10 coisas para ver no AMA Motocross em Elsinore

Por Mariah Morgado | Fotos por Divulgação | 23 de agosto de 2013 - 17:05

Despedida de Rattray ?
Depois de uma campanha 2013 tumultuada, surgiram rumores sobre Tyla Rattray retornando para a Europa em 2014. Como campeão Mundial, Tyla tem um nome forte no cenário mundial, e com certeza será recebido de braços abertos por muitas equipes. A maioria dos rumores o ligam a um esforço da Husqvarna, mas apesar de sua possível saída para o Mundial, o campeonato americano ficará sentido com sua saída.

Mookie x Bambam
Na semana passada, Malcolm ‘Mookie’ Stewart e Justin Bambam’ Barcia tiveram um arranca-rabo que deixou Barcia no chão, e Bambam tendo problemas para voltar a pista. Com um período meio doce em termos de pilotagem agressiva, será que isso vai despertar o urso adormecido Bambam ? Derrubar um dos pilotos mais habilidosos nesse aspecto não é algo inteligente. Se esses dois se aproximarem no sábado, todos os olhos estarão vidrados nos dois pilotos Honda para ver se eles estão prontos para lutar.

Imagem de Amostra do You Tube

Correndo por dinheiro
O bônus de $25,000 do Motorcycle- Superstore.com concedido ao piloto das 450, sendo que Wil Hahn já ganhou o bônus de $15,000 para a categoria 250, com a maior pontuação de Holeshot no final da temporada, ainda está em aberto. Restando duas baterias, James Stewart lidera com um ponto na frente de Justin Barcia. Mesmo com Stewart não participando da final com uma lesão no pescoço, o ‘campeonato’ possui o critério de desempate (maioria de Holeshot de segundas baterias), o que significa que Barcia só pode deixar Lake Elsinore com o bônus no bolso se ele fizer um Holeshot na segunda bateria, que vale dois pontos, ou com um Holeshot nas duas baterias, valendo quatro pontos. Ryan Villopoto ainda está nesse meio com seis pontos, três atrás de Stewart, o que significa que ele precisará fazer os dois Holeshots totalizando quatro pontos para assegurar esse grande lucro. Quem vai roubar o show e a grana com a ausência de Stewart ? Barcia ou RV ?

Mudança de curso
A temporada de Justin Brayton mudou em um bocado em Budds Creek. Um batalhador implacável, a ponto de falha, Brayton foi forçado a relaxar durante o início deste campeonato devido a algumas situações. Depois de não pontuar em três das primeiras seis baterias da temporada, Brayton pontou 28 pontos em Budds Creek, sua maior pontuação na temporada. Ele repetiu o feito em Red Bud e superou em um ponto no último final de semana em Utah. Será que Brayton pode aproveitar o sucesso da semana passada em Lake Elsinore ?

Voltando a andar na frente
Justin Bogle, piloto Geico / Honda, retornou ao pelotão da frente na segunda bateria em Utah. Pela primeira vez desde Pala em 2011, onde ele liderou dez voltas na última corrida das quatro corridas de sua temporada de estreia, o vencedor do prêmio Horizon Award 2011 liderou uma bateria da categoria 250. Bogle está tentando melhorar para a próxima temporada depois de enfrentar onda de lesões durante sua curta carreira profissional. “Esse ano foi praticamente para isso, apenas para tentar me aprimorar e ser um candidato ao pódio no ano que vem,” disse Bogle depois de Utah. Será que Bogle vai se encontrar entre os líderes nesse final de semana?

58893_bogle-thundervalleym_fda2f4_600

Justin Bogle

Sem pressão
Com os dois títulos já decididos, acabou a pressão da conquista sobre Ryan Villopoto e Eli Tomac, do mesmo modo que a pressão sobre Ryan Dungey e Kenny Roczen em manter suas atenções alertas também acabaram. Como isso vai afetar suas performances no final de semana em Lake Elsinore ? Com pouco a ganhar e muito a perder, será que Tomac e Villopoto vão correr com a mesma intensidade que têm demonstrado, ou será que eles vão diminuir o ritmo ?

A última chance
O AMA Motocross de Lake Elsinore é a última etapa da temporada. O que significa que é a última chance para os pilotos sem contratos definidos para o ano que vem impressionarem empregadores em potencial para 2014. Nós já vimos grandes pilotagens na etapa final antes. Por exemplo o nono lugar de Ben LaMay no ano passado. Será que veremos mais pilotagens desse nível desta vez quando os pilotos tentaram colocar todas suas habilidades à mostra ?

Os três primeiros
Tomac já definiu o primeiro lugar e é impossível matematicamente para qualquer um tirar Ken Roczen da segunda posição. Porém, o campeão 2012 Blake Baggett tem uma chance de destronar Marvin Musquin da terceira posição. Com 15 pontos separando os dois e restando duas baterias, Baggett precisa vencer e Musquin precisa ter um desempenho fraco para mudar a classificação. Será que o piloto francês da KTM vai agarrar a terceira posição no campeonato ou será que o piloto americano da Pro Circuit / Kawasaki vai conseguir realizar sua tarefa em Lake Elsinore ?

58894_musquin-unadilla2013-_581fb_600

Marvin Musquin

Calor
Com as temperaturas normalmente bem elevadas, o campeonato AMA Motocross 2013 viu climas amenos nesse ano. Não será o caso nesse final de semana. É esperado temperaturas elevadas acima dos 32ºC e abaixo dos 40ºC na região durante todo o fim de semana. Quem vai lidar melhor com o calor e quem vai derreter no que promete ser um dos finais de semana mais quentes da temporada ?

Weston no Oeste
O piloto privado Weston Peick, que só correu nas etapas do Oeste dos Estados Unidos em grande parte devido a restrições financeiras, é nativo de Lake Elsinore. Na verdade, sua cidade natal é Wildomar, localizada a apenas cinco minutos de distância do Lake Elsinore Motorsports Park. Até agora, Peick mostrou ótimos resultados. Décimo colocado em Hangtown, 13º em Thunder Valley, décimo em Washougal e mais recentemente quarto colocado em Utah. Como o piloto privado vai se sair na etapa dentro de casa ?

58895_peick-utahmx2013-cudby-011_600

Weston Peick

 

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly