AMA Motocross 2013 – 1ª Etapa – Hangtown

Por Mariah Morgado | Fotos por GuyB | 19 de Maio de 2013 - 10:03

Começou neste sábado, 18 de maio, o aguardadíssimo AMA Motocross 2013. A etapa foi disputada no tradicional circuito de Hangtown, em Sacramento, no norte da Califórnia, Estados Unidos.Algumas novidades eram esperadas, como a estreia de alguns pilotos na categoria profissional e também a estreia de piloto em nova equipe e o retorno de alguns pilotos as competições depois de terem ficado de molho se recuperando de lesões. Confira agora alguns dos principais detalhes do que rolou em Hangtown ontem.

full_GUYB1203_651065

Primeira Bateria Categoria 450

As coisas pareciam que ficariam interessantes quando James Stewart pulou na frente, fazendo o holeshot, com Ryan Villopoto logo atrás dele, e Ryan Dungey não muito atrás em quarto. Mas Villopoto tinha outras ideias e antes da metade da volta terminar, ele passou Stewart e começou a se afastar. Algumas voltas depois, Dungey ultrapassou Stewart, mas Villopoto já estava longe e sua distância não parava de aumentar.

full_GUYB0050_80417

Largada da categoria 450 em Hangtown

Em outro lugar, Dean Wilson estava fazendo uma ótima corrida, em sexto, mas ele atrasou ou caiu em uma área fora de visão e perdeu muito tempo. Uma volta ou mais depois, ele saiu rapidamente da pista quando Weston Peick o ultrapassou violentamente.

Malcolm Stewart estava tendo uma ótima corrida e depois de largar fora do top 10, batalhou até o sexto lugar restando duas voltas. Infelizmente, ele ficou sem gasolina ou estourou o motor. Alessi estava tendo uma corrida decente dentro do Top 8 até que ele bateu atrás de uma placa e caiu.

full_GUYB0014_536403

Justin Barcia

Villopoto venceu com aproximadamente sete milhas, seguido por Dungey, Stewart, Trey Canard, Justin Barcia, Andrew Short, Jake Weimer, Ryan Sipes, Tyla Rattray e Chad Reed.

Segunda Bateria Categoria 450

A segunda bateria das 450 começou parecida com a primeira, com James Stewart fazendo o holeshot com os Ryans na sua cola, só que desta vez, Stewart segurou a liderança com punho forte. Pelo o que parecia uma eternidade, ele segurou o avanço de Dungey que mostrava uma roda para Stewart praticamente em toda curva e em cada salto. O público estava amando. Finalmente, depois de cerca de 10 minutos, a ordem mudou, mas não da maneira que vocês pensam.

full_GUYB0400_707435

James Stewart

Depois de fazer uma ultrapassagem não sucedida contra Stewart, Dungey se enrolou o que permitiu a passagem de Villopoto. Avistando sua oportunidade, Villopoto passou disparado por Stewart quase que imediatamente e começou a se distanciar. Logo depois, Dungey passou acelerando por Stewart pegando a segunda posição.

Trey Canard correu sozinho em quarto, enquanto Justin Barcia chegava no quinto lugar depois de se recuperar de uma largada abaixo do padrão. Diferentemente da emoção que ocorreu lá na frente, uma das melhores brigas na pista aconteceu entre Ryan Sipes e Weston Peick. Depois de trocarem posições durante algumas voltas, Weston fez uma ultrapassagem e parecia que a posição era dele.

full_051813trey_234362

Trey Canard

Mas quando a bandeira de duas voltas foi levantada, Siper começou a encostar de novo em Peick e restando apenas uma volta, ele o ultrapassou de vez. Villopoto mais uma vez arrasou na pista, seguido por by Dungey, Stewart, Canard, Barcia, Alessi, Sipes, Peick, Rattray, Short, e Nicoletti.

Resultado da primeira etapa do AMA Motocross categoria 450
1. Ryan Villopoto (Kawasaki) 1-1
2. Ryan Dungey (KTM) 2-2
3. James Stewart (Suzuki) 3-3
4. Trey Canard (Honda) 4-4
5. Justin Barcia (Honda) 5-5
6. Ryan Sipes (Suzuki) 8-7
7. Andrew Short (KTM) 6-10
8. Mike Alessi (Suzuki) 12-6
9. Tyla Rattray (Kawasaki) 9-9
10. Weston Peick (Suzuki) 13-8
11. Phil Nicoletti (Yamaha) 11-11
12. Broc Tickle (Suzuki) 14-12
13. Jake Weimer (Kawasaki) 7-24
14. Dean Wilson (Kawasaki) 17-14
15. Chad Reed (Honda) 10-38
16. Fredrik Noren (Suzuki) 16-17
17. Travis Preston (Yamaha) 15-18
18. Justin Brayton (Yamaha) 33-13
19. Michael Byrne (KTM) 19-16
20. Malcolm Stewart (Honda) 36-15
21. Vince Friese (KTM) 18-39
22. Nicholas Wey (Kawasaki) 21-19
23. Gareth Swanepoel (Yamaha) 22-20
24. Joshua Grant (Yamaha) 20-27
25. Chris Blose (Yamaha) 27-21
26. Les Smith (KTM) 23-22
27. Derek Anderson (Kawasaki) 38-23
28. Robby Marshall (KTM) 28-25
29. Nicholas Schmidt (Honda) 39-26
30. Lowell Spangler (Suzuki) 26-28
31. Heath Harrison (Kawasaki) 24-29
32. Dalton Carlson (Yamaha) 29-30
33. Austin Howell (Suzuki) 25-31
34. Dustin Pipes (Suzuki) 32-32
35. Ryan Huffman (Kawasaki) 34-33
36. Kyle Partridge (Honda) 31-34
37. TY Keenom (Honda) 35-35
38. Tevin Tapia (Suzuki) 37-36
39. Travis Sewell (KTM) 30-37
40. Chris Plouffe (Kawasaki) 40-40

Primeira Bateria da Categoria 250

A categoria 250 tinha fãs especulando o quão bem alguns novatos, como Cooper Webb e Adam Cianciarulo, se saíram contra experientes e verdadeiros campeões da categoria 250, como o atual campeão Blake Baggett, Eli Tomac e Ken Roczen. Nós teremos que esperar outra semana para ver o que Adam Cianciarulo guarda para a plateia, ele está fora da primeira etapa, doente, mas Webb respondeu rápido quando quase pegou o primeiro holeshot da temporada. O único piloto que o superou foi Baggett.

full_GUYB0685_599780

Blake Baggett

Esperem… Bagget ? O piloto da Pro Circuit / Kawasaki não é exatamente conhecido por seu avanço logo cedo na corrida, mas ele não disperdiçou tempo colocando seu plate vermelho #1 onde ele quer. O colega de equipe de Webb, Jeremy Martin e Marvin Musquin da Red Bull / KTM também não estavam longe de uma liderança. Musquin passou para segundo cedo enquanto os pilotos da MyPlash / Metal Mulisha / Star Racing / Yamaha recuaram.

Eli Tomac e Ken Roczen emergiram de repente do pelotão e entraram no Top 5, até passando Bagget no processo! Roczen não pararia em terceiro, todavia. Ele passou Tomac e Musquin aem uma única volta para a liderança. Tomac seguiu Roczen eventualmente e passou por Musquin, e também Baggett. Darryn Durham passou para quinto por volta da metade da corrida e uma vantagem generosa havia se formado entre os cinco primeiros.

full_GUYB0790_150220

Kenny Roczen

A vantage não durou quando dois pilotos decidiram atacar em direção à dianteira no final da corrida. O sexto colocado, Webb, ressurgiu para desafiar Durham pelo top 5 e conseguiu ganhar a posição antes da bandeira quadriculada. Sem nenhuma surpresa, Baggett foi o outro piloto a atacar Tomac tardiamente, mas não conseguiu. Roczen venceu enquanto Tomac e Baggett completaram o pódio. Musquin e Webb terminaram fora do top 5.

Segunda Bateria Categoria 250

Zach Bell voltou a forma de holeshot para a largada da segunda corrida das 250 em Hangtown. O piloto Geico / Honda tirou a liderança sobre o resto do campo no início, mas depois que o pelotão desapareceu sobre o morro, ninguém podia ver Bell quando eles voltaram à vista. Foi Blake Baggett da Pro Circuit / Kawasaki que herdou a liderança.

Baggett só conseguiu curtir a liderança por meia volta até que a máquina da Red Bull / KTM, Ken Roczen, começou a mostrar sua roda dianteira. Roczen trocou posições com Baggett durante o restante da volta até que Roczen assegurou a liderança antes da linha de chegada.

full_GUYB0678_370638

Eli Tomac

Eli Tomac da Geico / Honda não estava nesse meio no início. Ele estava fora das 10 primeiras posições à princípio. Tomac consegui ganhar algumas posições facilmente depois que Marvin Musquin e Zach Osborne bateram e caíram antes da linha de chegada. Tomac avançou para brigar com Jason Anderson, da equipe semi-oficial Rockstar / Suzuki, e eventualmente fez a ultrapassagem, pegando o terceiro lugar dele.

full_GUYB0653_391979

Jason Anderson

Tomac pode ter ficado em terceiro, mas Roczen e Baggett já estavam fazendo sua própria corrida. Conforme os dois pilotos chegavam na segunda metade dos 30 minutos, eles aumentaram o ritmo e entraram mais ainda no tráfego de pista. Roczen encontrou os traçados suaves com facilidade enquanto Baggett escolher os traçados mais rápidos do ponto A para B, independente da condição da pista. Baggett martelou e travou no ritmo de Roczen, mas um pequeno erro de Baggett lhe custou um tempo valioso no encerramento da corrida.

Roczen segurou firme até a chegada para ganhar marcas perfeitas na temporada até agora. Baggett e Tomac completaram a corrida em segundo e terceiro, enquanto Musquin e Anderson fechavam o Top 5.

Resultado da primeira etapa do AMA Motocross categoria 250
1. Ken Roczen (KTM) 1-1
2. Blake Baggett (Kawasaki) 3-2
3. Eli Tomac (Honda) 2-3
4. Marvin Musquin (KTM) 4-4
5. Zach Osborne (Honda) 9-5
6. Kyle Cunningham (Yamaha) 8-7
7. Jason Anderson (Suzuki) 12-6
8. Jeremy Martin (Yamaha) 7-13
9. Joseph Savatgy (KTM) 10-11
10. Justin Hill (Kawasaki) 13-9
11. Cooper Webb (Yamaha) 5-18
12. Justin Bogle (Honda) 19-8
13. Blake Wharton (Suzuki) 17-10
14. Darryn Durham (Kawasaki) 6-36
15. Cole Seely (Honda) 14-14
16. Dillan Epstein (Kawasaki) 11-23
17. Martin Davalos (Kawasaki) 38-12
18. Jake Canada (Honda) 16-17
19. Alex Martin (Yamaha) 20-15
20. Zachary Bell (Honda) 15-35
21. Dominic Izzi (Suzuki) 22-16
22. Jessy Nelson (Honda) 18-24
23. Brady Kiesel (Yamaha) 26-19
24. Kellian Rusk (Honda) 21-20
25. Jackson Richardson (Honda) 29-21
26. Jacob Baumert (Kawasaki) 24-22
27. Zack Williams (Honda) 28-25
28. Ryan Zimmer (Honda) 32-26
29. Todd Krieg (KTM) 31-27
30. Jason Potter (Honda) 37-28
31. Justin Starling (Honda) 35-29
32. Trevor Ivey (Honda) 30-30
33. Lance Vincent (KTM) 27-31
34. Josh Greco (Honda) 33-32
35. Kevin Weisbruch (Kawasaki) 34-33
36. Tommy Weeck (Honda) 23-34
37. Gared Steinke (Kawasaki) 25-37
38. Drew Gosselaar (Honda) 40-38
39. Brandan Leith (Kawasaki) 36-39
40. Austin Ulrich (Kawasaki) 39-40

Primeira Bateria Categoria WMX

As mulheres também tem espaço no AMA Motocross. As feras da categoria WMX alinharam no gate para a primeira bateria, e quem disparou na frente foi a neozelandesa Courtney Duncan. Ela abriu vantagem e fez uma corrida sozinha com sua Yamaha YZ 125. Isso mesmo, a nativa da terra dos esportes radicais correu de 2 Tempos, e deu um show de pilotagem até a bandeira quadriculada.

A japonesa Sayaka Kaneshiro ficou em segundo lugar, seguida de Mackenzie Tricker. A texana T-bug Higgins e a californiana Alexah Pearson completaram o Top 5. A nossa representante, Mariana Balbi, ficou em sétima. Jessica Patterson não fez uma boa corrida, terminando em 30ª colocada.

Segunda Bateria Categoria WMX

Na segunda corrida da WMX quem levou vantagem novamente foi Courtney Duncan. Jessica Patterson parece ter acertado os problemas da primeira corrida e deixou Kaneshiro para trás. A nativa cruzou a linha de chegada em segundo lugar e a japonesa em terceiro. T- bug Higgins fez uma dobradinha, mantendo a mesma posição da primeira corrida, quarto colocada e a KTM de Jacqueline Strong completou o top 5. Dessa vez, Tricker ficou em sexta, enquanto Mariana Balbi manteve a sétima colocação.

full_GUYB0997_674967

Courtney Duncan

Resultado da primeira etapa do AMA Motocross na categoria WMX
1. Courtney Duncan (Yamaha) 1-1
2. Sayaka Kaneshiro (Honda) 2-3
3. T-bug Higgins (Honda) 4-4
4. Mackenzie Tricker (Yamaha) 3-6
5. Jacqueline Strong (KTM) 6-5
6. Alexah Pearson (KTM) 5-8
7. Mariana Balbi (Kawasaki) 7-7
8. Sara Pettersson (KTM) 8-9
9. Hailey Larson (Honda) 9-10
10. Jessica Patterson (Yamaha) 30-2
11. Brittany Marcotte (Honda) 10-13
12. Brownie Brown (Honda) 12-12
13. Pinsey Palmer (Kawasaki) 14-11
14. Shelby Ward (Honda) 11-15
15. Sade Allender (Honda) 13-14
16. Jessie Wharton (Kawasaki) 16-17
17. Alyssa Fitch (KTM) 17-18
18. Courtney Springer (Kawasaki) 15-20
19. Tina Reed (Yamaha) 20-16
20. April Zastrow (Honda) 18-19

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly