A expectativa dos pilotos sobre o GP Brasil de MX

Por Mariah Morgado | Fotos por Divulgação | 15 de Maio de 2013 - 21:02

Como normalmente é o caso quando o campeonato Mundial de Motocross sai de solo europeu, o sentimento de excitação e do desconhecido é sempre um dos elementos mais interessantes. Indo para o Brasil nesse ano, todos os envolvidos se lembram do ótimo circuito e da facilidade do Grand Prix do Brasil do ano passado. Muitos pilotos estão ansiosos em retornar ao Brasil.

O belga Ken De Dycker, que teve dificuldades nos dois últimos GPS, sabe que ele precisa se dar bem no Brasil para voltar na pista com os três pilotos da dianteira no campeonato Mundial MX1, Antonio Cairoli, Gautier Paulin e Clement Desalle.

“Eu não fui muito bem no Brasil, ano passado”, De Dycker mencionou. “Mas eu sei que preciso voltar ao pódio e marcar o máximo de pontos possíveis. Para mim, a Bulgária e Portugal não foram tão bem como eu planejava e eu perdi muitos pontos contra esses caras. Eu quero fazerr o meu melhor no Brasil e tomara que eu consiga recuperar alguns desses pontos”.

Dois pilotos que têm boas memórias da lama no Brasil são o piloto espanhol Jose Butron e o australiano Dean Ferris. Butron subiu no pódio na categoria MX2 e Ferris liderou a primeira corrida da MX1 por um tempo. Outro piloto que vai querer fatururar uma vitória de GP é o campeão mundial Antonio Cairoli. O italiano perdeu para Gautier Paulin nos dois últimos GPs e ele vai desfrutar o circuito técnico do Beto Carrero.

“Claro que é um pouco preocupante que Gautier (Paulin) tenha vencido as duas últimas corridas,” disse Cairoli. “Ele melhorou muito desde o ano passado e sua confiança também deve estar boa. Eu preciso trabalhar mais e tenho certeza de que vai ficar tudo bem. O Brasil não foi um bom GP pra mim no ano passado.”

1305052301Paulin_MXGP_6_P_2013

Gautier Paulin

Surpreendentemente, Jeffrey Herlings também teve problemas na lama do Brasil no ano passado. Ele também terminou em sétimo na categoria MX2, enquanto foi Tommy Searle que venceu no geral, na frente de dois pilotos que surpreendeu todo mundo, Christophe Charlier e José Butron. Herlings vai esperar pelo sol e pelas condições perfeitas de corrida para que ele continue sua luta por aquele 2013 invicto que ele tanto anseia.

“Eu terei que andar bem toda semana para continuar invicto,” disse Herlings. “Eu sei que a cada semana a pressão é maior do que na semana anterior e eu preciso apenas correr no meu próprio passo e acho que tudo vai ficar bem”, completou o holandês. Enquanto os pilotos desembarcam no Brasil, incógnitas sobre quem será o vencedor no Beto Carrero ainda estão no ar !!!

1305081751ferris port 2013 crop

Dean Ferris

1305141422De Dycker portugal 2013

Ken De Dycker

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly