Resultados de domingo do Gaúcho de MX em Três de Maio

Por Assessoria de Imprensa da FGM | Fotos por André Charão | 06 de Maio de 2013 - 21:06

Douglas Parise na MX2 e MX Pró, Gabriel Carbonera e Marcelo Agostini, Maiara Basso, Gabriel Andrigo e Joelma Peruchi a exemplo de Douglas Finatto que venceu a sua categoria no sábado, confirmam o favoritismo e garantem os 100% de aproveitamento na competição.

A julgar pelas mudanças climáticas que aconteceram na sexta e no final de semana, dá para ousar a dizer que São Pedro gosta de Motocross.Isso porque, quem chegou de viagem na  noite de sexta-feira, 3 de maio, e no começo da manhã do sábado, 4 de maio, à Três de Maio, não comentava outra coisa a não ser sobre os grande volumes de chuva na região da cidade, no entanto, na cidade de Três de Maio e no Parque de Exposição, local onde foi reconstruída a pista da cidade apenas uma pequena garoa que não chegou a prejudicar em nada ao terreno.

No sábado a programação aconteceu normalmente, a garoa ajudou e muito na manutenção da umidade da pista, com isso os pilotos puderam acelerar com vontade sessão de treinos livres e cronometrados. Além dos treinos foram realizadas as provas nas categorias Nacional 230 (válida pela segunda etapa da competição), Estreantes Importadas e Intermediárias MX1 (clique aqui e veja a matéria das provas do sábado).

O domingo, 5 de maio, foi de um dia digno do melhor campeonato de motocross estadual do país, o sol apareceu nas primeiras horas da manhã ajudando a aquecer o clima (como se precisasse) para a disputa das onze categorias do domingo, o dia permaneceu excelente contribuindo e muito para a imensa presença do público que bateu o recorde da temporada.

Vitórias de Gabriel Andrigo na 50 B e Gabriel Becker na 50 A
A novíssima geração de pilotos alinhou no gate com um número muito bom de pilotos, a categoria vem ganhando novos pilotos na temporada, movimentando ainda mais  a pista. Na largada o favorito Gabriel Andrigo-Marau (Rinaldi/IMS/KM Motos/Portolub/Shell Advance) assumiu a ponta na geral, a grande surpresa ficou para Gabriel Becker- Itapiranga/SC (Transportes Ratinho Mecânica Ratinho) que enrolou o cabo do acelerado e saiu colado no líder na primeira curva, no entanto, na saída da primeira mesa Santiago da Silva/Frederico Westphalem (Trilheiros do Barril FW), assumiu a segunda colocação, Cristyan Eckhardt/Novo Hamburgo (Aeker Prod./Cantina e Rest. Amor e Sabor) depois de largar um pouco atrás buscou recuperação encostando nos líderes, Pablo dos Santos/Panambi (Corfio/Rangus Pizzaria), Henrique Henicka/Lajeado (Caelo Máquinas), Marlon Lazaretti/Sapiranga (Lazaretti Representações) e Bruno Chavier da Cruz-Chapecó/SC (5AM Racing) formaram o pelotão mais competitivo da prova, Henrique e Bruno disputaram posição praticamente lado a lado nas duas últimas voltas. No final, pela categoria 50cc B vitória de Gabriel Andrigo que além de cravar a melhor volta da prova (1:39.174), garantiu a terceira vitória em três etapas, Santiago da Silva foi o segundo, Pablo dos Santos o terceiro, Henrique Henicka o quarto colocado e Felipe Tenedine completou o pódio da categoria na quarta colocação. Pela categoria 50cc A, Gabriel Becker foi o terceiro piloto em três etapas a vencer a categoria, confirmando assim o favoritismo após fazer o melhor tempo nos treinos cronometrados, Cristyan foi o segundo, Garmichel Giehl-Dois Irmãos (GRG Benef. de Calçados/Super Dois Irmãos/Geramotos/Mila Motos) foi terceiro colocado, Bruno Chavier o quarto, Marlon Lazaretti completou o pódio na quinta colocação.

Gabriel Andrigo

Gabriel Becker

Gabriel Carbonera venceu e mantém os 100% na Intermediária MX2
Vivendo um grande momento na temporada Gabriel CarboneraSananduva (5AM Racing/IMS/Cattapan Cereais/Pro Race Suspensões/G2 Distrib./Multilaser/Octano Graphicos/Jornal O Informativo Regional) conquistou mais uma importante vitória na categoria Intermediária MX2. Na largada o piloto de Sananduva assumiu a primeira colocação, logo atrás Marcelo “Tchelo” Galiotto/Flores da Cunha (CTG2/Morangos Galiotto/Martini Racing/Terra Brasil/MotoStyle/100% Óculo), Willian Sacon Michels – Bal. Arroio do Silva (Motomania/Belparts/Falcon Energy Drink), João Victor da Veiga-Indaial/SC (MCR Racing/Biogás/Tho Lokko/Zequinha Racing) e Maicon Godinho-Nova Prata (DS Racing/ Trevo Sul Auto Center/CHT Logística/Postos Sander/Tornearia Poletto/Gráficso Tebaldi), formaram o primeiro pelotão, depois de ficarem para trás na primeira curva, Cristiano Rasia-Três de Maio (FAHOR Faculdade Horizontina), Henrique Araújo-Passo Fundo (Estofados Edu/ArtCross/Vulcão Moto Peças Novas e Usadas) e Anderson Alberton-Porto Alegre (Total Distribuidora Moto Peças/Bob Racing/AVM Transportes/Satti Soldas) encostaram formando o disputadíssimo primeiro pelotão, enquanto Tchelo partia para o ataque ao líder Carbonera, Cristiano Rasia, Henrique Araújo e Alberton superavam os concorrentes e garantiam um lugar no pódio, no entanto a briga entre os três foi de tirar o fôlego, nas primeiras voltas os três pilotos se revezaram na terceira colocação, mesmo mantendo um forte ritmo do início ao fim com direito a fazer a volta mais rápida da prova (1:18.496)) Carbonera teve trabalho para defender a liderança dos ataques de Tchelo, no entanto, a quatro voltas do final Carbonera conseguiu abrir vantagem para fechar mais uma vitória de ponta a ponta, Tchelo foi o segundo, Henrique Araújo o terceiro colocado, Cristiano Rasia o quarto colocado e Anderson Alberton completou o pódio em quinto.

Carbonera

Felipe Migliorini voltou a vencer na 65
Depois de sofrer uma queda na etapa de Segredo e ficar de fora do pódio, Felipe Migliorini-Marau (Migliorini Auto Peças Ltda.) voltou a vencer a categoria 65cc. Na largada Felippe Menuzzi-Dom Pedrito (Bauhaus Alma Artística/Perazzo Racing/Works Suspensões/Joel Motos/Arte&Fotos Racing) assumiu a liderança da prova, Migliorini, Bruno Schimitz/Três Passos (Transportadora Regional), Pedro Augusto Moraes/Marau (Miri Carrocerias/Campos Preparações/Sulfibras/Trans-MX-Racing), Vitor Gonçalves/São Jerônimo (Porto Rico Transportes) vieram logo atrás procurando não perder contato com o líder, Gabriel Andrigo-Marau (Rinaldi/IMS/KM Motos/Portolub/Shell Advance) não largou bem perdeu contato com o primeiro pelotão. Menuzzi imprimiu um ritmo muito forte conseguindo abrir uma vantagem confortável nas primeiras voltas, enquanto isso Gabriel Andrigo encostou na briga por um lugar no pódio, depois de dez minutos de prova Migliorini apertou o ritmo e cravou a volta mais rápida da prova (1:33.057) e conseguiu diminuir a diferença para o líder, duas voltas depois já estava na liderança, Menuzzi diminuiu o ritmo e Bruno começou a encostar no agora segundo colocado, Gabriel Andrigo encostou e fez a ultrapassagem em cima de Pedro Moraes conquistando a quarta colocação. No final vitória d Migliorini, Menuzzi foi o segundo, Bruno foi o terceiro colocado, Gabriel Andrigo foi o quarto colocado e Pedro Moares fechou a prova na quinta colocação. Com o resultado Migliorini reassumi a liderança da categoria no campeonato.

Migliorini

Vanderlei da Silva foi o mais rápido nas 230
A categoria 230cc alinhou no gate para a disputa da terceira etapa do campeonato dentro da programação do domingo. Todos esperavam novamente um grande pega como o que foi visto na tarde de sábado entre Vanderlei da Silva-Três Passos (Autosul Centro de Reparos Rápidos N. Hamburgo) e Ismael da Cruz-Venâncio Aires (Midia Nobre Comunicação Visual/MultCross/Pablo Racing). Na largada Vanderlei assumiu a liderança da prova, Ismael novamente colou no líder, um pouco mais atrás Mathias Wisniewski-Tenente Portela (Polaco Motos), Rafael da Silva-Sapucaia do Sul (Rafa Motos/Guilherme Maciel Ar Condicionados) e Ezequiel da Silva-Venâncio Aires (Franquias Forever Living) disputaram nas primeiras curvas a terceira colocação. Vanderlei conseguiu abrir uma boa vantagem nas duas primeiras voltas marcando o melhor tempo da prova (1:26.026), as posições permaneceram inalteradas até a ultrapassagem de Rafael em cima de Ezequiel assumindo a quarta colocação. No final vitória de Vanderlei, Ismael o segundo,  Mathias o terceiro, Rafael Escobar voltando ao campeonato na quarta colocação e Ezequiel completou o pódio na quinta colocação.

Vanderlei

Walter Tardim de ponta a ponta na MX3
A categoria MX3 teve uma largada sensacional, assim que o gate caiu Marcelo Agostini/Flores da Cunha (Agostini Comercial Elétrica/Over2), Eliseu Glanert-Joaçaba/SC (Construtora Aço Casa/Assistência Odontomédica Ltda. Joaçaba), Walter Tardim-Nova Friburgo/RJ (Tardim Lingerie/Pro Racing), Carlos Kettermann/Montenegro (Real Empreendimentos/Posto Barks/Farmapop/Real Factori/Oximonte/Total Dist. Moto Pecas/Carbu Motos/Microcontrol Alarmes), Gustavo Visoto/Carazinho (Visoto Equipamentos Pró) e Leandro Schwindt-Novo Hamburgo (Cargovale Transportes) entraram lado a lado na primeira curva, Tardim esparramou demais, mas mesmo assim conseguiu sair lançado e entrar na frente no primeiro salto, Agostini, Visoto, Eliseu, Leandro e Janaina Todeschini-Chapecó/SC (Farover Processamento de Resíduos Sem Aterro Sanitário) entraram colados na primeira curva em busca das primeiras posições, Eder Antoniazzi/Flores da Cunha (Líder MX/M3 Racing/Vipal) não fez uma boa largada e saiu nas últimas colocações, mesmo assim antes de abrir a primeira voltas conseguiu assumir a quinta colocação, na passagem na frente do público colocou por fora e ganhou mais duas posições, na passada no Pit Stop já estava na segunda colocação, Tardim seguiu firme e forte na liderança da prova baixando o tempo nas seis primeiras voltas,  1:23.244 a melhor delas, Antoniazzi também forçou o ritmo nas primeiras voltas, nas segunda metade da prova Agostini enrolou o cabo do acelerador e partiu para buscar o segundo lugar fazendo a ultrapassagem em cima de Antoniazzi. No final vitória de ponta a ponta de Tardim com Agostini em segundo, Antoniazzi em terceiro, Leandro Schwindt em quarto e Carlos Kettermann na quinta colocação. Com a segunda colocação Agostini reassumi a liderança do campeonato.

Tardim

Douglas Parise fez uma fantástica recuperação na MX2
A categoria MX2 levantou o enorme público que acompanhou a etapa em Três de Maio, na largada o catarinense José Brayan Soares-Massaranduva (MCR Racing/AMA Racing Oils/Vallen Helmets/Kaiani/Enox/Pé no Estribo) assumiu a liderança da prova depois de uma grande largada, Leonardo Lizzot/Sertão (Vulcano/Ipiranga/IMS/Honda/Prefeitura Munic. de Sertão/Basalto São Cristovão), Mateus Basso/Gentil (Cereais Basso/Rinaldi/Belparts/IMS/TBT/Artcross/Adubos Coxilha) e Lucas Basso/Gentil (Cereais Basso/Rinaldi/Belparts/IMS/TBT/Artcross/Adubos Coxilha), Douglas Parise/Fagundes Varela (Total Dist. Moto Peças/Rinaldi/BSC/Kawasaki/Moto&Cia/M3/Brasil Racing/ArtCross) e Gustavo Roratto-Santa Rosa (IMS/KM Motos/TBT/MR Pró/Campos Preparações/Farmácia Planalto/HD Distribuidora Ijuí/Roratto Automóveis) vieram logo atrás fazendo um acirrada disputa pelas primeiras colocações, antes de abrir a primeira volta uma queda deixa Douglas Parise na última colocação forçando o piloto a uma prova de recuperação, aos poucos as posições foram tendo uma definição, Mateus acabou sofrendo uma queda e depois de andar algumas voltas muito lento acabou abandonando a prova, Gabriel CarboneraSananduva (5AM Racing/IMS/Cattapan Cereais/Pro Race Suspensões/G2 Distrib./Multilaser/Octano Graphicos/Jornal O Informativo Regional) aos poucos foi ganhando espaço até assumir a terceira colocação, enquanto isso Douglas Parise cevava volta mais rápida em cima de volta mais rápida, 1:18.429 a melhor delas, neste meio tempo o líder José Brayan sofreu uma queda e abandonou a prova, Douglas assumiu a segunda colocação e foi para cima do então líder Leonardo Lizott,  os dois entraram lado a lado com direito a entortada na mesa em frente ao público que foi ao delírio, a ultrapassagem porém só se definiu na entrada do triplo. No final, grande vitória de Douglas Parise com Lizott em segundo, Carbonera em terceiro, Gustavo Roratto em quarto e Henrique Araújo-Passo Fundo (Estofados Edu/ArtCross/Vulcão Moto Peças Novas e Usadas)em quinto.

largada MX2

Enzo Lopes de ponta a ponta na categoria Júnior
Em sua segunda participação na categoria o piloto de Lajeado conquista a sua segunda vitória de ponta a ponta. Na largada Enzo assumiu a liderança e deixou para Gabriel Della Flora-Santa Rosa (Vulcano/Ipiranga/IMS/Honda/Rinaldi/Total Distrib. Moto Peças), Pietro Pimentel-Concórdia/SC (Pimencar Utilitários/Pimenta Peças), Thiago Brenner/Baln. Camboriu (Contabilidade Progresso) e Felipe Mombach/Montenegro (Supermercado Mombach) a briga pelas posições que garantem lugar no pódio. Gabriel assumiu a segunda colocação e abriu uma boa vantagem sobre Pietro, Limberger/Sta. Cruz do Sul (Caelo Máquinas/Works Suspenções/Zanela Eventos) Felipe Moraes/Marau (Miri Carrocerias/Campos Preparações/Sulfibras/Trans-MX-Racing), não fizeram uma boa largad e recuperaram espaço, Felipe Mombach acabou caindo e perdeu várias posições, na sexta volta o segundo colocado Gabriel Della Flora também sofreu uma queda e perdeu a posição para Pietro. A categoria foi encerrada com  bandeira vermelha. Vitória de Enzo Lopes com direito a volta mais rápida (1:23.280) com Pietro Pimentel em segundo, Gabriel em terceiro, Thiego Brenner em quarto e Leonardo Limberger na quinta colocação. Com o resultado Gabriel assume a liderança da categoria no campeonato.

Enzo

Agostini ganhou pela terceira vez a MX4
O piloto da cidade de Garibaldi conquistou a terceira vitória seguida mantendo a vantagem na liderança e também os 100% de aproveitamento na categoria. Na largada  Walter Tardim-Nova Friburgo/RJ (Tardim Lingerie/Pro Racing), assumiu a liderança seguido de perto por Eliseu Glanert-Joaçaba/SC (Construtora Aço Casa/Assistência Odontomédica Ltda. Joaçaba), Eduardo Timm Bergmann-S. Lourenço do Sul (Pro Race/Motomania/Herbalife 24h/Pro Computer/Durag) e Marcelo Agostini-Garibaldi (Agostini Comercial Elétrica/Over2), antes de completar a primeria volta Tardim acabou ficando para trás depois de uma queda, com isso Eliseu assumiu a ponta, poucas voltas depois foi a vez de Elizeu perder a liderança para Agostini que vinha metendo pressão marcando a volta mais rápida da prova (1:24.226)e ter que recuperar o prejuízo, Carlos Kettermann/Montenegro (Real Empreendimentos/Posto Barks/Farmapop/Real Factori/Oximonte/Total Dist. Moto Pecas/Carbu Motos/Microcontrol Alarmes) que vinha na mesma balada do novo líder assumiu a segunda colocação, Tardim conseguiu uma recuperação rápida e conseguiu assumir a terceira colocação, porém , sem chances de alcançar os dois primeiros colocados, na última volta Eliseu conquistou a quarta colocação em cima de Sérgio Fernandes-Porto Alegre (Motomania/Sred Dragon) que acabou errando e saindo da pista, com isso, Eduardo Timm assumiu a quinta colocação. Vitória de Agostini com Kettermann em segundo, Tardim em terceiro, Eliseu na quarta colocação e Timmballa em quinto.

Agostini

Maiara Basso e Joelma Peruchi foram as vencedoras na MXF
A piloto Maiara Basso (Cereais Basso/Rinaldi/Belparts/IMS/TBT/Artcross/Adubos Coxilha) mesmo sofrendo com dores no pulso conquistou a sua terceira vitória consecutiva na categoria MXF. Na largada a catarinense Todeschini-Chapecó/SC (Farover Processamento de Resíduos Sem Aterro Sanitário) saiu na frente trazendo Maiara Basso colada esperando alguma chance de poder fazer a ultrapassagem, Mayrêe Ribeiro-São Jerônimo (Rossi Veículos), Joelma Peruchi-Maracajá/SC (Com. Transp. Mano/Criativa Lavanderia/Alexfer Mat. De Const./Big Bom Sorvetes/Water Element/Ponto do Vestuário/Moto Leyser) e Bruna Zanata de Freitas/Frederico Westphalen (Farmácia Dermatobel/Adv. Dirceu de Freitas) vieram fazendo a briga pelas posições do pódio, Janaína imprimiu o ritmo forte para tentar abrir vantagem sobre a segunda colocada. As posições permaneciam inalteradas até que na quinta volta a sorte soprou para a líder do campeonato, Janaina sofreu uma queda numa curva de baixa, Maiara assumiu a ponta da prova e abriu uma boa vantagem sobre Janaina, com isso Maiara venceu a prova e de quebra manteve os 100% de aproveitamento na MXF A, Janaina foi a segunda, Mayrêe a terceira e Bruna a quarta colocada. Joelma foi a vencedora da MXF B e também manteve os 100% de aproveitamento na competição.

Maiara

Joelma

Douglas Parise faturou mais uma vez a MX Pró
A exemplo da categoria MX2, Douglas Parise está sobrando no campeonato, até o momento foram seis provas disputas com 100% de aproveitamento. Na terceira etapa em Três de Maio a história se repetiu mais uma vez. 

Na primeira bateria Duda assumiu a ponta trazendo junto com ele  Lucas Basso(Cereais Basso/Rinaldi/Belparts/IMS/TBT/Artcross/Adubos Coxilha), Roberto Bergmann Santa Rosa (Cia da Moto/Santa Rosa Caminhões/Mecânica Diesel/Banda Criado Mudo), Lucas Basso (Cereais Basso/Rinaldi/Belparts/IMS/TBT/Artcross/Adubos Coxilha) e Leonardo Dambrós 5AM Racing/IMS/Cattapan Cereais/Pro Race Suspensões/G2 Distrib./Multilaser/Octano Graphicos/Jornal O Informativo Regional), Duda assumiu a liderança e começou a abrir vantagem sobre os concorrentes, a briga ficou pelos outros quatro lugares do pódio, Mateus e Lucas sofreram quedas e atrapalharam a busca por um melhor resultado, com isso, Dambrós e Lizott brigaram pela segunda colocação. No final da primeira bateria vitória de Duda, com Dambrós em segundo, Lizott em terceiro, Mateus em quarto e Gustavo Roratto- Santa Rosa (IMS/KM Motos/TBT/MR Pró/Campos Preparações/Farmácia Planalto/HD Distribuidora Ijuí/Roratto Automóveis) em quinto.

Leonardo Sebben Leonardo Sebben-Caxias do Sul (Viecelli Racing/Transpelucia/MotoStyle/BTS Plast/BSX Transportes/Over2/Zatt Engenharia/KTM Pro Race/Dom Eliseu Sucos/Kdoze)  sai na frente da segunda bateria, logo atrás Duda Parise e Leonardo Dambrós brigavam pela segunda colocação, Mateus Basso, Roberto Bergmann, Lucas Basso e Gustavo Roratto entraram no primeiro salto praticamente lado a lado, antes da primeira volta Duda já era o líder, Dambrós abriu uma pequena vantagem em cima de Sebben que sofreu a pressão de Mateus por duas voltas até que o piloto de Gentil conseguiu a ultrapassagem, o piloto da casa Cristiano Rasia (FAHOR Faculdade Horizontina) foi para cima de Lucas para tentar assumir a quinta colocação, lá de trás Leonardo Lizott e Gustavo Roratto apertaram o ritmo e encostaram nos pilotos da frente, Dambrós com problemas na moto na metade ficou para trás, com isso Mateus assumiu a segunda colação, Roratto levou vantagem na briga com Lizott e assumiu a terceira colocação. Duda foi o primeiro colocado, com Mateus em segundo, Roratto em terceiro, Lizott em quarto e Cristiano Rasia em quinto.

Pódio MXPró

Na soma dos resultados a vitória ficou com Duda, Mateus foi o segundo, Lizott o terceiro, Gustavo Roratto o quarto colocado e Leonardo Dambrós o quinto colocado.

A próxima etapa do campeonato Rinaldi Gaúcho de Motocross, a quarta da temporada 2013, acontecerá na cidade de Torres, no litoral norte do Rio Grande do Sul, nos dias 15 e 16 de junho.

O campeonato Gaúcho de Motocross 2013 tem o patrocínio master da Rinaldi, HONDA, Total Distribuidora Moto Peças Ltda., IMS, co-patrocínio da SobreRodas e apoio da Vitrine da Moto, Farover, Kimoto e Artemoto.

 

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly