Curiosidades da última etapa do AMA Motocross

Por Mariah Morgado | Fotos por Divulgação | 22 de agosto de 2013 - 16:29

Depois de 11 etapas de extenuante competição nas pistas mais desafiadoras e difíceis do mundo do MX, o AMA Motocross 2013 chega a sua última etapa neste sábado para o segundo ano de Lake Elsinore no calendário do campeonato.

Embora os títulos das categorias 250 e 450 já tenham sido decididos, ainda restam muitas posições indefinidas enquanto os pilotos tentam capturar a última vitória da temporada na décima segunda etapa. Para Ryan Dungey, da KTM, uma vitória na final de sábado permitiria que o campeão 2012 das 450 passasse para o segundo lugar na lista das maiores vitórias de todos os tempos na categoria na qual ele está empatado com Bob Hannah com 27 vitórias na carreira, três das quais ele faturou em 2013. Uma quarta vitória nessa temporada também manteria Dungey com um recorde invicto em Lake Elsinore.

988

Visual da pista de Lake Elsinore na etapa da temporada 2012

Ryan Villopoto teve uma temporada dominante, vencendo 16 das primeiras 22 baterias e faturando o título da categoria 450 com uma semana de antecipação. O piloto Kawasaki desfrutou de sete vitórias de geral ao longo das primeiras 11 etapas nessa temporada, empatando com Mike LaRocco e Gary Jones  na 11ª posição nas maiores vitórias de todos os tempos na carreira. Além disso, uma vitória no geral em Lake Elsinore colocaria RV entre os 10 maiores vencedores de todos os tempos na categoria 450.

985

Ryan Villopoto

Os pilotos da equipe Honda, Justin Barcia e Trey Canard, que ocupam a terceira e quarta posições, respectivamente, na classificação do campeonato, procuram se tornarem os vencedores novatos na final de sábado. A posição mais alta que Barcia conseguiu ficar em sua primeira temporada completa nas 450 foi em segundo lugar no geral e a melhor posição da temporada de Canard foi um segundo lugar na nona etapa.

O recém-coroado campeão 2013 da categoria 250, Eli Tomac, entra na última etapa desfrutando de oito vitórias de baterias consecutivas nas quatro últimas etapas. O piloto Geico / Honda tem sido bem dominante na segunda parte da temporada e ganhou pontos valiosos sobre o ex-líder da pontuação, Ken Roczen. O piloto KTM venceu sete baterias até agora na temporada e o campeão mundial pretende somar mais duas em seu recorde antes do final da temporada.

Tomac-last

Eli Tomac

Blake Baggett é o quarto colocado na classificação e chega na etapa final com uma vitória no geral. Em 2012, o piloto Pro Circuit / Kawasaki coroou sua temporada vitoriosa do campeonato nas 250, vencendo a estreia de Lake Elsinore no calendário e o californiano pretende repetir a vitória no sábado. Marvin Musquin está com 15 pontos na frente de Baggett com duas vitórias no geral até o momento.

987

Marvin Musquin e Kenny Roczen

Localizada no centro da indústria do Motocross e à apenas uma hora das maiores áreas metropolitanas de Los Angeles e San Diego, o Lake Elsinore Motorsports Park é o local ideal para os fãs do esporte de toda a porção sul do Estado. Também é bem conhecida dos especialistas na história do esporte como o local do Grand Prix de Lake Elsinore que foi destacado no documentário épico sobre o mundo das corridas de moto “On Any Sunday” em 1971, um ano antes do nascimento do campeonato AMA Motocross.

O circuito projetado por Marc Peters é uma obra de arte nos termos do Motocross e apresenta diversas mudanças de elevações, obstáculos espetaculares e fácil acesso para os fãs. O local foi projetado pensando-se tanto nos pilotos quanto nos fãs, com estradas pavimentadas e calçadas, paisagem exuberante, área para camping e áreas projetadas para observação em diversas elevações.

A última etapa do AMA Motocross 2013, em Lake Elsinore, começa no sábado, 24 de agosto, a partir das 17:00 horas, pelo horário de Brasília, e vocês podem conferir a transmissão e a cronometragem Ao Vivo aqui no Mundocross.

986

Disputas como estas com certeza acontecerão no sábado em Elsinore

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly