Azar da equipe Ice1 / KTM no Mundial de MX

Por Mariah Morgado | Foto por Divulgação | 01 de agosto de 2013 - 21:18

Depois da notícia que o piloto português Rui Gonçalves estará de molho por duas semanas, a Ice1 Racing / KTM anunciou que o piloto francês Xavier Boog não vai correr o restante da temporada 2013 do campeonato Mundial de Motocross na categoria MX1.

Parece que o GP na casa da equipe Ice1 Racing não trouxe muita sorte para a equipe finlandesa, de propriedade do piloto da Fórmula 1, Kimi Haikonnen. Xavier Boog se lesionou durante uma queda no GP da Finlândia e foi forçado a perder o restante da temporada. Nessa semana foram realizados exames mais profundos que revelaram lesão em dois ligamentos de seu joelho direito e ele precisa descansar por seis semanas.

A demora na realização dos exames se deu por conta do inchaço do joelho lesionado na corrida classificatória em Hyvinkää, o inchaço prejudica a obtenção das imagens pelos exames. Xavier visitou o médico Sonnery Cottet em Lion, na França, e deixou a clínica Paul Santy com um brace no joelho. Ele tem que ficar com o brace pelas próximas seis semanas e por isso não vai poder correr mais nessa temporada.

“É claro que estou muito desapontado por perder o restante da temporada e por não poder mais andar com a minha Ice1 KTM 450. Mas eu não estou muito surpreso com a decisão médica, pois eu já sabia que havia algo errado com o meu joelho. Dois ligamentos foram afetados, um lateral e o cruzado anterior. O Dr. Sonney Cottet, que é um especialista em joelho muito famoso, confirmou que eu não preciso de nenhuma cirurgia. Porém, eu preciso ficar com o brace sem mexer o joelho por seis semanas, depois disso eu terei que seguir um programa de reabilitação por mais seis semanas. Meu objetivo agora é me recuperar e entrar em forma para estar pronto para 2014”, comentou Boog.

“A temporada tem sido muito difícil com lesões, primeiro foi o tornozelo no Qatar e agora o joelho. Eu vi algumas fotos do meu acidente em Hyvinkää e posso entender a lesão pelas imagens da moto caindo em cima do meu joelho. É uma pena, mas também poderia ter sido pior se a moto tivesse caído em minhas costas”, completou o francês que agora vai focar na próxima temporada.

Nos últimos três anos, Boog foi o sétimo colocado na classificação da MX1, e ele planeja visitar os colegas e a equipe Ice1 Racing durante o GP da Bélgica, já que ele não aguenta ficar sentado diante da televisão durante as corridas.

“Quando passa uma corrida, eu não fico quieto e tranquilo, pois estou frustrado por estar em casa. E como eu vi Gautier (Paulin) cair pela televisão nesse final de semana, foi ainda pior. É muito difícil ser paciente e esperar por notícias quando você está machucado e não pode correr os GPs”, concluiu Boog.

1307312151BOOG_ICE1RACING

Xavier Boog

“Naturalmente que essa foi uma notícia lamentável e sentimos muito por Xavier. A temporada com lesões não tem sido fácil para ele e mesmo assim, ele conseguiu voltar mais forte e seus resultados estavam melhorando a cada corrida. Toda a equipe sente o que Xavier está sentindo e deseja uma boa recuperação a ele”, comentou Antti Pyrhönen, chefe de equipe da Ice1.

“É claro que a situação é muito lamentável para a equipe, os dois pilotos não estarão em Loket. Mesmo assim, temos que enfrentar os fatos e depois nós analisamos a situação em como terminar a temporada. Contudo, agora o foco está claramente no futuro e no desenvolvimento positivo que ele possui”, resumiu Pyrhönen.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly