AMA Motocross 2013 – 4ª Etapa – High Point

Por Mariah Morgado | Fotos por GuyB | 09 de junho de 2013 - 20:28

Como vimos ontem, pela manhã uma forte chuva atingiu as encostas da pista de High Point, em Mount Morris, Pensilvânia, deixando a pista enlameada e escorregadia para as sessões dos treinos. O céu nublado marcou a quarta etapa do AMA Motocross, neste sábado, 8 de junho. Mas no final do dia, o sol apareceu e os raios estavam brilhando sobre dois pilotos que deixaram, sem dúvida nenhuma, suas credenciais de campeonato baseados em suas pilotagens impressionantes nas segundas baterias e vitórias no overall.

Na categoria 450, Ryan Villopoto da equipe oficial Kawasaki se recuperou de sua primeira perda do overall da temporada na semana passada no Tennessee. Qualquer impulso ganho pela competição foi acalmado com o desempenho fantástico de RV que resultou em mais uma dobradinha na primeira posição nas duas baterias e seu terceiro overall da temporada. Na categoria 250, Marvin Musquin segurou um ataque valente de seu colega de equipe KTM, Kenny Roczen, na segunda bateria para assegurar sua primeira vitória de bateria da carreira e o segundo overall consecutivo.

Categoria 450

Villopoto, que por várias vezes teve que avançar da parte de trás em algumas baterias nessa temporada, faturou seu segundo holeshot na jovem temporada na primeira bateria. Justin Barcia, da Honda, e Tyla Rattray, da Pro Circuit / Kawasaki, estavam na sua cola enquanto Ryan Dungey, da KTM, estava de fora das cinco primeiras posições.

s780_060913highpointblast001

s780_060913highpointblast002

Barcia cortou por baixo de RV, mas depois se enrolou e RV rapidamente puxou o gatilho e acelerou para uma grande liderança, deixando Barcia para disputar com Rattray e Dungey que avançava rápido, pelo segundo lugar. A largada difícil deu pouco espaço para Dungey errar, já que ele foi forçado a se esforçar para ultrapassar Rattray e Barcia, se ele quisesse ocupar a segunda posição.

s780_060913highpointblast003

s780_060913highpointblast004

Dungey avançou contra Rattray, ultrapassando-o na terceira volta e virou sua atenção no jovem novato. Dungey levou três voltas para alcançar e ultrapassar Barcia. Embora ele estivesse cravando tempos parecidos aos de Villopoto no final da bateria, o estrago já tinha sido feito desde a largada e ele não teve chance de alcançar o líder do campeonato.

s780_060913highpointblast007

s780_060913highpointblast005

Barcia completou o primeiro pódio e Rattray teve seu melhor resultado da temporada, ficando em quarto colocado. Josh Grant ficou em quinto (seu melhor resultado da temporada). Ryan Sipes, Trey Canard, Jake Weimer, Phil Nicoletti e Mike Alessi completaram os Top 10.

Enquanto ele dominou a pista na primeira bateria, a segunda não seria tão fácil para Villopoto. Depois que o piloto da Toyota / Yamaha, Josh Grant, pegou o holeshot, Dungey assumiu a liderança depois de poucas voltas. Logo depois disso, James Stewart, da equipe oficial Suzuki, fez uma corrida louca para arrancar Grant e Dungey de seus lugares.

s780_060913highpointblast040

s780_060913highpointblast041

De repente Stewart, cuja situação para a segunda bateria era uma incógnita depois que levou uma pedrada no olho durante a primeira bateria (ele tirou acidentalmente todos os tearoffs, e depois teve que tirar os óculos, o que levou à lesão no olho) encontrou sua antiga forma, assumindo a liderança e abrindo distância. Dungey e Villopoto estavam espreitando Stewart, travando uma batalha tripla pela vitória da bateria.

s780_060913highpointblast042

s780_060913highpointblast045

Não perdendo tempo, Villopoto foi atrás de Dungey, fazendo uma ultrapassagem calculada no atual campeão, batendo nos adesivos e cortando um traçado por dentro na curva depois do triplo interno. A ultrapassagem colocou Villopoto no para lama de Stewart, mas Dungey ainda não tinha se rendido e estava grudado no líder do campeonato. A batalha que todos nós esperávamos a temporada inteira durou cinco voltas quando de repente, Villopoto ficou lado a lado com Stewart que virou à direita direto para a área dos mecânicos. O piloto da Suzuki quebrou o  freio dianteiro e sua roda travou, Stewart foi da liderança para fora da corrida.

s780_060913highpointblast047

s780_060913highpointblast048

Sabendo que ele precisava vencer para o overall, Dungey começou a pressionar RV, esperando força-lo a errar. O grande erro que Dungey precisava, nunca veio e RV que pilotou impecavelmente, assegurou o overall do dia. Dungey ficou em segundo colocado na bateria, seguido por Mike Alessi, Tyla Rattray, Trey Canard, Justin Barcia, Josh Grant (que caiu depois de liderar a corrida no início), Jake Weimer e Justin Brayton.

s780_060913highpointblast056

s780_060913highpointblast057

O resultado (1-1) de Villopoto garantiu seu terceiro overall em quatro etapas e Dungey, com sua dobradinha (2-2), ficou em segundo. Tyla Rattray ficou em quarto nas duas baterias, bom o suficiente para o primeiro pódio de overall de sua carreira na categoria 450.

Resultado da quarta etapa do AMA Motocross 2013 na categoria 450
1. Ryan Villopoto (Kawasaki) 1-1
2. Ryan Dungey (KTM) 2-2
3. Tyla Rattray (Kawasaki) 4-4
4. Justin Barcia (Honda) 3-7
5. Mike Alessi (Suzuki) 10-3
6. Trey Canard (Honda) 7-5
7. Ryan Sipes (Suzuki) 6-6
8. Josh Grant (Yamaha) 5-8
9. Jake Weimer (Kawasaki) 8-9
10. Broc Tickle (Suzuki) 11-11
11. Phil Nicoletti (Yamaha) 9-14
12. Justin Brayton (Yamaha) 15-10
13. Malcolm Stewart (Honda) 12-12
14. Chad Reed (Honda) 14-13
15. Vince Friese (KTM) 17-15
16. Nicholas Wey (Kawasaki) 19-17
17. Ben LaMay (Yamaha) 25-16
18. Broc Schmelyun (Kawasaki) 21-19
19. Derek Anderson (Kawasaki) 24-21
20. Michael Byrne (KTM) 20-25
21. AJ Catanzaro (Kawasaki) 28-18
22. Evgeny Mikhaylov (Suzuki) 27-24
23. Travis Sewell (Yamaha) 23-27
24. Jacob Hayes (Kawasaki) 33-20
25. Vann Martin (Kawasaki) 26-26
26. Austin Howell (Suzuki) 18-35
27. James Stewart Jr. (Suzuki) 16-36
28. Andrew Short (KTM) 13-39
29. Cole Thompson (Honda) 34-22
30. Seth Rarick (KTM) 29-29
31. Tevin Tapia (Suzuki) 30-31
32. Les Smith (KTM) 22-38
33. Chris Blose (Yamaha) 40-23
34. Michael Sottile (Honda) 32-30
35. Dustin Pipes (Suzuki) 36-28
36. Tony Archer (Kawasaki) 31-34
37. Ronnie Stewart (Suzuki) 38-32
38. Heath Harrison (Kawasaki) 37-33
39. Michael Stryker (KTM) 35-37
40. Shane Durham (Kawasaki) 39-40

Classificação do AMA Motocross 450 2013 após quatro etapas
1. Ryan Villopoto – 193 pontos (3 vitórias)
2. Ryan Dungey – 177 (1 vitória)
3. Justin Barcia – 148
4. Trey Canard – 120
5. Mike Alessi – 116
6. James Stewart – 104
7. Tyla Rattray – 95
8. Ryan Sipes – 79
9. Jake Weimer – 69
10. Broc Tickle – 67
11. Andrew Short – 62
12. Phil Nicoletti – 61
13. Josh Grant – 60
14. Clement Desalle – 58
15. Malcolm Stewart – 55
16. Kevin Strijbos – 45
17. Chad Reed – 40
18. Justin Brayton – 37
19. Weston Peick – 36
20. Dean Wilson – 33 pontos

Categoria 250

Na categoria 250, quem levou o holeshot Motorcycle-Superstore.com foi o piloto equipe semi-oficial Geico / Honda, Zach Osborne. Mesmo assim, foi Ken Roczen, que tem o hábito de vencer as primeiras baterias (ele venceu três primeiras baterias consecutivas antes de High Point), que assumiu a liderança. De algum jeito, Roczen ultrapassou oito pilotos durante cinco curvas e seguiu com perfeição até a bandeira quadriculada, faturando sua quarta vitória de primeira bateria consecutiva da temporada.

s780_060913highpointblast011

s780_060913highpointblast012

A monotonia marcou o dia na disputa do pelotão da frente, enquanto o caos tomava conta na parte de trás. Marvin Musquin, Osborne, Justin Bogle, o herói local Darryn Durham, Cole Seely, Jason Anderson, Eli Tomac e mais um bando de outros pilotos se envolveram em um completo alvoroço durante a primeira metade. Seely ficou em segundo na frente de Marvin Musquin, mas perdeu a frente depois da Bradshaw Boulevard. Seely voltou a subir na moto para ficar dentro do top 10, mas teve outro grande acidente no final da corrida. Ele ficou no chão por um tempo antes de se levantar. Seely ficaria de fora da segunda bateria depois de uma visita a Unidade Móvel da Asterisk Medical.

s780_060913highpointblast014

s780_060913highpointblast015

Enquanto isso, Osborne e Anderson estavam tendo dificuldades próprias conforme Osborne bateu com Anderson pouco antes do Incrível Huck. Anderson voltou para terminar a corrida em 12º lugar. Blake Baggett se recuperou de uma largada horrível para subir dentro das cinco primeiras posições, antes de tombar na curva seguinte ao triplo da descida, levando Durham e Osborne com ele. Os três subiram na moto novamente e completaram a corrida.

s780_060913highpointblast018

s780_060913highpointblast020

Depois de outra largada fraca, Tomac avançou contra Musquin, diminuindo a distância quase no final da corrida. O piloto da Geico /Honda estava fazendo tempos em torno de 02h08min e 02h09min, restando apenas algumas voltas. Mas no final, Musquin assegurou a segunda posição. Tomac, Baggett, Bogle, Cooper Webb, Kyle Cunningham, Darryn Durham, Jeremy Martin e Zach Osborne completaram o top 10 da primeira bateria.

s780_060913highpointblast059

s780_060913highpointblast060

Os pilotos estrangeiros se afirmaram na segunda bateria da categoria 250 em High Point. Musquin fez o holeshot, mas rapidamente Osborne e Roczen já estavam em segundo e terceiro, trazendo os novatos Jeremy Martin e Joey Savatgy com eles.

s780_060913highpointblast061

s780_060913highpointblast062

A dupla européia avançava rapidamente, Musquin abriu uma vantagem na liderança e Roczen ultrapassou Osborne, pegando a segunda posição, o que significou que a disputa pela liderança ficaria entre os colegas de equipe KTM. Roczen andou atrás do para lama de Musquin durante toda a bateria, tentando vários traçados para confundir o francês. Roczen pressionou Musquin ao limite, mas não conseguiu ultrapassa-lo. Musquin segurou forte para garantir sua primeira vitória de bateria da carreira e seu segundo overall consecutivo.

s780_060913highpointblast066

s780_060913highpointblast064

As largadas têm sido um obstáculo para Eli Tomac durante toda a temporada, e High Point provou ser nenhuma expectativa. Outra péssima largada na segunda bateria deixou Tomac de fora do top 10. Ele fez uma corrida de recuperação, quando caiu. Mas ele conseguiu fazer algumas ultrapassagens contra Martin e Savatgy para assegurar a quarta posição, mas perdeu pontos valiosos para Roczen e Musquin. Savatgy segurou Martin e ficou em quinto, seguidos por Anderson, Blake Baggett e Justin Bogle.

s780_060913highpointblast072

s780_060913highpointblast074

Com seus 2º e 1º lugares, Musquin venceu o overall com Roczen em segundo (1-2) e Tomac (3-4) completando o pódio.

Resultado da quarta etapa do AMA Motocross 2013 na categoria 250
1. Marvin Musquin (KTM) 2-1
2. Ken Roczen (KTM) 1-2
3. Eli Tomac (Honda) 3-4
4. Zach Osborne (Honda) 10-3
5. Blake Baggett (Kawasaki) 4-8
6. Justin Bogle (Honda) 5-9
7. Jeremy Martin (Yamaha) 9-6
8. Cooper Webb (Yamaha) 6-11
9. Josehp Savatgy (KTM) 13-5
10. Jason Anderson (Suzuki) 12-7
11. Kyle Cunningham (Yamaha) 7-16
12. Martin Davalos (Kawasaki) 14-10
13. Justin Hill (Kawasaki) 11-13
14. Darryn Durham (Kawasaki) 8-34
15. Blake Wharton (Suzuki) 35-12
16. Kyle Peters (Honda) 16-18
17. Jackson Richardson (Honda) 18-17
18. Cole Seely (Honda) 34-14
19. Dillan Epstein (Kawasaki) 23-15
20. Alex Martin (Yamaha) 15-36
21. Justin Starling (Honda) 17-21
22. Ryan Zimmer (Honda) 20-19
23. Mitchell Oldenburg (Honda) 19-24
24. Brady Kiesel (Yamaha) 37-20
25. Jesse Wentland (KTM) 21-22
26. Levi Kilbarger (Honda) 22-23
27. Matas Inda (Kawasaki) 26-27
28. Daniel Lippman (Suzuki) 25-28
29. Dakota Kessler (Honda) 28-26
30. Daniel Herrlein (Honda) 32-25
31. Sunny Drake (Kawasaki) 30-30
32. Ignacio Pazos (Honda) 31-32
33. Todd Krieg (KTM) 27-35
34. Sean Hackley Jr. (KTM) 24-38
35. Lance Vincent (KTM) 36-29
36. Kyle Bitterman (Honda) 33-33
37. Chad Gores (Honda) 29-40
38. Steve Roman (Suzuki) 39-31
39. Zackery Freeberg (Honda) 40-37
40. Tommy Weeck (Honda) 38-39

Classificação do AMA Motocross 250 2013 após quatro etapas
1. Ken Roczen – 185 pontos (1 vitória)
2. Eli Tomac – 170 (1 vitória)
3. Marvin Musquin – 163 (2 vitórias)
4. Blake Baggett – 141
5. Zach Osborne – 127
6. Jason Anderson – 100
7. Cooper Webb – 90
8. Justin Bogle – 89
9. Jeremy Martin – 88
10. Kyle Cunningham – 81
11. Martin Davalos – 73
12. Joseph Savatgy – 70
13. Justin Hill – 69
14. Blake Wharton – 66
15. Cole Seely – 59
16. Darryn Durham – 39
17. Dillan Epstein – 32
18. Dominic Izzi – 26
19. Alex Martin – 24
20. Jackson Richardson – 19 pontos

Categoria WMX

A categoria WMX voltou à ação para a sua segunda de três etapas, e dessa vez foi a veterana e hexacampeã, Jessica Patterson, que se recuperou com uma vitória de overall (1-1) em sua moto da equipe N-Fab / TiLube / Yamaha. Na primeira bateria, Patterson teve que disputar com Mackenzie Tricker, da equipe Rock River / Yamaha, que liderou durante a maior parte da corrida, enquanto ainda lidava com uma lesão no joelho. Patterson finalmente cansou a concorrente e ultrapassou-a no final da corrida para roubar a liderança e a vitória.

Na segunda bateria, Patterson simplesmente liderou da largada e marcou uma vitória dominante. Mas os pontos do curto campeonato WMX Triple Crown estão misturados, já que Patterson teve uma desistência em uma bateria na abertura em Hangtown e a campeã de Hangtown, Courtney Duncan, ficou de fora de High Point com o punho quebrado. Tudo isso deixa Sayaka Kaneshiro, da Honda, com a liderança dos pontos rumo à última etapa em Southwick, no final do mês.

Resultado da segunda etapa do AMA Motocross 2013 na categoria WMX
1. Jessica Patterson (Yamaha) 1-1
2. Sayaka Kaneshiro (Honda) 2-2
3. Taylor Higgins (Honda) 5-3
4. Sara Pettersson (KTM) 6-4
5. Marissa Markelon (KTM) 7-5
6. Jacqueline Strong (KTM) 4-9
7. Sade Allender (Honda) 9-7
8. Amanda Brown (Honda) 8-8
9. Lindsey Palmer (Kawasaki) 11-6
10. Shelby Rolen (Yamaha) 10-11
11. Mackenzie Tricker (Yamaha) 3-30
12. Chelsea Newbold (Honda) 14-10
13. Kayla Solheid (Kawasaki) 15-12
14. Kaylynn Kotlar (Honda) 12-15
15. April Zastrow (Honda) 13-16
16. Jessie Wharton (Kawasaki) 17-14
17. Sydney Dickson (KTM) 21-13
18. Grace Majkowski (Yamaha) 18-17
19. Abrielle Tardelli (KTM) 19-18
20. Tonya Mantsch (Kawasaki) 16-22
21. Cortney Roewer (KTM) 24-19
22. Jessica Frosch (Kawasaki) 20-24
23. Katelyn Crowley (Honda) 26-20
24. Karina Carrasquillo (Honda) 28-21
25. Shayla Stephens (Honda) 25-23
26. LeeAnn Bange (Yamaha) 23-25
27. Rebecca Wright (Kawasaki) 29-26
28. Kara Groves (Yamaha) 27-27
29. Sonia Williams (Honda) 22-33
30. Cady VanCura (KTM) 30-28
31. Brinsley Dyess (Suzuki) 31-29
32. Shelby Ward (Kawasaki) 33-31
33. Heather Lockwood (Kawasaki) 32-32

Classificação do AMA Motocross WMX 2013 após duas etapas
1. Sayaka Kaneshiro – 86
2. Jessica Patterson – 72 (1 vitória)
3. Taylor Higgins – 72
4. Jacqueline Strong – 61
5. Sara Pettersson – 58
6. Mackenzie Tricker – 55
7. Courtney Duncan – 50 (1 vitória)
8. Amanda Brown – 44
9. Lindsey Palmer – 42
10. Sade Allender – 41
11. Marissa Markelon – 30
12. Alexah Pearson – 29
13. Mariana Balbi – 28
14. Hailey Larson – 23
15. Shelby Rolen – 21
16. Jessie Wharton – 20
17. Brittany Marcotte – 19
18. Chelsea Newbold – 18
19. April Zastrow – 18
20. Shelby Ward – 16 pontos

Calendário do AMA Motocross 2013
Quinta Etapa – 22 de junho – Budds Creek – Maryland
Sexta Etapa – 29 de junho – Moto X 338 – Massachussets
Sétima Etapa – 6 de julho – RedBud – Michigan
Oitava Etapa – 20 de julho – Washougal – Washington
Nona Etapa – 27 de julho – Spring Creek – Minnesota
Décima Etapa – 10 de agosto – Unadilla – New York
Décima Primeira Etapa – 17 de agosto – Miller Motorsports Park – Utah
Décima Segunda Etapa – 24 de agosto – Lake Elsinore – Califórnia

Confira como foram as primeiras etapas do AMA Motocross 2013

Primeira Etapa – 18 de maio – Hangtown – Califórnia
Segunda Etapa – 25 de maio – Thunder Valley – Colorado

Terceira Etapa – 1º de junho – Muddy Creek – Tennessee

 

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly