 450 decidido uma semana mais cedo por Ryan Villopoto, todos os olhos se voltam para os dois títulos que ainda estão indefinidos. Nas 250 Costa Leste, está entre Wil Hahn da Geico e Marvin Musquin da Red Bull / KTM, Hahn está com 5 pontos de vantagem. Na Costa Oeste, graças a noite louca em Salt Lake City, temos uma situação parecida com Ken Roczen da KTM liderando com 5 pontos na frente do piloto Geico, Eli Tomac. Se Hahn e Roczen terminarem na frente de Musquin e Tomac, respectivamente, eles serão vitoriosos. Se Tomac ou Musquin vencerem, eles precisarão que seus rivais fiquem em terceiro ou pior. Não importa como as coisas vão se desenrolar, com certeza vai ter uma dose de intensidade nas corridas regionais em Vegas.

Rota de colisão
A última vez que Blake Wharton da Rockstar Energy / Suzuki e Tyler Bowers, piloto substituto da Monster Energy / Pro Circuit / Kawasaki e tricampeão do Arenacross, estiveram juntos dentro da pista, as coisas não correram muito bem para Bowers. Uma relutância de deixar uma curva combinado com uma ultrapassagem forte e agressiva de Wharton, deixou o especialista em AX no chão e nada feliz. Depois da corrida, Bowers disse que a jogada o deixou mais faminto do que nunca e que ele não seria tão legal na próxima corrida. Já passou tempo suficiente desde o incidente para acalmar os ânimos, mas não precisa muito para acender a centelha, principalmente quando a adrenalina ta circulando. O que vai acontecer se os dois se encontrarem novamente brigando por posição neste fim de semana em Vegas ?

Batalha dentro de uma batalha
Agora que o campeonato já foi decidio, o foco muda para a corrida pelo vice-campeonato entre Ryan Dungey e Davi Millsaps. Millsaps tem uma vantagem de 3 pontos sobre o ex-campeão de Minnesota, deixando infinitas possibilidades de como pode terminar. Se Dungey vencer a corrida, ele conquistará o segundo lugar independentemente, mesmo que eles terminem empatados. Ele teria o total de vitória na corrida e isso seria o fator de desempate. Entretanto, a maioria da diferença de pontos está numa variação de 2 pontos, então Dungey pode precisar de ajuda se ele não vencer completamente a corrida. Para Millsaps, tudo que ele precisa é ficar na frente do plate #5 para garantir seu segundo vice-campeonato consecutivo. Em qualquer caso, isso adiciona outro tempero a uma final de campeonato sempre emocionante.

51170_millsaps-saltlakesx2_f7d7f0_600

Oops, costelas
Depois de lutar bastante na sessão de costelas, na semana passada em Salt Lake City, Eli Tomac está ansioso para saltar de volta nesse fim de semana na Cidade do Pecado. As razões para suas dificuldades foram discutidas durante a semana, com a maioria afirmando problemas no arranjo da moto, estando muito nervoso ou uma mistura de ambos. Las Vegas é conhecida por costelas difíceis então não é fora do comum achar que a equipe Honda Geico passou mais do que umas horinhas se preparando para um tiroteio no Sam Boyd. Faltando 5 pontos, Eli com certeza sente que precisa vencer e se colocar no melhor lugar possível.
Todos os olhos estarão no #1 no Sábado.

Moneyball
Quatro pilotos na categoria 450 estão competindo por duas vagas remuneradas no fundo de pontos. O vigésimo lugar no campeonato recebe $8.600,00 , o que pode não mudar a vida de ninguém, mas ainda é uma quantia significativa de dinheiro. A diferença de pontos entre Friese, Blose e LaMay e é de 7 pontos, e com Friese optando por correr na categoria 250 neste fim de semana, uma porta se abre para a confusão pela grana. Jimmy Albertson esperava em voltar antes do planejado de sua lesão no pulso para coletar a grana, mas não vai fazer a viagem. Enquanto LaMay tem estado quente ultimamente numa acelerada de final da temporada para o top 20. Em uma corrida com drama nas duas categorias, é apenas outra das manchetes negligenciadas que irão acontecer no Sábado a noite.

Davalos é forte nas classificatórias
Durante grande parte da carreira de Martin Davalos, ele tem sido letal nas corridas classificatórias. Velocidade nunca foi um problema para o piloto mais rápido do Equador, mas os eventos principais têm se mostrado mais do que um desafio. A maioria concordaria que ele tinha que ter algumas vitórias de evento principal dados seu talento e equipamento. Por alguma razão, isso não aconteceu. Com o evento principal da 250 Costa Oeste sendo parecido com uma classificatória típica nesse fim de semana, ele pode aproveitar essa mudança para capturar sua primeira vitória ? Seria uma grande ascensão para a lutadora equipe Monster Energy / Pro Circuit / Kawasaki e pode quebrar a barreira mental que ele parece estar carregando. Eu pessoalmente não ficaria chocado e com os dois candidatos ao título mais preocupados com pontos, é uma grande oportunidade para roubar a vitória no deserto.

Música do Cisne Windham
Kevin Windham sempre brilhou em Las Vegas. Mesmo que seus resultados as vezes não contam a história, ele é bem reconhecido por estar no topo do jogo no barro escorregadio de Nevada. Tenho certeza que Vegas detém um lugar especial no coração dele e com a incerteza de seu envolvimento no ano que vem, será interessante ver o que ele tem guardado para a cerimônia de abertura. Ele tem maravilhado o público durante toda a temporada com sua criatividade e habilidade pura, mas eu diria que ele quer fazer algo para ser lembrado. Com tempo suficiente para planejar, o céu é o limite para o que o #14 vai aprontar.

Sucesso repetido
Levou dois anos e meio a mais do esperado, mas Jason Anderson da Rockstar Energy / Suzuki Racing finalmente cumpriu a promoção que muitos projetaram sobre ele sair do nível amador com sua vitória estreante na 250 na semana passada. Muitas vezes, tudo que um piloto precisa é aquela única vitória para lhe dar confiança para acreditar que eles podem prosperar e de repente as vitórias começam a se acumular – veja Wil Hahn e Marvin Musquin. Com implicações ao título esguichadas por toda a Costa Oeste, Anderson pode ser a carta extra para roubar pontos valiosos de Roczen ou Tomac.

51168_anderson-seattlesx20_f3a57d_600

O décimo na sequência
Até agora os ataques aos títulos da 250 Costa Oeste e Leste foram discutidos, analizados e dissecados por todos os ângulos. Voando por baixo das manchetes estão as batalhas pelas oitavas a décimas posições na Costa Oeste. Atualmente, Christian Craig, Tyla Rattray e o novato Joey Savatgy, todos possuem 87 pontos de crédito, com Craig possuindo o desempate graças a sua quinta colocação no final de semana passado. Esse é um cenário de o vencedor leva tudo. Será que um dos veteranos vai assumir o controle ou será supreendente novato ?

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly