Mundial de Motocross 2013 – 13ª Etapa – Alemanha

Por Mariah Morgado | Fotos por Divulgação | 29 de julho de 2013 - 18:41

A pista de Lausitzring, localizada a poucos quilômetros de Berlin, esquentou no domingo com as temperaturas elevadas, com as corridas principais e com a torcida das 16.000 pessoas que compareceram ai primeiro Grand Prix no Circus Maximus. Como esperado o show ficou a cargo de Antonio Cairoli e Jeffrey Herlings que deram mais uma vitória no geral para a KTM. Clement Desalle e Ken De Dycker completaram o pódio da MX1 e Jordi Tixier e Glenn Coldenhoff subiram no pódio da MX2 neste domingo, 28 de julho.

Gautier Paulin caiu no início da primeira corrida enquanto liderava e teve que ser levado ao hospital porque sofreu uma concussão grande. O piloto francês está bem, mas ia passar a noite no hospital local perto da pista. Paulin viaja hoje para a França para fazer mais exames e pode ficar de fora do GP do próximo final de semana.

Imagem de Amostra do You Tube

A corrida final da quarta etapa do campeonato Europeu EMX125 também esquentou o domingo e Pauls Jonass venceu seguido por Calvin Vlaanderen e Anton Lundgren. A primeira etapa do campeonato EMX150 também entrou na pista e o britânico Mitchell Lewis se tornou o primeiro líder do campeonato depois de vencer a etapa, seguido pelos italianoz Alberto Forato e Filippo Grigoletto.

Categoria MX1
Antonio Cairoli se sentiu bem durante todo o final de semana e admitiu que foi por finalmente ter conseguido fazer um treino físico antes do GP. O italiano da KTM Factory Racing achou a pista muito técnica e mesmo que não tenha conseguido alcançar Clement Desalle na primeira corrida e ficou em segundo, ele fez o Holeshot e liderou a segunda bateria até a bandeira quadriculada. No final do evento, Cairoli explicou que gosta muito de correr em circuitos excepcionais como o de Lausitzring e que acredita que o campeonato Mundial de Motocross precisa seguir essa direção.

mx11

Largada da categoria MX1 no GP da Alemanha

Clement Desalle terminou empatado com Cairoli nos pontos, mas as suas primeira e segunda posições lhe renderam o segundo degrau do pódio. O piloto belga explicou que a largada da primeira corrida não foi muito boa, mas que encontrou rapidamente um ritmo bom para assumir a liderança e abrir distância sobre os outros pilotos. Desalle errou muito durante a corrida, mas conseguiu se manter sobre as duas rodas e vencer. Na segunda, ele brigou com Tommy Searle por duas voltas pela segunda posição, mas Desalle conseguiu passar o piloto britânico e se distanciar dele, perseguindo Cairoli. O piloto da Suzuki não conseguiu alcançar o italiano e cruzou a linha de chegada em segundo e agora é o segundo colocado na classificação do campeonato com 108 pontos atrás de Cairoli.

A terceira posição no geral ficou com Ken De Dycker depois de terminar em quarto e terceiro nas corridas de domingo. O piloto KTM Factory Racing admitiu que teve muitos problemas com o calor, mas que no final conseguiu dois bons resultados e subir no pódio. O belga gostou de correr na pista belga, mas explicou que se não estivesse tão quente, ele teria se saído muito melhor. De Dycker agora é o terceiro colocado na classificação.

Quem ficou um pouco decepcionado no domingo foi Tommy Searle. O britânico da Kawasaki / Pro Circuit ficou de fora do pódio depois de empatar com De Dycker com 38 pontos. Searle ficou em terceiro na primeira corrida, mas terminou em quarto na segunda corrida do dia. Ele estava em segundo quando foi passado por Desalle, os dois trocaram a posição várias vezes, mas Searle não conseguiu acompanhar e caiu para a quarta posição.

1307282235Cairoli_MXGP_13_D_2013

Antonio Cairoli

Kevin Strijbos mais uma vez teve dificuldades com suas largadas, mas conseguiu fazer duas recuperações incríveis com sua Suzuki. O belga terminou em quinto nas duas corridas, mas na primeira largou em sétimo e em 13º na segunda. Kevin Strijbos é o quinto colocado no campeonato com 22 pontos na frente de Searle.

David Philippaerts teve seu o melhor resultado da temporada, sexto lugar no geral. Na primeira corrida o italiano ficou preso atrás de Karro e Guarneri quando seu compatriota caiu e o piloto Honda estava em 19º. Porém, Philippaerts conseguiu recuperar o ritmo e cruzou a linha de chegada em oitavo colocado. Na segunda, ele largou em quinto e fez o melhor para segurar a posição, mas acabou cruzando a chegada em sexto.

Joel Roelants também se saiu bem e terminou em sétimo no geral graças a seus sexto e nono lugares e seu compatriota Jeremy Van Horebeek ficou em oitavo. Milko Potisek completou seu objetivo para o final de semana e terminou em nono, seguido por Matiss Karro.

O piloto da casa, Max Nagl, ainda está com uns problemas no estômago e a temperatura elevada não ajudou o alemão a se sair bem diante de seus conterrâneos. Nagl ficou em 12º nas duas corridas e terminou o Grand Prix em 14º.

Rui Gonçalves faturou o Holeshot na primeira corrida, mas infelizmente caiu enquanto estava na quinta posição. O piloto português foi forçado a se retirar depois que bateu forte a cabeça no acidente e como estava sendo examinado com mais cuidado, não participou da segunda corrida.

Resultado da primeira bateria da categoria MX1
1. Clement Desalle (Suzuki)
2, Antonio Cairoli (KTM)
3. Tommy Searle (Kawasaki)
4. Ken De Dycker (KTM)
5. Kevin Strijbos (Suzuki)
6. Joel Roelants (Yamaha)
7. Jeremy Van Horebeek (Kawasaki)
8. David Philippaerts (Honda)
9. Evegney Bobryshev (Honda)
10. Milko Potisek (Yamaha)

Resultado da segunda bateria da categoria MX1
1.Antonio Cairoli (KTM)
2.Clement Desalle (Suzuki)
3.  Ken De Dycker (KTM)
4.Tommy Searle (Kawasaki)
5.Kevin Strijbos (Suzuki)
6.David Philippaerts (Honda)
7.Matiss Karro (KTM)
8.Herjan Brakke (Yamaha)
9.Joel Roelants (Yamaha)
10.Shaun Simpson (Yamaha)

Resultado final da categoria MX1 no GP da Alemanha
1.Antonio Cairoli (KTM)
2.Clement Desalle (Suzuki)
3.Ken De Dycker (KTM)
4.Tommy Searle (Kawasaki)
5.Kevin Strijbos (Suzuki)
6.David Philippaerts (Honda)
7.Joel Roelants (Yamaha)
8.Jeremy Van Horebeek (Kawasaki)
9.Milko Potisek (Yamaha)
10.Matiss Karro (KTM)

Classificação do campeonato Mundial na MX1 após treze etapas
1. Antonio Cairoli – 611 pontos
2. Clement Desalle – 503
3. Ken de Dycker – 479
4. Gautier Paulin – 465
5. Kevin Strijbos – 397
6. Tommy Searle – 375
7. Jeremy Van Horebeek – 327
8. Maximilian Nagl – 314
9. Rui Gonçalves – 230
10. David Philippaerts – 219 pontos

Campeonato de Fabricantes na categoria MX1
1.KTM – 623 pontos
2.Suzuki – 531
3.Kawasaki – 512
4.Honda – 392s
5.TM – 174 pontos

 

Categoria MX2
Jeffrey Herlings teve um final de semana perfeito em Lausitzring depois de dominar as classificatórias no sábado e vencendo as duas corridas no domingo. O dono do plate vermelho não fez o Holeshot em nenhuma das corridas, mas nas duas corridas assumiu a liderança rapidamente e cruzou a linha de chegada com uma vantagem confortável sobre o segundo colocado. No próximo final de semana, o piloto KTM Factory Racing terá a primeira chance de ser proclamado campeão mundial e ele já está ansioso para correr em Loket, na República Tcheca.

1307281712mx2LAUSITX

Largada da categoria MX2 no GP da Alemanha

Não foi um fim de semana fácil para Jordi Tixier que sempre sofre de dor de estômago quando está muito quente, mas no final ele ficou muito satisfeito porque conseguiu o segundo lugar no geral. Na primeira corrida, o piloto da KTM Factory Racing largou em quinto e depois de cinco voltas, ele ultrapassou José Butrón e manteve um bom ritmo até o final. Dean Ferris, que estava na frente do francês, caiu quando faltavam três voltas para o final e Tixier ocupou sua terceira posição. Tixier fez o Holeshot na segunda corrida e liderou por quatro voltas, mas teve que desacelerar porque estava errando muito e estava se arriscando muito. Tixier cruzou a linha de chegada em segundo e acabou no segundo degrau do pódio do Grand Prix.

O piloto da Standing Construct KTM, Glenn Coldenhoff, estava visivelmente emocionado quando cruzou a linha chegada e percebeu que era o terceiro no geral e que tinha acabado de obter o primeiro pódio de sua carreira na categoria MX2 do Campeonato Mundial. O holandês se esforçou ao máximo nas duas corridas e no final da segunda, ele mal conseguia ficar em pé. Coldenhoff ficou em terceiro na primeira corrida e na segunda teve que brigar duro com Max Anstie para manter a terceira posição até a bandeira quadriculada.

José Butrón admitiu que foi um final de semana difícil para ele, mas ele estava satisfeito com sua quarta posição no geral. Na primeira corrida, o piloto espanhol da KTM Silver Action largou em terceiro, mas teve problemas e acabou cruzando a linha de chegada em sexto. Butrón voltou para a segunda corrida determinado a se esforçar e depois de uma largada ruim na 12ª posição, ele se recuperou incrivelmente e terminou em quarto.

Max Anstie, da Suzuki, teve um dos melhores finais de semana da temporada, terminando em quinto no geral. O piloto britânico não teve uma boa largada na primeira corrida, mas conseguiu sair da 13ª posição para a 4ª. Depois da largada da segunda corrida, Anstie era o quinto colocado e na segunda metade ele trocou de posição com Glenn Coldenhoff que estava em terceiro. Anstie errou e acabou perdendo posições e terminou a corrida na nona posição. O quarto lugar do final de semana dá uma motivação extra para enfrentar os próximos finais de semana e tentar subir no pódio.

herlings-germ-2013

Jeffrey Herlings

Dean Ferris não teve muita sorte mesmo correndo muito bem nas duas corridas. Na primeira, o piloto australiano largou em segundo e no final da corrida foi ultrapassado por Christophe Charlier. Depois de quatro voltas, Ferris caiu e só conseguiu cruzar a linha de chegada na nona posição. Ferris largou em décimo na segunda corrida, mas conseguiu encontrar um bom ritmo e cruzou a linha de chegada em quinto o que lhe rendeu o sexto lugar no Grand Prix.

Jake Nicholls ficou em oitavo nas duas corridas e terminou o Grand Prix em sétimo, seguido por Christophe Charlier que fez uma excelente prova na primeira corrida e terminou na segunda posição, mas ele caiu na segunda corrida e sua Yamaha apresentou um problema que o obrigou a se retirar da corrida.

Mel Pocock faturou o Holeshot na primeira corrida, mas caiu ainda na primeira volta e cruzou a linha de chegada em 16º. O piloto britânico ficou em sexto lugar na segunda corrida o que lhe rendeu a nona posição do GP, ficando na frente de Harri Kullas.

Resultado da primeira bateria da categoria MX2
1. Jeffrey Herlings (KTM)
2. Christophe Charlier (Yamaha
3. Jordi Tixier (KTM
4. Max Anstie (Suzuki)
5. Glenn Coldenhoff (KTM)
6. José Butrón (KTM)
7. Dylan Ferrandis (Kawasaki)
8. Jake Nicholls (KTM)
9. Dean Ferris (Yamaha)
10. Petar Petrov (Yamaha)

Resultado da segunda bateria da categoria MX2
1. Jeffrey Herlings (KTM)
2. Jordi Tixier (KTM)
3. Glenn Coldenhoff (KTM)
4. José Butrón (KTM)
5. Dean Ferris (Yamaha)
6. Mel Pocock (Yamaha)
7. Romain Febvre (KTM)
8. Jake Nicholls (KTM)
9. Max Anstie (Suzuki)
10. Tim Gajser (KTM)

Resultado final da categoria MX2 no GP da Alemanha
1. Jeffrey Herlings (KTM)
2. Jordi Tixier (KTM)
3. Glenn Coldenhoff (KTM)
4. José Butrón (KTM)
5. Max Anstie (Suzuki)
6. Dean Ferris (Yamaha)
7. Jake Nicholls (KTM)
8. Christophe Charlier (Yamaha)
9. Mel Pocock (Yamaha)
10. Harri Kullas (KTM)

Classificação do campeonato Mundial MX2 após treze etapas
1. Jeffrey Herlings (KTM) – 642 pontos
2. Jordi Tixier (KTM) – 483
3. Jose Butrón (KTM) – 416
4. Christophe Charlier (Yamaha) – 365
5. Glenn Coldenhoff (KTM) – 362
6. Dean Ferris (Yamaha) – 341
7. Jake Nicholls (KTM) – 318
8. Max Anstie (Suzuki) – 282
9. Alessandro Lupino (Kawasaki) – 259
10. Petar Petrov (Yamaha) – 238 pontos

Campeonato de fabricantes da categoria MX2
1. KTM – 647 pontos
2. Yamaha – 466
3. Kawasaki – 365
4. Suzuki – 306
5. Honda – 267
6. TM – 57
7. Husqvarna – 1 ponto

MXGP DA ALEMANHA – CURIOSIDADES
Tamanho do circuito: 1.500 metros
Tipo de solo: Areia
Temperatura: 37° C
Condições climáticas: Ensolarado
Público presente: 16.000

PRÓXIMO GP
Depois do sucesso grandioso do evento na nova pista, o Campeonato Mundial viaja para a tradicional pista de Loket na República Tcheca para o 14º Grand Prix da temporada 2013. A sexta etapa do campeonato Europeu EMX250 e a quinta etapa do campeonato EMX125 também acontecerão no mesmo final de semana em Loket.

 

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly