AMA Motocross 2013 – 5ª Etapa – Budds Creek

Por Mariah Morgado | Fotos por GuyB | 22 de junho de 2013 - 23:32

Depois de um intervalo de uma semana, o AMA Motocross retornou hoje na famosa pista de Budds Creek, não muito longe da capital Washington, DC. O clima perfeito recepcionou as equipes na manhã deste sábado, 22 de junho, e a pista estava preparada perfeitamente, prometendo um ótimo dia de corrida.

O campeonato voltou com Ryan Villopoto, piloto Kawasaki liderando a pontuação da categoria 450, e o piloto da KTM, Ken Roczen, liderando na categoria 250. O colega de equipe de Roczen, Marvin Musquin, venceu as duas últimas etapas e Villopoto venceu a última etapa em High Point.

Dois retornos notáveis ao campeonato foram os do piloto Geico / Honda, Wil Hahn que fez sua primeira corrida desde que lesionou o punho na etapa final do AMA Supercross, e finalmente a sensação dos campeonatos amadores, Adam Cianciarulo fez sua estreia na equipe semi-oficial Monster Energy / Pro Circuit / Kawasaki. Cianciarulo correu com o plate #292 e estava ansioso para voltar a correr depois de ter ficado de fora das quatro primeiras etapas devido a um problema estomacal. Ele se classificou no 12º lugar do overall de hoje. Na categoria 450, o veterano Mike Brown andando de KTM e seu 21º lugar de hoje, provou que ele está na área.

Como foram os treinos em Budds Creek

Como sempre, a segunda sessão de treinos foi a mais rápida para a maioria dos pilotos e na categoria 450 foi James Stewart, da Suzuki, que fez o tempo mais rápido nos treinos, com 1:58.6, que na verdade foi marcado na primeira sessão. Depois vieram Ryan Dungey, da KTM Trey Canard da Honda, Josh Grant da Yamaha, Justin Barcia da Honda, e finalmente Ryan Villopoto.

full_062213stewart_699886

James Stewart

Na categoria 250, foi o piloto da Geico / Honda, Eli Tomac, que fez o tempo mais rápido do dia com Blake Baggett da Pro Circuit / Kawasaki, em segundo e buscando uma recuperação depois de algumas corridas ruins. Os garotos da KTM, Musquin e Roczen, vieram em seguida. Confira abaixo os detalhes das disputas das quatro baterias disputas neste sábado em Budds Creek, no Estado de Maryland, nos Estados Unidos.

full_062213tomac_635999

Eli Tomac

Primeira bateria da categoria 250

Uma enorme multidão lotou as arquibancadas de Budds Creek. A maior parte da atenção estava voltada para a estréia profissional de Adam Cianciarulo e a sensação amadora impressionou a multidão quando quase fez o holeshot na primeira bateria. Cianciarulo foi seguido por Wil Hahn que voltou a ação depois de perder as quatro primeiras etapas com o punho quebrado. Unindo-se a dupla tivemos o vencedor de duas etapas em 2013, Marvin Musquin.

Com duas vitórias de overall consecutivas, Musquin está de volta na disputa pelo campeonato. Ele cimentou ainda mais seu lugar de candidato ao topo quando assumiu a liderança logo no início da corrida. O líder do campeonato, Ken Roczen e seu concorrente mais próximo, Eli Tomac, tiveram problemas na largada.

Musquin não desperdiçou tempo e criou uma vantagem sobre Hahn, Joey Savatgy e Jason Anderson, mas seu caminho livre para a vitória foi interrompido no final da bateria por Roczen e o atual campeão Blake Baggett. Primeiro Baggett cuidou de Roczen, atacando ferozmente por fora antes de assumir a segunda posição quando ultrapassou o alemão descendo o Henry Hill. O ataque de Baggett passou para Musquin, e o piloto da Monster Energy/Pro Circuit Kawasaki  mergulhou por for a depois do triplo descend, assegurando a liderança pela primeira vez na corrida.

full_062213baggett_893028

Blake Baggett

Baggett cruzou a linha pela primeira vez na temporada em primeiro lugar, enquanto na segunda posição Musquin conseguiu segurar os ataques de Roczen. Jason Anderson teve sua melhor bateria da temporada, ficando em quarto lugar. Tomac superou outra péssima largada e ocupou o quinto lugar. Wil Hahn, Kyle Cunningham, Joey Savatgy, Jeremy Martin e Justin Hill completaram o top 10.

Resultados da primeira bateria da categoria 250
1.
Blake Baggett
2. Marvin Musquin
3. Ken Roczen
4. Jason Anderson
5. Eli Tomac
6. Wil Hahn
7. Kyle Cunningham
8. Joey Savatgy
9. Jeremy Martin
10. Justin Hill
11. Cole Seely
12. Cooper Webb
13. Darryn Durham
14. Adam Cianciarulo
15. Blake Wharton
16. Alex Martin
17. Zach Osborne
18. Brady Kiesel
19. Justin Bogle
20. Mitchell Oldenburg

Segunda bateria da categoria 250

Mesmo que a vitória de Blake Baggett na primeira bateria tenha sido perfeita, Eli Tomac a superou na segunda. Porém foi o colega de equipe GEICO Honda de Tomac, Wil Hahn, que levou o holeshote Motorcycle-Superstore.com (o segundo dele do dia). Hahn teve a companhia da dupla da Monster Energy/Pro Circuit Kawasaki, Darryn Durham e Blake Baggett, na frente da bateria.

Durham, que lutou contra lesões pela maior parte da temporada passada, rapidamente roubou a liderança de Hahn (a primeira vez que ele liderou uma corrida desde High Point em 2011). Depois do desempenho quase que impecável na primeira bateria, parecia que Baggett iria ultrapassar Durham e faz uma repetição de seu desempenho na primeira posição. Mas Durham segurou firme, mantendo Baggett à distância pela primeira metade da corrida, usando um traçado suave através das costelas para ajudar a manter a distância.

Com Durham e Baggett trocando socos na frente, Eli Tomac estava avançando pelo pelotão. Depois que outra péssima largada o deixou de fora do top 10, Tomac começou a diminuir seus tempos de volta, que em alguns pontos estavam dois e três segundos mais rápidos do que os líderes. Depois de cortar a liderança de Durham para poucos segundos no final da corrida, Tomac atacou rapidamente, primeiro ultrapassando Baggett e depois se livrando de Durham. Tomac venceu a bateria com Baggett ocupando a segunda posição depois de ultrapassar Durham no final da corrida.

Durham ficou com a terceira posição do pódio, o primeiro pódio de sua carreira. Zach Osborne fez uma ultrapassagem tardia e ficou com a quarta posição. Wil Hahn, Ken Roczen, Marvin Musquin, Justin Bogle, Kyle Cunningham e Justin Hill completaram as posições do top 10.

Resultados da segunda bateria da categoria 250
1.
Eli Tomac
2. Blake Baggett
3. Darryn Durham
4. Zach Osborne
5. Wil Hahn
6. Ken Roczen
7. Marvin Musquin
8. Justin Bogle
9. Kyle Cunningham
10. Justin Hill
11. Jason Anderson
12. Jeremy Martin
13. Cole Seely
14. Blake Wharton
15. Joey Savatgy
16. Dillan Epstein
17. Adam Cianciarulo
18. Kyle Peters
19. Jesse Wentland
20. Ryan Zimmer

Resultados geral da categoria 250 em Budds Creek
1.
Blake Baggett 1-2
2. Eil Tomac 5-1
3. Marvin Musquin 2-7
4. Ken Roczen 3-6
5. Wil Hahn 6-5
6. Jason Anderson 4-11
7. Darryn Durham 13-3
8. Kyle Cunningham 7-9
9. Zach Osborne 17-4
10. Justin Hill 10-10
11. Jeremy Martin 9-12
12. Joey Savatgy 8-15
13. Cole Seely 11-13
14. Justin Bogle 19-8
15. Blake Wharton 15-14
16. Adam Cianciarulo 14-17
17. Cooper Webb 12-26
18. Alex Martin 16-21
19. Dillan Epstein 39-16
20. Kyle Peters 23-18

Classificação do campeonato da categoria 250 após cinco etapas
1.
Ken Roczen – 220 pontos (1 vitória)
2. Eli Tomac – 211 (1 vitória)
3. Marvin Musquin – 199 (2 vitórias)
4. Blake Baggett – 188 (1 vitória)
5. Zach Osborne – 149
6. Jason Anderson – 128
7. Jeremy Martin – 109
8. Kyle Cunningham – 107
9. Justin Bogle – 104
10. Cooper Webb – 99
11. Justin Hill – 91
12. Joey Savatgy – 89
13. Blake Wharton – 79
14. Cole Seely – 77
15. Martin Davalos – 73
16. Darryn Durham – 67
17. Dillan Epstein – 37
18. Wil Hahn – 31
19. Alex Martin – 29
20. Nico Izzi – 26 pontos

Primeira bateria da categoria 450

Ryan Villopoto venceu mais uma bateria, aumentando sua liderança do campeonato, mas houve uns contratempos para dar uma emoção na corrida. Justin Brayton conseguiu assumir a liderança com sua Yamaha na primeira curva, mas não conseguiu segurar a posição por muito tempo porque o especialista em holeshot, Mike Alessi, estava na sua cola. Mesmo com Brayton liderando depois da primeira curva, Alessi conseguiu o holeshot MotorcycleSuperstore.com, cortando Brayton por dentro.

Alessi também não conseguiu manter a liderança por muito tempo. Villopoto assumiu a posição logo na primeira volta. Ryan Dungey não estava muito atrás e rapidamente pegou a segunda posição. O piloto da KTM se aproximou devagar de Villopoto na primeira metade da corrida e conseguiu diminuir a distância cruzando as costelas de duas em duas antes da linha de chegada. A corrida esquentou quando os dois entraram no tráfego. Entretanto, a batalha acabou quando Dungey caiu na mesma sessão de costelas que tinha aproveitado antes.

full_062213dungey_923714

Ryan Dungey

Alessi e Ryan Sipes também tiveram uma batalha pela terceira posição durante a maior parte da corrida. Os dois pilotos andavam muito bem, mas o vento nas velas de Sipes diminuiu no final da bateria. Justin Barcia conseguiu ultrapassar o piloto da Rockstar Energy Racing para ocupar a quarta posição. Alessi segurou a última posição do pódio e Dungey ficou em segundo. Villopoto venceu a bateria por quase um minuto completo.

Resultados da primeira bateria da categoria 450
1.Ryan Villopoto
2.
Ryan Dungey
3. Mike Alessi
4. Justin Barcia
5. Ryan Sipes
6. Trey Canard
7. Justin Brayton
8. Jake Weimer
9. Malcolm Stewart
10. Broc Tickle
11. James Stewart
12. Andrew Short
13. Chad Reed
14. Josh Grant
15. Phil Nicoletti
16. Les Smith
17. Broc Schmelyun
18. Travis Sewell
19. Nick Wey
20.
Mike Brown

Segunda bateria da categoria 450

Mike Alessi faturou outro prêmio do holeshot MotorcycleSuperstore.com na segunda bateria, mas Ryan Dungey conseguiu assumir o comando da liderança logo depois do primeiro salto step-up. O vencedor da primeira bateria, Ryan Villopoto, não ficou muito para trás, mas ficar em décimo não é a posição que você quer estar quando seu concorrente mais forte está na frente, ampliando sua liderança.

James Stewart estava flutuando na décima posição depois da largada. Villopoto e Stewart jogaram por umas duas voltas até que Villopoto acelerou e abandonou Stewart. Villopoto chegou à segunda posição com dez minutos de prova, mas Dungey já tinha aberto uma vantagem de 15 segundos. Villopoto precisava fazer a corrida de sua vida se ele quisesse levar a vitória do overall para casa. Stewart abriu caminho até a quarta posição e então herdou a terceira quando Alessi se enrolou e caiu. Alessi correu sem uma manete de embreagem por algumas voltas antes de desistir.

Então Malcolm Stewart apareceu do nada. Malcolm assumiu a quarta posição e travou no ritmo de seu irmão mais velho. Malcolm deve ter encontrado uma vantagem em algum lugar porque ele encostou em James depois de apenas algumas voltas. Murmúrios começaram na área dos mecânicos quando Malcolm chegou no irmão, mas a batalha entre irmãos nunca aconteceu. James caiu nas costelas antes da linha de chegada. Malcolm correu incontestado para cruzar a linha de chegada na terceira posição (seu melhor resultado na 450 até o momento) enquanto Villopoto ficou em segundo. Dungey venceu a segunda bateria, o que também lhe rendeu sua segunda vitória de overall da temporada.

Resultados da segunda bateria da categoria 450
1.
Ryan Dungey
2. Ryan Villopoto
3. Malcolm Stewart
4. Trey Canard
5. Broc Tickle
6. Phil Nicoletti
7. Justin Brayton
8. Justin Barcia
9. Andrew Short
10. Jake Weimer
11. Josh Grant
12. Chad Reed
13. James Stewart
14. Ben LaMay
15. Vince Friese
16. Fredrik Noren
17. Les Smith
18. Cole Thompson
19. Derek Anderson
20. Broc Schmelyun

Resultados geral da categoria 450 em Budds Creek
1.
Ryan Dungey 2-1
2. Ryan Villopoto 1-2
3. Trey Canard 6-4
4. Malcolm Stewart 9-3
5. Justin Barcia 4-8
6. Justin Brayton 7-7
7. Broc Tickle 10-5
8. Jake Weimer 8-10
9. Phil Nicoletti 15-6
10. Andrew Short 12-9
11. Mike Alessi 3-34
12. James Stewart 11-13
13. Josh Grant 14-11
14. Chad Reed 13-12
15. Ryan Sipes 5-22
16. Les Smith 16-17
17. Ben LaMay 29-14
18. Vince Friese 38-15
19. Broc Schmelyun 17-20
20. Fredrik Noren 22-16

Classificação do campeonato da categoria 450 depois de cinco etapas
1.
Ryan Villopoto – 240 pontos (3 vitórias)
2. Ryan Dungey – 224 (2 vitórias)
3. Justin Barcia – 179
4. Trey Canard – 153
5. Mike Alessi – 136
6. James Stewart – 122
7. Tyla Rattray – 95
8. Ryan Sipes – 95
9. Broc Tickle – 94
10. Jake Weimer – 93
11. Malcolm Stewart – 87
12. Andrew Short – 83
13. Phil Nicoletti – 82
14. Josh Grant – 77
15. Justin Brayton – 65
16. Clement Desalle – 58
17. Chad Reed – 57
18. Kevin Strijbos – 45
19. Weston Peick – 36
20. Dean Wilson – 33 pontos

Calendário do AMA Motocross 2013
Sexta Etapa – 29 de junho – Moto X 338 – Massachussets
Sétima Etapa – 6 de julho – RedBud – Michigan
Oitava Etapa – 20 de julho – Washougal – Washington
Nona Etapa – 27 de julho – Spring Creek – Minnesota
Décima Etapa – 10 de agosto – Unadilla – New York
Décima Primeira Etapa – 17 de agosto – Miller Motorsports Park – Utah
Décima Segunda Etapa – 24 de agosto – Lake Elsinore – Califórnia

Confira como foram as primeiras etapas do AMA Motocross 2013

Primeira Etapa – 18 de maio – Hangtown – Califórnia
Segunda Etapa – 25 de maio – Thunder Valley – Colorado
Terceira Etapa – 1º de junho – Muddy Creek – Tennessee

Quarta Etapa – 8 de junho – High Point – Pensilvânia

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly