AMA Motocross 2013 – 7ª Etapa – RedBud

Por Mariah Morgado | Fotos por GuyB | 07 de julho de 2013 - 21:15

Foi um belo sábado de corrida em RedBud, onde aconteceu a sétima etapa do AMA Motocross 2013. O sábado amanheceu com céu claro e ensolarado e como costuma ser nessa época do ano, estava calor. Red Bud marcou o começo da segunda metade do campeonato e não podia ser em uma pista melhor para os americanos comemorarem o feriado do Dia da Independência.

O piloto KTM, Ryan Dungey, venceu as duas últimas etapas do AMA Motocross na categoria 450 e diminuiu para 12 pontos a diferença para Ryan Villopoto da Kawasaki. Os dois, até o início da etapa de RedBud tinham uma boa vantagem sobre o terceiro colocado no campeonato. A dupla de pilotos Honda, Justin Barcia e Trey Canard, ocupa o terceiro e quarto lugares na pontuação.

Com um novo contrato para os próximos dois anos com a Geico / Honda em mãos, Eli Tomac tentava se aproximar ainda mais de Ken Roczen, líder da categoria 250. Na terceira colocação temos o companheiro de equipe de Roczen, o francês Marvin Musquin, e na quarta colocação o atual campeão Blake Baggett, piloto da Pro Circuit / Kawasaki.

Treinos classificatórios

Tudo ocorre bem durante os treinos. A pista sofreu algumas mudanças e como de costume estava perfeitamente preparada. As categorias 450 e 250 estavam bem afinadas e pareciam preparadas para um ótimo dia na pista.

Como sempre na categoria 450, quase todos os pilotos fizeram seus tempos mais rápidos na primeira sessão de treinos, com exceção de Dungey, e Villopoto liderava o grupo. Ele foi seguido por Justin Barcia da Honda e Josh Grant da Toyota / Yamaha. Grant já venceu em RedBud no passado. Depois deles, vieram Dungey e James Stewart com sua Suzuki.

Na categoria 250, Tomac foi o primeiro classificado. Ele estava três segundos mais rápido do que todos. Jason Anderson teve o seu melhor dia de classificação do ano, ficou em segundo, enquanto Roczen se classificou em terceiro e o piloto da Troy Lee Designs, Cole Seely, teve o seu melhor resultado, ocupando o quarto lugar. Confira como foram as disputas da sétima etapa do AMA Motocross neste sábado, 6 de julho.

s780_070713blast035

O público de RedBud é o mais animado de todo o AMA Motocross

Categoria 450

RedBud trouxe novidades no top 10 da primeira bateria das 450. Novos rostos se destacaram durante a corrida. Josh Grant faturou o holeshot sendo perseguido de perto por Jake Weimer. Andrew Short, Malcolm Stewart, Justin Brayton e Phil Nicoletti também se beneficiaram de uma boa largada. Ryan Dungey e James Stewart estavam logo atrás, enquanto o líder do campeonato, Ryan Villopoto, vinha umas cinco posições atrás deles.

s780_070713blast001

Largada da primeira bateria da categoria 450 em RedBud

s780_070713blast002

Josh Grant, Trey Canard e Ryan Dungey formavam o top 3 depois da primeira volta, mas estava claro que Villopoto estava avançado e que logo se juntaria a eles ou cair tentando. Villopoto estava virando voltas de dois a três segundos mais rápido do que qualquer um dentro da pista. Ele ultrapassou Dungey e Canard na quarta volta e depois passou por Grant na volta seguinte. Mesmo estando na liderança logo no início da corrida, seus tempos de volta continuaram mais baixos do que qualquer piloto até na marca dos 15 minutos.

Grant caiu para quinto depois que Villopoto o passou. Canard também perdeu duas posições depois de ser passado por Dungey e James Stewart, depois perdeu mais umas quando deixou sua moto cair na curva de areia depois do LaRocco’s leap. Stewart alcançou Dungey, mas a briga não emplacou porque a moto de Dungey apagou e ele não conseguiu religá-la. Dungey empurrou a moto para fora da pistas depois de tentar liga-la empurrando e voltou para os pits com uma desistência por problemas mecânicos. Grant estava de volta em posição de pódio.

s780_070713blast003

s780_070713blast005

Uma batalha entre três homens começou no final da corrida longe dos três primeiros. Short liderava Malcolm Stewart, Canard, Weimer e Brayton em uma corrida emocionante até a bandeirada final. Short permaneceu na frente. Justin Barcia subiu, ficando atrás de Stewart e terminou em nono depois de uma corrida de recuperação.

Embora Ryan Villopoto não seja mais surpresa no pódio, mas James Stewart e Josh Grant com certeza foram e ainda ganharam uma dose de confiança com suas segunda e terceira posições nesta bateria.

s780_070713blast006

s780_070713blast009

 

A segunda bateria marcou a primeira vez que James Stewart liderou uma corrida no início desde High Point. Os pilotos da Toyota / Yamaha, Josh Grant e Justin Brayton, seguiram Stewart além da primeira curva. Embora os dois tenham feito uma boa largada, eles tinham os dos Ryans vindo logo atrás e pressionando-os. Dungey tinha dois pilotos separando-o de Villopoto que começou a avançar como na primeira bateria. Ele passou Dungey e Grant. Dungey acelerou o passo e começou a fazer ultrapassagens do mesmo modo que RV fez para ocupar a terceira posição.

s780_070713blast024

Largada da segunda bateria da categoria 450 em RedBud

s780_070713blast025

Stewart, Villopoto e Dungey deixaram os outros para trás e travaram uma corrida entre eles, os rebatedores da pesada, mas será que Stewart ia aguentar a pressão dos Ryans ? RV se aproximou de Bubba. Mas a pista estava desgastada o que reduziu as opções de traçados, permitindo que Stewart bloqueasse Villopoto. Na verdade, RV tentou passar por fora para ultrapassar Stewart, mas os traçados se misturaram e Stewart o forçou para fora da pista, o que deixou o piloto da equipe oficial Suzuki com uma distância favorável do piloto da Kawasaki. De repente, Dungey estava se aproximando de Villopoto.

Villopoto conseguiu se afastar de Dungey e encostou em Stewart, dessa vez conseguindo ultrapassa-lo. Ele alinhou por dentro da longa sessão arenosa de costelas para ultrapassar Bubba na curva seguinte. Aparentemente, Dungey não queria perder Villopoto de vista. Ele ultrapassou Stewart quase na metade da volta. Ele fez um scrub na mesa de chegada ao lado de Stewart e venceu a disputa na curva seguinte.

s780_070713blast026

s780_070713blast031

Parecia que Stewart começava a perder o ritmo na próxima volta, virando voltas com três segundos mais devagar do que os Ryans. Mas na próxima volta ele contra-atacou, marcando uma volta completa com o tempo de um segundo melhor do que Villopoto. Stewart começou a encostar de Dungey novamente, mas o piloto KTM errou na mesma sessão em que teve o problema mecânico na primeira bateria.

s780_070713blast032

s780_070713blast033

A moto e o piloto foram lançados saindo da curva para a direita, sendo que a moto fez um front flip, sem o piloto, resultando em Dungey preso embaixo de sua moto. Ele conseguiu se soltar, jogou os óculos com os quais teve problemas anteriormente, fora e subiu na moto na terceira posição. Se a queda não havia sido suficiente, Justin Barcia começou a tentar ultrapassa-lo. Mas Dungey conseguiu bloquea-lo, terminando na terceira posição atrás de Stewart e Villopoto. Josh Grant terminou a bateria na quinta posição e subiu no terceiro degrau do pódio do geral.

s780_070713blast038

Resultado da sétima etapa do AMA Motocross na categoria 450
1. Ryan Villopoto (Kawasaki) 1-1
2. James Stewart Jr. (Suzuki) 2-2
3. Josh Grant (Yamaha) 3-5
4. Trey Canard (Honda) 5-6
5. Justin Barcia (Honda) 9-4
6. Justin Brayton (Yamaha) 6-8
7. Malcolm Stewart (Honda) 8-7
8. Andrew Short (KTM) 4-12
9. Jake Weimer (Kawasaki) 7-13
10. Broc Tickle (Suzuki) 11-11
11. Ryan Dungey (KTM) 34-3
12. Chad Reed (Honda) 13-10
13. Ryan Sipes (Suzuki) 12-14
14. Les Smith (KTM) 14-15
15. Mike Alessi (Suzuki) 37-9
16. Phil Nicoletti (Yamaha) 10-38
17. Nicholas Wey (Kawasaki) 17-16
18. Ben LaMay (Yamaha) 19-17
19. Mike Brown (KTM) 15-35
20. Cole Thompson (Honda) 16-34
21. Fredrik Noren (Suzuki) 21-18
22. Michael Byrne (KTM) 18-27
23. Evgeny Mikhaylov (KTM) 24-19
24. Heath Harrison (Kawasaki) 20-26
25. AJ Catanzaro (Kawasaki) 35-20
26. Derek Anderson (Kawasaki) 27-21
27. Ronnie Stewart (Suzuki) 25-24
28. Vann Martin (Kawasaki) 28-23
29. Chris Blose (Yamaha) 26-25
30. Joey Peters (Yamaha) 31-22
31. Broc Schmelyun (Kawasaki) 23-29
32. Tucker Hibbert (Honda) 29-32
33. Broc Peterson (Honda) 32-30
34. Robert Lind (Yamaha) 30-33
35. Tommy Hahn (Kawasaki) 22-40
36. Jerry Lorenz (Yamaha) 38-28
37. Jeremy Kress (Honda) 39-31
38. Dustin Pipes (Suzuki) 33-37
39. Austin Howell (Suzuki) 36-36
40. Travis Sewell (Yamaha) 40-39

Classificação do AMA Motocross 450 após sete etapas
1. Ryan Villopoto – 333 pontos (4 vitórias)
2. Ryan Dungey – 291 (3 vitórias)
3. Justin Barcia – 249
4. Trey Canard – 200
5. James Stewart – 184
6. Mike Alessi – 170
7. Andrew Short – 137
8. Broc Tickle – 135
9. Josh Grant – 131
10. Jake Weimer – 131
11. Malcolm Stewart – 127
12. Tyla Rattray – 119
13. Phil Nicoletti – 116
14. Ryan Sipes – 111
15. Justin Brayton – 107
16. Chad Reed – 93
17. Clement Desalle – 58
18. Kevin Strijbos – 45
19. Les Smith – 45
20. Weston Peick – 36 pontos

Categoria 250

Chegando à Red Bud, sete pontos separavam Ken Roczen e Eli Tomac. Depois da vitória no geral em Southwick, Tomac fez uma primeira bateria impecável ontem em Michigan. Seu colega de equipe, Wil Hahn, agora tem quatro holeshots nessa temporada. Ele deixou Tomac para trás e levou o holeshot Motorcycle-Superstore.com da etapa, mas Tomac assumiu a liderança logo no início e os pilotos da KTM, Marvin Musquin e Ken Roczen brigavam com Jeremy Martin, piloto MyPlash / Start Racing / Yamaha, pelas outras três posições do top 5.

s780_070713blast012

Largada da primeira bateria da categoria 250 em RedBud

s780_070713blast013

Martin estava agressivo, acompanhando o ritmo de Musquin. O piloto de Minnesota logo estava em uma posição de pódio, mas depois sucumbiu a emboscada dos dois pilotos da KTM. Com Tomac andando sozinho na frente, os ex-campeões mundiais ficaram sozinhos brigando pela segunda posição. Roczen pressionava Musquin durante a primeira parte, tentando forçar que o francês errasse. Roczen mandou o LaRocco’s Leap e Musquin não conseguiu.

s780_070713blast015

s780_070713blast017

Roczen assumiu a segunda posição e Musquin ficou com a terceira depois de uma tentativa frustrada de Martin. Cole Seely, Cooper Webb, Kyle Cunningham, Blake Baggett, Wil Hahn e Zach Osborne completaram o top 10 da primeira bateria.

O desempenho dominante da primeira bateria deu um impulso extra para Eli Tomac, mas no inicio da segunda, o efeito tinha passado. O piloto Geico / Honda, Zach Osborne, e Jeremy Martin disputaram a liderança com Musquin, Roczen e Tomac vindo logo atrás.

s780_070713blast039

Largada da segunda bateria da categoria 250 em RedBud

s780_070713blast041

Kenny Roczen, Eli Tomac e Marvin Musquin

Roczen foi o primeiro a tentar alguma coisa, ele passou Martin e Osborne e assumiu a liderança. Tomac seguiu seus passos e depois de passar pelo colega de equipe, ele avançou para cima de Roczen. Porém, Tomac cometeu um erro e caiu segundos depois de passar Osborne, deixou os dois pilotos fora do top 10 depois que voltaram a subir nas motos.

Martin e Musquin herdaram as posições dos dois. Martin resistindo aos ataques violentos de Musquin por toda a bateria. O francês caiu duas vezes, fazendo com que ele terminasse em quarto.

s780_070713blast043

s780_070713blast044

Tomac estava cravando tempos de voltas cada vez mais rápidos, cerca de dois segundos, do que os outros, e ele começou a abrir passagem, descartando tudo pelo caminho. Ele assumiu a segunda posição, mas não conseguiu alcançar Roczen que abriu uma vantagem de mais de dez segundos.

s780_070713blast045

s780_070713blast050

Martin subiu no pódio pela primeira vez em sua carreira com Musquin, Osborne, Jason Anderson, Justin Bogle, Kyle Cunningham, Cooper Webb e Blake Baggett completando as dez primeiras posições da bateria.

s780_070713blast052

Pódio da categoria 250 em RedBud

Resultado da sétima etapa do AMA Motocross na categoria 250
1. Ken Roczen (KTM) 2-1
2. Eli Tomac (Honda) 1-2
3. Jeremy Martin (Yamaha) 4-3
4. Marvin Musquin (KTM) 3-4
5. Zach Osborne (Honda) 10-5
6. Kyle Cunningham (Yamaha) 7-8
7. Cooper Webb (Yamaha) 6-9
8. Cole Seely (Honda) 5-11
9. Blake Baggett (Kawasaki) 8-10
10. Justin Bogle (Honda) 12-7
11. Will Hahn (Honda) 9-12
12. Adam Cianciarulo (Kawasaki) 11-15
13. Jason Anderson (Suzuki) 34-6
14. Darryn Durham (Kawasaki) 18-13
15. Jesse Wentland (KTM) 15-16
16. Kyle Peters (Honda) 14-18
17. Brady Kiesel (Yamaha) 13-39
18. Justin Hill (Kawasaki) 40-14
19. Jacob Baumert (Kawasaki) 17-19
20. Mitchell Oldenburg (Honda) 16-24
21. Jackson Richardson (Honda) 21-17
22. Justin Starling (Honda) 19-20
23. Dakota Tedder (Kawasaki) 20-21
24. Jason Brooks (Kawasaki) 23-22
25. Dakota Kessler (Honda) 22-23
26. Ryan Zimmer (Honda) 28-25
27. Johnny Moore (Honda) 27-26
28. Kody Kamm (Honda) 26-27
29. Daniel Herrlein (Honda) 24-28
30. Alex Martin (Yamaha) 25-30
31. Joseph Dalzell (Kawasaki) 29-29
32. Matas Inda (Kawasaki) 31-31
33. James Roberts (Honda) 30-33
34. Justin Freund (Kawasaki) 32-34
35. Roland Beck, Jr (Kawasaki) 36-32
36. Shawn Rhinehart (Suzuki) 33-38
37. Bryce Stewart (Yamaha) 37-35
38. Steve Roman (Suzuki) 35-37
39. Sean Hackley, Jr. (KTM) 39-36
40. James Decotis (Honda) 38-40

Classificação do AMA Motocross 250 após sete etapas
1. Ken Roczen – 312 pontos (2 vitórias)
2. Eli Tomac – 305 (2 vitórias)
3. Marvin Musquin – 260 (2 vitórias)
4. Blake Baggett – 247 (1 vitória)
5. Zach Osborne – 212
6. Jason Anderson – 176
7. Jeremy Martin – 162
8. Kyle Cunningham – 158
9. Justin Bogle – 145
10. Cooper Webb – 140
11. Cole Seely – 130
12. Justin Hill – 116
13. Darryn Durham – 95
14. Joseph Savatgy – 89
15. Blake Wharton – 85
16. Martin Davalos – 73
17. Wil Hahn – 52
18. Adam Cianciarulo – 48
19. Alex Martin – 48
20. Dilan Epstein – 37 pontos

Calendário do AMA Motocross 2013
Oitava Etapa – 20 de julho – Washougal – Washington
Nona Etapa – 27 de julho – Spring Creek – Minnesota
Décima Etapa – 10 de agosto – Unadilla – New York
Décima Primeira Etapa – 17 de agosto – Miller Motorsports Park – Utah
Décima Segunda Etapa – 24 de agosto – Lake Elsinore – Califórnia

Confira como foram as primeiras etapas do AMA Motocross 2013

Primeira Etapa – 18 de maio – Hangtown – Califórnia
Segunda Etapa – 25 de maio – Thunder Valley – Colorado
Terceira Etapa – 1º de junho – Muddy Creek – Tennessee
Quarta Etapa – 8 de junho – High Point – Pensilvânia

Quinta Etapa – 22 de junho – Budds Creek – Maryland
Sexta Etapa – 29 de junho – Moto X 338 – Massachussets

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly