Resultados treinos do Mundial de MX neste sábado

Por Mariah Morgado | Fotos por Divulgação | 07 de julho de 2013 - 7:38

Os treinos e as corridas classificatórias das categorias MX1 e MX2 abriram o primeiro dia do GP da Letônia na pista de Zelta Zirgs. Na MX1 Ken De Dycker se classificou em primeiro lugar pela segunda vez na temporada, ficando na frente de Antonio Cairoli e Gautier Paulin. Na MX2 foi Jeffrey Herlings que dominou a corrida, seguido de Jordi Tixier e Glenn Coldenhoff.

Os pilotos dos campeonatos europeus EMX125 e EMX250 entraram na pista para as semifinais. As motos da EMX125 entraram na pista e foi Pauls Jonass, piloto da Wilvo Nestaan JM Racing KTM, que dominou mais uma vez desde o holeshot até a linha de chegada. Calvin Vlaanderen e Frederik van Der Vlist ocuparam a segunda e terceira posições, respectivamente.  Depois foi a vez do grupo da EMX250 roubar a cena com uma linda disputa entre Jeremy Seewer, Klein Kromhof e Brent Van Doninck pela liderança. No final foi Seewer que levou a melhor, deixando Kromhof e Van Doninck em segundo e terceiro. Confira abaixo como foram as disputas das classificatórias do Mundial de Motocross realizadas neste sábado, 6 de julho.

Categoria MX1

O piloto KTM Factory Racing, Ken De Dycker #9, obteve sua segunda classificação em primeiro lugar nessa temporada quando cruzou a linha de chegada à frente do colega de equipe, Antonio Cairoli #222 que quase ultrapassou o belga na última volta. De Dycker chegou na primeira curva em oitavo, mas conseguiu manter um bom ritmo e assumiu a liderança quando faltava um minuto e duas voltas para terminar a corrida classificatória.

 

De-Dycker-gallery

A corrida classificatória já tinha passado pelas primeiras curvas e o líder do campeonato Antonio Cairoli estava na sétima posição, mas ele melhorou o ritmo e restando quatro voltas para terminar, ele alcançou Gautier Paulin e Ken De Dycker que disputavam a liderança. Assim que seu colega de equipe ultrapassou o piloto francês, o italiano avançou para cima de Paulin e o ultrapassou faltando duas voltas para o final. Cairoli também tentou ultrapassar o belga, mas acabou que não conseguiu e foi De Dycker que cruzou a linha de chegada.

CairoliSat_MXGP_11_LV_2013

A terceira posição foi de Gautier Paulin, piloto Kawasaki Racing, que fez o holeshot e liderou o início da corrida. O piloto francês viu De Dycker avançando rapidamente e depois Cairoli, então preferiu não arrisca e perdeu duas posições. Paulin está confiante para a corrida de hoje e espera voltar a subir no pódio depois de ter ficado de fora na Suécia.

Jeremy Van Horebeek era o quinto depois da primeira curva e conseguiu passar para terceiro ainda na primeira volta. Entretanto, o belga errou quando tentou ultrapassar Evgeny Bobryshev e perdeu três posições. Van Horebeek conseguiu se recuperar rapidamente e graças a sua velocidade acabou ficando em quarto lugar, na frente de seu compatriota, Clement Desalle.

O tempo mais rápido no treino pré-classificatório foi do piloto Suzuki World, Clement Desalle, porém ele teve dificuldades na corrida classificatória. O belga era o quarto depois da largada, mas não conseguiu manter um ritmo bom para manter a posição ou fazer uma ultrapassagem. Desalle terminou a corrida em quinto e ele espera se sentir melhor dentro da pista nas corridas principais.

O outro piloto da Suzuki World, Kevin Strijbos, estava em 12º depois da primeira curva, mas por ter mais uma vez uma velocidade muito boa, ele terminou em sexto. No ano passado Strijbos subiu no pódio em Kegums, por isso ele espera se sair bem nas corridas principais.

Evgeny Bobryshev, que tem enfrentado muitas dores em sua perna esquerda, conseguiu largar na frente e andou em segundo durante a primeira metade da corrida. O russo não conseguiu manter o ritmo e acabou cruzando a linha de chegada em sétimo, sendo seguido pelo português Rui Gonçalves que retornou ao campeonato nesse fim de semana depois de passar por uma cirurgia no joelho direito antes de Uddevalla.

Max Nagl chegou à primeira curva por último porque ele foi obrigado a desligar a moto quando ele queimou a largada. Entretanto, o alemão impôs um ritmo incrível e abriu passagem até o nono lugar.

O segundo melhor tempo dos treinos pré-classificatórios pertenceu a Tommy Searle que depois largou com o grupo da dianteira na corrida classificatória. Porém, o piloto britânico atropelou Steven Frossard e os dois caíram logo no início da corrida. Searle conseguiu subir novamente em sua Kawasaki para terminar em décimo, mas Frossard foi obrigado a se retirar depois de deslocar um dos dedos.

O piloto da casa, Matiss Karro, admitiu que está muito animado por estar correndo em seu país e que espera dar para seus conterrâneos um bom resultado nas corridas principais. O piloto letoniano se classificou na 17ª posição e seus compatriotas, Augusts Justs e Davis Ivanovs ficaram em 19º e 20º colocados, respectivamente.

10 primeiros colocados na Corrida Classificatória da MX1
1. Ken de Dycker (KTM)
2. Antonio Cairoli (KTM)
3. Gautier Paulin (Kawasaki)
4. Jeremy van Horebeek (Kawasaki)
5. Clement Desalle (Suzuki)
6. Kevin Strijbos (Suzuki)
7. Evgeny Bobryshev (Honda)
8. Rui Goncalves (KTM)
9. Maximilian Nagl (Honda)
10. Tommy Searle (Kawasaki)


Categoria MX2

Jeffrey Herlings #84 da KTM Factory Racing não fez o holeshot do dia, mas depois de duas voltas ele conseguiu ultrapassar José Butrón #17 e logo abriu uma vantagem sobre o restante dos pilotos. O holandês cruzou a linha de chegada com 16 segundos na frente de Jordi Tixier e está determinado a vencer as duas corridas principais e somar mais uma vitória de geral em seu currículo.

ButronSat_MXGP_11_LV_2013

O outro piloto KTM Factory Racing, Jordi Tixier #911, já era o segundo depois da largada, mas Herlings o ultrapassou nas primeiras curvas. Entretanto, uma vez que o piloto holandês ultrapassou Butrón, o francês conseguiu ultrapassar o espanhol e abriu uma vantagem confortável na segunda posição. Tixier fez uma corrida consistente até a bandeira quadriculada e ele está ansioso para obter duas largadas boas amanhã para tentar subir no pódio mais uma vez.

TixierSat_MXGP_11_LV_2013

Glenn Coldenhoff voltou a andar com os pilotos da dianteira e obteve a terceira posição na classificatória. O holandês largou em quarto, logo atrás de Herlings, e depois de quatro voltas conseguiu ultrapassar Butrón e manteve a terceira posição até o final da corrida.

Christophe Charlier, da Yamaha, fez o quarto melhor tempo no treino pré-classificatório e também na corrida classificatória. O piloto francês largou em nono, mas passou para a quinta posição rapidamente. Ele admitiu que não queria desperdiçar muita energia porque as corridas principais são muito importantes para ele tentar subir para a terceira posição do campeonato. Entretanto, no final da corrida Charlier conseguiu ultrapassar Alexandr Tonkov e acabou ficando com a quarta posição.

O piloto J-Tech ESTA Motorsports, Alexandr Tonkov, largou bem e brigou pela quinta e sexta posição com Charlier e Ferris por quase toda a corrida. O russo estava em sétimo logo atrás de Dean Ferris quando o australiano saiu da corrida por causa de um problema mecânico, então Tonkov passou para o sexto lugar. Restando duas voltas, o piloto Honda conseguiu ultrapassar Butrón e cruzou a linha de chegada em quinto.

José Butrón fez outra bela largada ontem e depois de fazer o holeshot, ele liderou as duas primeiras voltas. Porém, o piloto espanhol não conseguiu acompanhar o ritmo do grupo da frente e acabou cometendo um erro quando restavam duas voltas para acabar a classificatória e ficou em sexto lugar. Ele foi seguido por Alessandro Lupino, Jake Nicholls, Stefan Olsen e Petar Petrov que completaram os dez primeiros colocados da categoria.

Roberts Justs foi o melhor piloto letoniano na classificatória da MX2. Ele ficou com o 16º lugar.

10 primeiros colocados na Corrida Classificatória da MX2
1. Jeffrey Herlings (KTM)
2. Jordi Tixier (KTM)
3. Glenn Coldenhoff (KTM)
4. Christophe Charlier (Yamaha)
5. Aleksandr Tonkov (Honda)
6. Jose Butron (KTM)
7. Alessandro Lupino (Kawasaki
8. Jake Nicholls (KTM)
9. Stefan Kjer Olsen (Honda)
10. Petar Petrov (Yamaha)

MXGP da Letônia – Curiosidades
Tamanho do circuito: 1.540 metros
Tipo de solo: areia

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly