Prévia do Mundial de Motocross na República Tcheca

Por Mariah Morgado | 02 de agosto de 2013 - 15:51

Acontece neste final de semana na pista histórica de Loket, a décima quarta etapa do campeonato Mundial de Motocross 2013. Milhares de fãs holandeses vão viajar para a República Tcheca, pois provavelmente Jeffrey Herlings será coroado bicampeão Mundial na MX2 no domingo, 4 de agosto.

Na categoria MX1, Antonio Cairoli continua na frente de Clement Desalle e Ken De Dycker, mas o italiano talvez precise esperar até o Grand Prix seguinte para assegurar mais um título mundial.

O Grand Prix tcheco será tumultuado porque também acontecem no mesmo final de semana a quinta etapa do EMX125 e a sexta etapa do EMX250. Os dois campeonatos europeus possuem dois líderes, enquanto Pauls Jonass continua invicto na EMX125, Valentin Guillod perdeu duas vitórias nas duas últimas etapas do campeonato.

1308022009LoketCastle

Categoria MX1

Antonio Cairoli chega a Loket depois de vencer quarto GPs consecutivos e liderando a categoria com uma diferença de 108 pontos sobre Clement Desalle, segundo colocado no campeonato. O piloto da KTM Factory Racing admitiu diversas vezes que Loket não é uma de suas pistas favoritas, mas foi nela que ele obteve sua 50ª vitória de geral no ano passado e é onde ele quer consolidar sua liderança no final de semana.

 

Clement Desalle perdeu a vitória do geral na Alemanha empatando nos pontos com Cairoli, então ele vai se esforçar para superar o italiano e faturar o que pode ser sua segunda vitória da temporada. Depois do GP da Alemanha, o piloto da Rockstar Suzuki subiu uma posição na classificação, mas sabe que será muito difícil alcançar Cairoli para brigar pelo título restando apenas quatro etapas para terminar.

 

Ken De Dycker também subiu uma posição e agora é o terceiro colocado no campeonato com 24 pontos atrás de seu compatriota. O companheiro de equipe de Cairoli está fazendo uma segunda metade da temporada muito forte e espera manter sua terceira posição até o final da temporada.

 

A equipe Kawasaki Racing anunciou ontem que Gautier Paulin não vai participar da etapa em Loket. O francês, que é o quarto colocado no campeonato, sofreu uma grande concussão  na primeira bateria em Lausitzring e mesmo que tenha apenas um hematoma na perna esquerda, ele não se sente 100% preparado para voltar a subir em sua Kawasaki.

 

A quinta posição do campeonato continua sendo de Kevin Strijbos que agora tem 68 pontos atrás de Paulin. O piloto belga subiu no pódio da Finlândia e terminou em quinto nas duas baterias na Alemanha, mas voltou a ter problemas na largada em Lausitzring.

Tommy Searle, que atualmente ocupa a sexta posição do campeonato com 22 pontos atrás do belga, venceu a classificatória na semana passada e perdeu o pódio tendo empatado na pontuação com De Dycker. O britânico ficou um pouco desapontado por não ter atingido seu objetivo de subir no pódio, mas por outro lado, ele deixou a Alemanha completamente motivado a fazer bonito em Loket, o mesmo local onde ele ficou em segundo lugar no ano passado enquanto ainda estava na MX2.

Jeremy Van Horebeek teve um final de semana difícil na Alemanha, mas ele está ansioso para correr na República Tcheca para poder voltar a correr entre os pilotos da dianteira da e brigas pelo o que pode ser seu primeiro pódio da carreira na MX1. O belga é o sétimo colocado no campeonato, seguido por Max Nagl que vai ficar de fora desta etapa pois essa semana foi diagnosticado com uma infecção pelo vírus Epstein-Barr que no momento é considerada ser um caso leve depois do diagnóstico inicial. Ainda não se sabe quando o alemão retornará para as pistas.

Rui Gonçalves, que ocupa a nona posição na classificação, também não correrá em Loket. O piloto português sofreu um grave acidente na primeira bateria em Lausitzring e foi diagnosticado com uma fratura na C6. Felizmente, Gonçalves não vai precisar de cirurgia, mas precisa descansar por pelo menos duas semanas.

Seu colega de equipe, Xavier Boog, entretanto, ficará de fora pelo restante da temporada por causa de dois ligamentos danificados no joelho direito e precisa descansar por seis semanas.

Martin Michek, que atualmente está brigando pelo título da MX3, vai correr o Grand Prix da República Tcheca no final de semana e vai dar o seu melhor para terminar entre os dez primeiros e aprender o máximo possível para enfrentar as últimas etapas do Campeonato Mundial MX3.

Categoria MX2

Jeffrey Herlings está ansioso para correr no final semana, ainda mais sabendo que pode assegurar seu segundo título mundial na MX2. O piloto holandês da KTM Factory Racing vem quebrando recordes durante toda a temporada e se ele venceu seu título no domingo, ela vai se tornar o melhor piloto holandês na história do esporte. Ele terá o mesmo número de títulos mundiais que John Van den Berk, mas Herlings terá mais vitórias de GP do que o ex-campeão. Herlings admitiu em diversas ocasiões que se ele conseguir vencer o título nesse final de semana, ele vai continuar correndo na MX2 até o final da temporada, já que seu objetivo é vencer todos os Grand Prix.

 

Jordi Tixier, colega de equipe de Herlings, teve um Grand Prix difícil na semana passada porque teve muitos problemas com o calor, mas ele conseguiu terminar em segundo. O piloto sabe que Herlings pode vencer o título no final de semana, mas ele vai dar o seu melhor mais uma vez para subir no pódio e continuar melhorando sua velocidade.

 

José Butrón terminou na quarta posição nas duas últimas etapas, mas ocupa a terceira posição na classificação do campeonato com 51 pontos na frente de Christophe Charlier. No ano passado, o piloto KTM Silver Action ficou em nono lugar em Loket, mas neste final de semana, ele está determinado a fazer duas boas largadas e subir de novo no pódio.

 

Christophe Charlier viaja para a República Tcheca com o gosto amargo do resultado da semana passada. O piloto francês da Monster Energy Yamaha fez uma ótima primeira bateria e terminou em segundo, mas um acidente no início da segunda bateria e alguns problemas mecânicos na moto o forçaram a se retirar. Neste final de semana, Charlier precisa defender sua quarta posição no campeonato, pois tem apenas três pontos na frente de Glenn Coldenhoff.

 

Glenn Coldenhoff realizou um de seus sonhos em Lausitzring, ele ficou com o terceiro lugar no pódio. O piloto holandês, colega de equipe de Butrón, vem lutando durante toda a temporada para fazer as duas baterias consistentes em cada GP e ele finalmente conseguiu. Coldenhoff agora está pronto para participar do Grand Prix na República Tcheca onde ele quer subir novamente no pódio.

Dean Ferris está com 21 pontos atrás de Coldenhoff e ele sabe que precisa de resultados consistentes a partir de agora até o final da temporada para tentar subir na classificação. Na Alemanha, o piloto australiano errou muito e isso o impediu de brigar pelas primeiras posições, mas ele sabe que tem a velocidade para ficar entre os três primeiros.

Jake Nicholls atualmente ocupa a sétima posição no campeonato e Max Anstie, que brigou pelo pódio na Alemanha, é o oitavo. Alessandro Lupino não marcou nenhum ponto na Alemanha, mas continua em nono colocado. Quem completa o top 10 da MX2 é Petar Petrov que tem tido um ótimo progresso nessa segunda parte da temporada.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly