10 coisas para não perder no AMA MX em Unadilla

Por Mariah Morgado | Fotos por Divulgação | 10 de agosto de 2013 - 7:24

Zona europeia
Com o seu layout, alta velocidade e terreno natural, Unadilla tem sido chamada a pista mais ‘europeia’ em todo o calendário do AMA Motocross. A reputação ainda foi mais reforçada com os bons desempenhos dos pilotos de mundial. Marvin Musquin teve sua primeira vitória no geral nesse local no ano passado e no mesmo dia, Ken Roczen venceu uma nos Estados Unidos pela primeira vez. Alguns anos antes disso, foi Clement Desalle que se destacou quando fez uma dobradinha na segunda posição das baterias e ficou em segundo no geral em Unadilla. Será que veremos antigos pilotos do mundial como Roczen, Musquin, Zach Osborne ou Tyla Rattray brilharem neste sábado ?

Hora da estreia
Por seguir imediatamente o Campeonato Amador de Motocross no Loretta Lynn’s, a etapa de Unadilla com frequência é o local onde amadores fazem suas estreias profissionais no Motocross. Esse ano, veremos Shane McElrath, piloto Troy Lee Designs / Lucas Oil / Honda, Matt Bisceglie da Geico / Honda e Luke Renzland fazerem suas transições de amadores para profissionais. McElrath, que dominou a primeira bateria da corrida do Amatour All-Stars na Monster Energy Cup 2012, ainda está sentindo os efeitos de uma lesão no ombro sofrida no Loretta nas categorias 250 A e Open Pro Sport. Bisceglia também teve um final de semana fantástico, vencendo cinco das seis baterias para assegurar os campeonatos da 250 A e Open Pro Sport. Como esses pilotos recém saídos da categoria amadora irão se sair no nível profissional em Unadilla ?

57736_llssaturday-_3552_600

Matt Bisceglie

Duas vezes consecutivas
Em Spring Creeke nós vimos James Stewart vencer pela primeira vez na temporada. Claro, ele teve uma ajudinha na forma de uns problemas que rodearam os Ryans, mas ele também vem melhorando gradualmente conforme a temporada vai passando. Nós já vimos Stewart transformar vitórias em consecutivas antes. Será que ele consegue duas seguidas no sábado em uma das pistas que ele mesmo gosta no calendário ?

O dia de Trey
Falando de ótimas pilotagens, Trey Canard da equipe oficial Honda deu um show em Spring Creek quando brigou duro com James Stewart nas duas baterias e ficou em segundo colocado no geral com suas dobradinhas na segunda posição. Pensando que ele tinha vencido no geral depois de superar Stewart na segunda bateria, Canard até comemorou com um soco no ar quando cruzou a linha de chegada. De qualquer modo, ainda assim foi o melhor dia que Canard teve com a 450 no AMA Motocross. Será que ele vai repetir ou vai melhorar o resultado em Unadilla ?

Influência externa
Sendo o 15º colocado na classificação, Justin Brayton da equipe semi-oficial Toyota / Yamaha não tem tido uma temporada muito boa. Porém, o sorriso voltou a aparecer em seu rosto na semana passada no X Games depois de roubar o ouro de Josh Hill no último segundo da disputa da categoria Moto X Racing. Temos que reconhecer que o espaço apertado do Staples Center Arena não se compara a nenhuma das pistas do AMA Motocross, mas a sensação de vencer uma corrida grande, apesar do circuito, é sempre motivadora. Será que Brayton vai aproveitar seu recente sucesso no X Games para Unadilla no final de semana ?

Supremacia dos dez primeiros
Restando três etapas no campeonato 2013, e as duas corridas do título beirando a irrelevância, é a hora de começar a olhar mais profundamente na classificação para procurar as batalhas de pontos. A batalha por um lugar dentro dos dez primeiros na categoria 250 está começando a esquentar. Com apenas um ponto separando o veterano Cole Seely, da equipe semi-oficial Lucas Oil / Honda, da dupla novata Cooper Webb, da equipe-semi oficial MyPlash / Star Racing / Yamaha, e Justin Hill, da equipe semi-oficial Pro Circuit / Kawasak, as últimas três etapas serão uma corrida até o fim para esses três combatentes. Webb diminuiu um pouco o ritmo desde corridas deslumbrantes de início de temporada e Hill está começando a encontrar seu ritmo. Seely tem sido consistente por toda a temporada e tem a experiência para jogar. Será que Webb pode segurar (sua décima posição) em Unadilla ?

As raízes
Justin Barcia estreou na categoria 450 em Unadilla em 2011. O jovem indomável atormentou os Ryans o dia todo em perseguição de um terceiro lugar surpreendente no geral. Desde então, Barcia domou seu estilo, mas a pista é do gosto do nova iorquino (por meio de Nova Jersey). Em Millville, James Stewart se tornou o único na categoria 450 a vencer em uma bateria e no geral que não seja chamado de Ryan. Será a vez de Barcia de ser um candidato a vitória onde sua carreira na categoria 450 começou ?

57735_barcia-millville2013-_55e3d_600

Justin Barcia

Um ano depois
Michael Byrne estava no caminho de sua primeira vitória de bateria na categoria 450 à apenas um ano atrás quando um desastre aconteceu ao simpático australiano. Com uma liderança de quase dez segundos, Byrne se enrolou em uma sessão cheia de canaletas, batendo sua perna na terra firme de Unadilla. O resultado foi uma perna quebrada de forma terrível, da qual ele teve que lutar muito para voltar à forma. Agora será que ele vai usar a confiança de retornar a sua pista favorita ou será que a memória assombrosa do ano passado vai desempenhar o papel de protagonista ?

Holeshot de Hahn
Wil Hanh está na frente da disputa da pontuação da premiação do Motorcycle-Superstore Holeshot. Ele tem largado na frente em quase todas as largadas desde seu retorno a ação a seis semanas atrás, mas ultimamente teve dificuldades em se manter na frente. Ele até admitiu não ter muita certeza do porque, mas ele pode descobrir o que está acontecendo, suas largadas o colocaram em uma ótima posição para brigar por aqueles lugares evasivos no pódio. Podem esperar que o campeão do Supercross da Costa Leste 2013 pode encaixar as peças do quebra cabeça mais cedo do que pensam.

Sr. Anderson
Jason Anderson faturou seu primeiro pódio da carreira em Spring Creek. Sendo um dos amadores mais brilhantes a serem revelados nos últimos anos, a maioria pensaria que ele já teria sido um candidato ao pódio antes disso. Felizmente para Jason e para a equipe Rockstar / Suzuki, agora ele está percebendo o potencial visto nele mesmo à anos atrás. Com certeza, ele ganhou um montão de confiança ao subir no pódio há dois sábados, mas a chave será manter a bola rolando. Com tantos pilotos ótimos visando as três posições, não é uma tarefa fácil.

57734_andersonj-millville20_55b0f_600

Jason Anderson

 

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly