Mundial de Motocross 2013 – 6ª etapa – Portugal

Por Mariah Morgado | Fotos por Divulgação | 06 de Maio de 2013 - 20:12

O piloto da Red Bull / KTM Factory Jeffrey Herlings, teve um pouco de problemas para carimbar outra vitória de GP enquanto ele dispontava na frente nas corridas da MX2 para vencer o Grand Prix de Portugal 2013, em Agueda, neste domingo, 5 de maio. Vencendo as duas corridas, o holandês continua sendo muito melhor do que seus rivais, e a dominação que tem mostrado na categoria MX2 não parece que vai parar tão cedo.

Em segundo no geral da MX2 esteva o piloto da Monster / Yamaha, Dean Ferris, que marcou um sexto e segundo lugar depois de cair quando estava em segundo lugar na corrida de abertura. Em terceiro estava José Butrón da KTM.

Na categoria MX1 foi o francês Gautir Paulin, da Kawasaki, que prevaleceu quando ele ficou em primeiro e segundo, superando Antonio Cairoli que marcou em terceiro e em primeiro, e Desalle que estava em terceiro depois de terminar em segundo e quinto lugares.

Categoria MX2

Herlings mostrou porquê é bem possível percorrer invicto esse Campeonato MX2 2013 enquanto ele avançava para outra vitória fácil na corrida de abertura da categoria MX2. O piloto da Red Bull KTM se distanciou de seu rival rapidamente, no final vencendo a corrida por 1 minuto e 18 segundos. O sgundo colocado, Jake Nicholls fez uma corrida inteligente para dispor do segundo colocado anterior, Dean Ferris, enquanto os dois brigavam pelo segundo lugar. Os tempos de volta de Herlings eram frequentemente cinco segundos mais rápidos do que o seu rival mais próximo.

getmediaobject.ashx21

Largada da categoria MX2 no GP de Portugal 2013

getmediaobject.ashx22

Max Anstie

Ferris que fez uma corrida forte em segundo lugar, caiu na volta 13, entregando a colocação para o piloto britânico, enquanto um grupo de pilotos que vinham logo atrás também passaram o australiano enquanto ele estava deitado no chão.

getmediaobject.ashx23

José Butrón

getmediaobject.ashx24

Glenn Coldenhoff

A segunda corrida da MX2 foi parecida com a primeira, com Herlings disparando na frente rapidamente e Ferris em segundo. Tixier, Coldenhoff e Charlier perseguiam Ferris. Jake Nicholls caiu no início e Elliot Banks Browne e Mel Pocock brigavam pelo oitavo lugar.

getmediaobject.ashx25

Dean Ferris

getmediaobject.ashx26

Jeffrey Herlings

Herlings escorregou em uma curva e perdeu tempo, embora com uma liderança de por volta de 40 segundos, não fez muita diferença. Ferris permaneceu quatro segundos na frente de Tixier que tinha uma pequena vantagem na frente de Coldenhoff. Pocock escorregou e perdeu algumas posições.

getmediaobject.ashx27

Jake Nicholls

getmediaobject.ashx28

Pódio da categoria MX2 no GP de Portugal 2013

Ferris segurou o segundo lugar com uma vantage de dois segundos na frente de Tixier e Coldenhoff a um segundo atrás. A vantagem de Herlings voltou para a marca de 40 segundos. A corrida acabou e Herlings cruzou sua 12ª vitória consecutiva de bateria e sua sexta vitória de GP em 2013. Ferris terminou em segundo e Tixier em terceiro. No geral, o resultado ficou em: Herlings 1-1, Ferris 6-2 e Butrón 3-6.

Categoria MX1

Na corrida de abertura da categoria MX1, Cairoli tentou conseguir uma folga cedo e parecia que estava conseguindo depois de ter uma liderança de cinco motos depois de meia volta. Embora o segundo colocado ,Gautir Paulin, depois de se aproximar na volta três, permaneceu com a distância de apenas duas motos atrás do líder, e eventualmente passou o italiano, pegando a liderança.

getmediaobject.ashx1

Largada da categoria MX1 no GP de Portugal 2013

getmediaobject.ashx2

Antonio Cairoli

Clement Desalle fez uma corrida solitária em terceiro lugar, embora faltando uma volta e com Paulin e Cairoli em uma briga grande pela vitória da corrida, o italiano caiu forte em um salto, quebrando o freio dianteiro e teve sorte de ser capaz de remontar em terceiro lugar. Desalle, é claro, aproveitou do acidente e subiu para segundo colocado.

getmediaobject.ashx3

Ken DeDycker

getmediaobject.ashx4

Clement Desalle

Mais atrás, De Dycker fazia uma ótima corrida depois de cair na volta de abertura para se mover pela pista, saindo de vigésimo colocado para terminar a corrida em sétimo. Shaun Simpso correu consistente, mantendo a sétima colocação atrás de Searle pela maior parte da corrida, depois caiu para nono colocado, antes de terminar em 11º.

getmediaobject.ashx6

Tanel Leok

getmediaobject.ashx8

Gautier Paulin

Como a segunda corrida da MX2, a segunda corrida da MX1 também foi uma cópia da primeira. Cairoli liderou, seguido por Paulin e Desalle. O italiano abriu vantagem, mas novamente o francês e o belga o alcançaram e começaram a pressioná-lo. Van Horebeek e De Dycker foram os próximos, seguidos por Searle, Philippaerts, Nagl e Strijbos.

getmediaobject.ashx9

David Philippaerts

getmediaobject.ashx10

Tommy Searle

Desalle parecia colocar pressão em Paulin quando o belga caiu forte e foi atingido por sua moto. Tão duro como eles vêm, Desalle se levantou e continou, enquanto Paulin cruzava a linha de chegada em segundo e no topo do pódio da categoria MX1.

getmediaobject.ashx11

Jeremy Van Horebeek

getmediaobject.ashx12

Pódio da categoria MX1 no GP de Portugal 2013

Resultados do GP de Portugal do Campenato Mundial FIM de Motocross 2013

Resultado da primeira bateria da categoria MX2
1. Herlings
2. Nicholls
3. Butron
4. Charlier
5. Feranddis
6. Ferris
7. Tixier
8. Pocock
9. Anstie
10. Petrov
11. Kullas
12. Tonkov
13. Condenhoff
14. Fors
15. Despres

Resultado da segunda bateria da categoria MX2
1. Herlings
2. Ferris
3. Tixier
4. Coldenhoff
5. Charlier
6. Butron
7. Lupino
8. Tonkov
9. Pocock
10. Banks Browne
11. Anstie
12. Desprey
13. Petrov
14. Kullas
15. Clemont

Resultado geral da sexta etapa do Mundial de Motocross na categoria MX2
1. Herlings – 50 pontos
2. Ferris – 37
3. Butron – 35
4. Tixier – 34
5. Charlier – 34
6. Coldenhoff – 26
7. Pocock – 25
8. Nicholls – 25
9. Tonkov – 22
10. Anstie – 19 pontos

Classificação do campeonato Mundial de Motocross MX2 após seis etapas
1. Herlings – 300 pontos
2. Tixier – 219
3. Coldenhoff – 183
4. Butron – 178
5. Charlier – 171
6. Ferris – 152
7. Anstie – 150
8. Nicholls – 129
9. Lupino – 123
10. Pocock – 112 pontos

Resultado da primeira bateria da categoria MX1
1. Paulin
2. Desalle
3. Cairoli
4. Nagl
5. Van Horebeek
6. Searle
7. De Dycker
8. Philippaerts
9. Gonçalves
10. Strijbos
11. Simpson
12. Roelants
13. Leok
14. Guarneri
15. Lynggaard

Resultado da segunda bateria da categoria MX1
1. Cairoli
2. Paulin
3, De Dycker
4. Searle
5. Desalle
6. Van Horebeek
7. Nagl
8. Philippaerts
9. Strijbos
10. Simpson
11. Gonçalves
12. Leok
13. Guarneri
14. Roelants
15. Barragan

Resultado geral da sexta etapa do Mundial de Motocross na categoria MX1
1. Paulin – 47 pontos
2. Cairoli – 45
3. Desalle – 38
4. De Dycker – 34
5. Searle – 33
6. Nagl – 32
7. Van Horebeek – 31
8. Philippaerts – 26
9. Strijbos – 23
10. Gonçalves – 22 pontos

Classificação do campeonato Mundial de Motocross MX1 após seis etapas
1. Cairoli – 280 pontos
2. Paulin – 242
3. Desalle – 227
4. De Dycker – 217
5. Strijbos – 183
6. Searle – 180
7. Nagl – 132
8. Gonçalves – 131
9. Philippaerts – 112
10. Van Horebeek – 109 pontos

Calendário do Campeonato Mundial de Motocross MX1 / MX2 2013
Sétima Etapa – 19 de maio – Balneário de Penha – Brasil
Oitava Etapa – 9 de junho – Ernée – França
Nona Etapa – 16 de junho – Maggiora – Itália
Décima Etapa – 30 de junho – Udevalla – Suécia
Décima Primera Etapa – 7 de julho – Kegums – Letônia
Décima Segunda Etapa – 14 de julho – Hyvinkää – Finlândia
Décima Terceira Etapa – 28 de julho – Lausitzring – Alemanha
Décima Quarta Etapa – 4 de agosto – Loket – República Tcheca
Décima Quinta Etapa – 18 de agosto – Bastogne – Bélgica
Décima Sexta etapa – 25 de agosto – Matterley Basin – Inglaterra
Décima Sétima Etapa – 8 de setembro – Lierop – Holanda

Confira como as etapas anteriores do Mundial de Motocross MX1 / MX2 2013
Primeira Etapa – 2 de março – Doha – Qatar
Segunda Etapa – 10 de março – Si Racha – Tailândia
Terceira Etapa – 1º de abril – Valkenswaard – Holanda
Quarta Etapa – 14 de abril – Arco di Trento – Itália

Quinta Etapa – 21 de abril – Sevlievo – Bulgária

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly