Charlier renova com a equipe Monster / Yamaha

Por Mariah Morgado | Foto por Divulgação | 14 de julho de 2013 - 7:48

O piloto da equipe oficial Monster Energy / Yamaha da categoria MX2, Christophe Charlier, renovou seu contrato com a equipe para continuar com sua YZ250F na temporada de 2014 do campeonato Mundial de Motocross. O jovem francês, que em breve fará 22 anos, é um dos dois pilotos que venceram o número um do mundo, Jeffrey Herlings, nas dez etapas da temporada 2013 até o momento.

A renovação garante a permanência de Charlier como um dos pilotos da equipe na categoria MX2 no ano que vem, já que ele vai testar e ajudar a melhorar o novo modelo da YZ250F. O modelo 2014 possuiu o design de motor mais evoluído da Yamaha e com o cano de descarga no formato de “cobra” derivado da YZ450F da categoria MX1, aproximando todos os modelos YZ das motos de Motocross, com um pacote mais competitivo e formidável.

Charlier teve uma carreira brilhante na temporada de 2009 do campeonato europeu onde venceu 17 das 28 baterias. Passou por momentos de aprendizado no campeonato mundial que teve momentos de destaque em alto nível. Porém foi quando se uniu a equipe da fábrica com a operação liderava pela Michele Rinaldi em 2012 que seu verdadeiro potencial começou a aparecer. O primeiro pódio veio na lama do Brasil e desde então ele ganhou mais troféus (França e Suécia) e teve uma vitória de bateria nesta temporada. Charlier é o atual quarto colocado na classificação da MX2 com 31 pontos atrás de José Butrón e está buscando seu objetivo de ficar entre os três primeiros da temporada 2013.

1307130842

“Eu andei a minha carreira inteira com a Yamaha. Então para mim é fantástico poder continuar por mais um ano,  principalmente com essa equipe porque eu me sinto muito bem em fazer parte dela,” disse Charlier. “Tem sido ótimo andar com a moto de fábrica, mas agora estou ansioso em trabalhar com o novo modelo e tenho certeza que será mais um degrau avançado.”

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly