Definida a equipe da Nova Zelândia para o MXoN

Por Mariah Morgado | Foto por Divulgação | 09 de agosto de 2013 - 9:20

Os combatentes ‘Kiwis’, apelido nativo dos neozelandeses, para a próxima invasão da Alemanha no dia 29 de setembro foram nomeados. Os três pilotos que irão defender as cores da Nova Zelândia no Motocross das Nações 2013 em Leipzig serão Cody Cooper, Rhys Carter e Kayne Lamont, sob a supervisão de Josh Coppins, que já foi um grande nome do circuito Mundial de Motocross, como chefe da equipe nessa nova edição dos     ‘Jogos Olímpicos do Motocross’.

Cooper e Carter, nascidos em Mount Maunganui, e Lamont de Mangakino não são novatos na intensa competição internacional, embora apenas Cooper e Lamont tenham participado desse evento principal.

Cooper-0068-1

Cody Cooper

Mesmo sendo o primeiro recrutamento de Carter para a equipe neozelandesa, seus desempenhos recentes na Austrália mostram que ele deve lidar bem com a competição feroz.

A equipe que defendeu o país na edição belga do MXoN no ano passado foi Cooper, Lamont e Coppins, sendo a última participação deste antes de se aposentar. O trio terminou o evento em 15º colocado na classificação geral entre mais de 30 países competidores.

A equipe do país anfitrião deste ano, Alemanha, venceu na Bélgica e sem dúvidas será amparada por um apoio fervoroso pelo público da casa. Os vice-campeões do ano passado foram o trio da Bélgica seguido pela equipe dos Estados Unidos que ficaram com o terceiro lugar no pódio.

Coppins disse que estava animado em ser chefe de equipe pela primeira vez e que estava satisfeito com o calibre dos pilotos que ele teve que ajudar escolher.

“Será a primeira vez para Rhys neste evento e é uma tarefa enorme, mas nós chamamos o experiente Cooper para acelerar e fazer outro esforço enorme como nosso piloto capitão. Estes três pilotos correm atualmente na Austrália e eles estão extremamente aptos.”

O comissário de Motocross da União de Motociclismo da Nova Zelândia (MNZ), Bryan Davidson, de Marton, disse que ele estava confiante que a equipe Nova Zelândia vai se absolver bem na Alemanha.

“É uma boa mistura de juventude e experiência e, acompanhando o sucesso do ano passado, nós selecionamos os pilotos que ganharam de forma tão positiva por estarem envolvidos em 2012. O MNZ ficou muito satisfeito com o calibre dos candidatos e eu sei que os selecionados irão nos representar muito bem no Motocross das Nações.”

“O MNZ custeia o envio da equipe NZ para este evento, mas nós também recebemos novamente apoio financeiro da FIM, e também mandamos um agradecimento especial para o Taupo Motorcycle Club e sua hospedagem do Batalha de Clubes, que também contribuiu com o custeio da equipe Nova Zelândia.”

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly