Entrevista com o piloto Rafael Faria

Por Divulgação | Fotos por Divulgação | 30 de agosto de 2013 - 7:33

Piloto paranaense integra seleção brasileira pelo segundo ano consecutivo no Motocross das Nações. Hoje vamos apresentar o primeiro dos três pilotos que representarão o Brasil no Motocross das Nações – MXoN 2013.

O primeiro da lista é o paranaense Rafael Faria, integrante da equipe Yamaha / Grupo Geração. Ele correrá com o numeral 96 na categoria Open com uma Yamaha YZ 450F, nesta que será sua segunda participação em MX das Nações. No ano passado, em sua estreia nas pistas fora do Brasil, Faria correu o MX das Nações na categoria MX2. 

 

O MX das Nações 2013 será realizado em Teutschenthal, na Alemanha, nos dias 28 e 29 de setembro. Além de Rafael Faria, o Brasil terá Anderson Cidade e Hector Assunção em seu esquadrão. Aguarde as entrevistas deles !!!  Concessionário Yamaha em Santa Catarina, o Grupo Geração é patrocinador do time verde-amarelo pelo segundo ano consecutivo. 

 

Pergunta – Segundo ano de MXoN para você. Quais são os erros e acertos que você traz na bagagem ?

 

Rafael Faria – Ano passado não vi como erros e acertos. Chegamos em Lommel e nos deparamos com um tipo de pista e terreno que nunca havíamos visto em nossa frente. Na quinta-feira antes da corrida fomos treinar, mas a chuva atrapalhou e quase não tivemos contato com aquele tipo de terreno. Com certeza foi uma experiência incrível correr com os pilotos mais rápidos do mundo em uma pista que a dificuldade só aumentava a cada volta. 

 

Pergunta – Andar de 450 é uma novidade para você ? Quais as outras experiências que você já teve nesta cilindrada ? E como está a adaptação com a YZ 450F ?

 

Rafael Faria – Não é nenhuma novidade andar de 450, até acho que tenho uma pilotagem legal com a moto. Em 2009 competi nas categorias MX1 e MX2 no Brasileiro de Motocross, chegando a subir no pódio em algumas etapas. Tenho treinado com a YZ 450F e até já venci uma prova do Paranaense de Motocross há poucos dias com ela.

_MG_0416

 

Pergunta – Conhece a pista onde será a corrida do MXoN ? Já viu vídeos ? O que esperar ?

 

Rafael Faria – Apenas vi vídeos de corridas. Esse ano o terreno é mais parecido com as pistas do Brasil e acho que teremos mais facilidade para andar.

 

Pergunta – Dos três pilotos deste ano, você é o único que já andou com a estrutura da Yamaha na Europa. Fale um pouco como é esta estrutura, o que eles oferecem, como são as motos, etc.

 

Rafael Faria – Em Lommel, além de uma bela recepção, a Yamaha nos forneceu uma grande estrutura, com um caminhão todo estruturado, suspensões oficiais e todos os equipamentos para as motos que precisávamos.

 

Pergunta – Qual a sua expectativa ? Acha que o Brasil tem chance de classificação ?

 

Rafael Faria – São as melhores possíveis. Ano passado nossa maior dificuldade estava na pista. Esse ano, como o terreno é parecido com o do Brasil (duro e pedras), com certeza vamos conseguir andar mais rápidos e conquistar um bom resultado para o Brasil. O Anderson (Cidade) já passou por essa prova e o Hector (Assunção) é um piloto muito rápido. Então, acho que as chances de classificação são grandes.

_MG_0496

 

Pergunta – Em quem você aposta para vencer a competição ?

 

Rafael Faria – Eu aposto nos donas da casa, a Alemanha. Eles já venceram em Lommel e acredito que com o calor da torcida empurrando a equipe eles vencem novamente.

 

Pergunta – Fora das pistas, quais as suas curiosidades, objetivos, em relação a esta viagem ?

 

Rafael Faria – Quero aproveitar ao máximo e aprender muito com tudo isso. A experiência que adquirimos não tem preço que pague, e também a oportunidade de conhecer novos lugares será muito boa. Peço à todos os amantes do Motocross que torçam e rezem por nós, pois podem ter certeza que todos daremos nosso melhor.


Perfil do Piloto Rafael Faria

 

Nome completo: Rafael da Silva Faria

Equipe: Yamaha / Grupo Geracão

Patrocínios pessoais: Geração, Yamaha, Monster Energy, Pirelli, ASW, Yoshimura, Yamalube, Serginho Suspensões, Dash Industries

Moto: YZ 450F

Numeral no Nações: 96

Categoria: Open

Data de nascimento: 31 de maio de 1989

Local de nascimento: Rio Branco do Sul – Paraná

Peso: 73 kg

Altura: 1,72 m.

Ídolo das pistas: Ricky Carmichael

Ambição: Conquistar títulos nacionais e competir algumas etapas do AMA Motocross

Principais conquistas: Campeão do Arenacross MX2 em 2012 , Bicampeão Brasileiro de Velocross e Tetracampeão Paranaense de Motocross

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly