Prováveis Times para o MX das Nações 2013

Por Mariah Morgado | Fotos por Divulgação | 26 de julho de 2013 - 7:34

Com as recentes declarações a imprensa de que Marvin Musquin estava fora da equipe francesa do Motocross das Nações e também com as notícias de que Matt Moss não vai representar seu país por falta de fundos, todos os olhos se voltam para a internet para ver o próximo acontecimento na maior corrida de Motocross da temporada.

Restando dois meses para o Motocross das Nações, que acontecerá na Alemanha, muitas equipes ainda estão fazendo as nomeações dos pilotos.

Se os rumores de que Musquin pediu para correr na 450 e foi negado são de verdade, então deixem o cara correr na 250. Caramba, ele está perto de ser o melhor piloto do mundo na categoria 250, tem dois títulos mundiais, terminou em segundo e primeiro na última vez que correu no circuito de Teutschenthal e pertence a este evento.

Não ter o nome de Musquin no MX das Nações tira algo mais do evento. É claro que também falaram que a equipe francesa não teve orçamento para levar Musquin para a Europa. Totalmente compreensível, mas com certeza um patrocinador iria aparecer e cobrir aquele dinheiro ou até mesmo ter uma competição para aumentar os fundos por via dos fãs. Todos teriam colaborado. Queremos Musquin neste evento !!!

E falando sobre a situação de Matt Moss ter que pagar suas próprias refeições quando ele representou a equipe a dois anos atrás. Isso parece desestimulante, mas por outro lado se você tivesse a chance de correr pelo seu país, ter que pagar sua comida não lhe impediria. É fácil dizer como um fã, mas a lógica diz que se você quiser correr por seu país então corra o risco. Tenho certeza que Dean Ferris não negaria por causa de duzentos euros que sairão de seu próprio bolso.

Segue abaixo algumas formações de equipes, sendo que esta relação não é oficial, mas que deverá ficar dentro destes nomes, isto é praticamente certo. E aí você vai perguntar, e a seleção do Brasil ? Ora meu amigo, nós estamos no Brasil, e aqui a organização é um item que pouco entra nas pautas da entidade maior do motociclismo esportivo do Brasil. Até agora nada foi divulgado oficialmente se o Brasil terá, ou não, um time no Motocross das Nações 2013.

2013

Team Estados Unidos
A equipe mais importante da competição e com frequência a mais forte, deve ter Ryan Villopoto, Ryan Dungey e Eli Tomac. Mas que equipe é essa hein ? Eles podem até ser os dois melhores pilotos do mundo da 450 e o melhor piloto da 250 em 2013. É claro que Cairoli, Herlings e Roczen também podem ser, mas o tempo dirá quando setembro chegar.

dungey

Ryan ‘RD’ Dungey

Team Alemanha
Ken Roczen, Max Nagl e é claro que Marcus Schiffer. Não podem escolher outros, porque não existe ninguém mais. E essa equipe merece defender sua coroa na pista de sua casa.

Team Itália
Se David Philippaerts puder encontra sua antiga forma (e ele costuma encontrar no MXoN) e Alessandro Lupino puder aproveitar o máximo o fato de ser um piloto de fábrica, então Antonio Cairoli pode final ver os dois vencendo o evento ou subindo no pódio. Uma equipe de pontos de interrogação, mas tenham certeza de que Cairoli vai tentar o geral da MX1.

cairoli

Antonio ‘Tony’ Cairoli

Team França
Seria Marvin Musquin, Gautier Paulin e Jordi Tixier. Se Musquin não quiser correr na s 450, então coloquem Tixier na 350. De qualquer jeito, parece uma equipe melhor do que Paulin, Tixier e Charlier. Xavier Boog também era uma possibilidade.

Paulin-sand-2013-mx

Gautier Paulin

Team Austrália
Chad Reed, Brett Metcalfe e Dean Ferris. Esses três fizeram as milhas internacionais e merecem estar na mesma equipe. É claro que Reed terá que encontrar um pouco de forma, mas Metcalfe e Ferris são rapazes de Top 5 se eles andarem com todo seu potencial. Se Reed estiver de fora, então talvez coloquem Todd Waters em seu lugar.

Team Grã Bretanha
Sabemos que não vai acontecer provavelmente, mas Dean Wilson, Tommy Searle e Jake Nicholls são uma chance no pódio. Será que a equipe britânica vai colocar Wilson ou deixa-lo de fora de novo ? De novo, se for orçamento, peçam aos fãs ou a patrocinadores.

Team Bélgica
Uau, essa equipe ter muitos pilotos bons para escolher, e com a regra de abaixo dos 23 em andamento, ela abre as portas para Roelants ou Van Horebeek para correr na categoria 250, ou até mesmo Strijbos. Nossa equipe seria Desalle, De Dycker e Strijbos.

desalle1

Clement Desalle

Team Holanda
As chances de pódio serão de Jeffrey Herlings e Glenn Coldenhoff. Então temos Coldenhoff, Herlings e agora temos uma briga entre Marc De Reuver, Herjan Brakke ou talvez o piloto da MX3, Mike Kras ? De Reuver tem a nossa aprovação, ele andou bem em Teutchenthal, embora tenha sidoa há muito tempo. Que venha Marc De Reuver !!!

E finalmente, mas não por último, o Team Porto Rico. Todo ano eles escolhem uma equipe de pilotos americanos. Que tal se esse ano eles escolherem James Stewart, Justin Barcia e Blake Baggett ? Vai ser uma mudança de orçamento para os pilotos americanos, mas não será ótimo para o evento ver uma equipe B dos Estados Unidos ? Sabemos que eles brigariam com a equipe A, mas é algo que adoraríamos ver pelo menos uma vez. Sabemos que os fãs ou patrocinadores conseguiriam o orçamento se pedirem. Porto Rico que é denominado como um território americano. Que venha Porto Rico, e que seja séria em 2013 !!!

Vídeo da prévia do Motocross das Nações 2013

Imagem de Amostra do You Tube

 

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly