Gaúcho de Motocross 2013 – 5ª Etapa – Venâncio

Por Assessoria de Imprensa da FGM | Fotos por André Charão | 02 de setembro de 2013 - 20:31

Marçal Müller e Gabriel Carbonera foram os grandes vencedores em Venâncio Aires. Os dois pilotos fizeram bonito na chuvosa etapa do campeonato Rinaldi Gaúcho de Motocross 2013. Além de cravar os melhores tempos em duas categorias nos treinos cronometrados e nas provas, Marçal Müller, que disputou as categorias MX Pró e MX2, e Gabriel Carbonera, nas categorias Intermediária MX2 e MX2 Jr., os dois venceram as respectivas categorias, com isso, tornaram-se os principais nomes da etapa.

Mesmo depois de ser transferida por duas vezes, não teve jeito, a etapa foi realizada mesmo sob muita chuva. No sábado o tempo ajudou e muito a realização dos treinos livres e cronometrados. A previsão do tempo marcava chuvas isoladas para o sábado e domingo, o que acabou não se confirmando no sábado, para os otimistas o fato de não chover no sábado era um sinal de que a chuva tivesse ido embora, porém, o forte calor e a sensação de abafamento indicavam o contrário.

Na final da noite do sábado o panorama mudou completamente e o tempo fechou, na madrugada a chuva começou com pancadas leves, no entanto, no começo da manhã uma forte pancada deixou a pista bem encharcada, com isso, a direção de prova decidiu não realizar o warm-up e marcar a primeira largada para as 12:30 horas.

As pancadas de chuvas começaram a ficar mais constantes e cada vez mais fortes e antes mesmo da primeira largada foi definido que as categorias 50 A e B, 65 e Feminina A e B seriam transferidas para a etapa de Panambi, a ser realizada no dia 29 de setembro. Além disso, foi definido com os pilotos que a MX Pró seria disputada em uma bateria com pontuação dobrada.

IMG_3791

Confira o que rolou na quinta etapa do campeonato Rinaldi Gaúcho de Motocross 2013 na cidade de Venâncio Aires, neste domingo, 1º de setembro.

Carbonera volta a vencer na Intermediária MX2
Com uma largada perfeita, Gabriel Carbonera – Sananduva (5AM Racing/IMS/ProRace Suspensões/Cattapan Cereais/G2/Multilaser/KM Motos/Jornal O Informativo Regional/MotoStyle), líder do campeonato assumiu a ponta da prova, Marcelo Galiotto – Flores da Cunha (Morangos Galiotto/Terra Brasil/Martini Racing/100% Oculos), vice-líder, entrou colado no ponteiro nas primeiras curvas, logo atrás Anderson Alberton – Porto Alegre (Total Distribuidora Motos Peças/Bob Racing/AVM Transportes/Satti Soldas), Enzo Lopes – Lajeado (Pirelli/Mobil/Circuit/RedBull/KTM USA/FMF/DC Shoes), Nicolas de Oliveira – Portão (Oficina Binho/CR Motos/André Motos) Willian Saccon – Balneário Arroio do Silva (Motomania) e Henrique Guaresi – Flores da Cunha (Casa Bela Construtora/Guaresi Imóveis/CTG2/MX Parts/Morangos Galiotto/Martini Racing) forçaram nas primeiras curvas em busca da “zona de pódio”, Nicolas acabou errando no primeiro salto e ficou para trás, Enzo superou Anderson e assumiu a terceira colocação, enquanto lá na frente Gallioto não deixava Gabriel abrir vantagem, Willian Saccon enrolou o cabo e assumiu a terceira colocação, a briga pela quarta colocação ficou entre Enzo, Alberton e Henrique, que forçou o ritmo e deixou Alberton para trás. Na terceira volta Galiotto cravou a volta mais rápida (1:38.472) e colou em Carbonera, porém, duas voltas depois uma queda tirou o piloto da briga pela liderança, Enzo e Henrique fizeram um final de prova emocionante na briga pela quarta colocação, com direito a ultrapassagem de Henrique e troco de Enzo na mesma volta. No final vitória de Carbonera, Galiotto em segundo, Saccon em terceiro, Enzo em quarto e Henrique em quinto.

Carbonera

Gabriel Carbonera

Walter Tardim faturou a categoria MX4
A pista pesada afugentou muitos pilotos da disputa da MX4, que alinhou no gate sob uma forte pancada de chuva. Na largada Walter Tardim – Nova Friburgo/RJ (Lingeries Tardim) assumiu a ponta da prova com Carlos Kettermann – Montenegro (
Real Empreendimentos/Posto Barks/Farmapop/Real Factori/Oximonte/Total Dist. Moto Pecas/Carbu Motos/Microcontrol Alarmes), Marcelo Agostini – Garibaldi (Agostini Comercial Elétrica/Over2) em terceiro, Eduardo Timm Bergmann – São Lourenço do Sul (Pró Computer/Motomania/ProRace/Herbalife) na quarta colocação e Léo Lopes – Lajeado na quinta colocação, nas primeiras curvas Bergmann acabou caindo abrindo a vaga para Léo Lopes, ainda na primeira volta Agostini aproveitou um erro de Kettermann e assumiu a segunda colocação, com as condições da pista os pilotos não arriscaram e o panorama da prova só foi alterado quando Bergmann recuperou a quarta colocacão. No final, vitória de Tardim, que marcou a volta mais rápida da prova (1:49.483), Agostini em segundo, Ketterman em terceiro, Timm Bergmann em quarto e Léo Lopes completou o pódio em quinto.

Tardim

Walter Tardim

Vitória de Marçal Müller na MX2
A pista enlameada deixou a disputa da categoria MX2 ainda mais eletrizante. Na largada, Gabriel Carbonera – Sananduva (5AM Racing/IMS/ProRace Suspensões/Cattapan Cereais/G2/Multilaser/KM Motos/Jornal O Informativo Regional/MotoStyle) assumiu a ponta, Marçal Müller – Nova Hartz (Yamaha/Geração) veio logo atrás em segundo seguido de perto por Marcelo Galiotto – Flores da Cunha (Morangos Galiotto/Terra Brasil/Martini Racing/100% Oculos), Mateus Basso – Gentil (Rinaldi/IMS/Artcross/TBT/Adubos Coxilha/Cereais Basso), Leonardo Dambrós – Gentil (5AM Racing/IMS/ProRace Suspensões/Cattapan Cereais/G2/Multilaser/KM Motos/Jornal O Informativo Regional/MotoStyle), no segundo pelotão a briga ficou entre os pilotos Leonardo Sebben – Caxias do Sul (Transpelúcia/Viecelli Racing/Over 2/MotoStyle/Don Eliseu Sucos e Geléias), Mateus Basso – Gentil (Rinaldi/IMS/Artcross/TBT/Adubos Coxilha/Cereais Basso) e Gustavo Roratto – Santa Rosa (IMS
/TBT Suspensões/HD Distribuidora-Ijuí/Campos Preparações/Serra Azul Turismo/Farmácia Planalto/Roratto Automóveis,Motostyle). Ainda na primeira volta Marçal cravou a volta mais rápida da prova (1:37.671) e assumiu a liderança da prova, Galiotto aproveitou um vacilo de Carbonera e entrou lado a lado disputando a segunda colocação na curva da largada, na saída da curva Carbonera forçou e manteve a segunda colocação, na mesma curva Gustavo Roratto disse adeus a prova e a etapa, após sofrer uma queda que resultou em uma luxação do ombro, na quinta volta Dambrós sofreu uma queda, com isso, Sebben assumiu a quinta posição, Lucas Basso, sexto colocado,  apertou e encostou para  o assumir a quinta colocação, depois disso o panorama da prova não mudou, assim, Marçal Müller venceu a prova com Carbonera em segundo, Marcelo Galiotto em terceiro, Mateus em quarto e Lucas na quinta colocação.

IMG_3936

Largada da categoria MX2 na etapa de Venâncio Aires

Gabriel Della Flora venceu a segunda na Júnior
A categoria Júnior entrou na pista com uma difícil missão: Acelerar e se manter em pé. Na largada Enzo Lopes – Lajeado (Pirelli/Mobil/Circuit/RedBull/KTM USA/FMF/DC Shoes) assumiu a ponta da prova com Gabriel Della Flora – Santa Rosa (Vulcano/Honda/IMS/Rinaldi/Total Distribuidora) na segunda colocação, Leonardo Limberger – Santa Cruz do Sul (Works Suspensões/Zanela Eventos), Joaquim Ferreira – Cardona/Uruguai (Florín MX) e Felipe Moraes – Marau (Miri Carrocerias/KM Motos/Campos Preparações) formaram o segundo pelotão, na primeira volta as dificuldades com a pista começaram a ficar evidentes, as quedas aconteciam em vários pontos da pista. Leonardo Limberger que ocupava a quarta colocação caiu na recepção da mesa de chegada e ficou para trás, Joaquim Pereira também comprou terreno (duas vezes no mesmo lugar), sobrou até para o líder Enzo Lopes que após sofrer uma queda não conseguiu fazer a moto pegar e viu Gabriel assumir a liderança. No final, vitória de Gabriel com Joaquim Ferreira em segundo, Enzo em terceiro, Felipe Moraes na quarta colocação e Leonardo Limberger em quinto.

Gabriel

Gabriel Della Flora

Pablo Florín foi o vencedor da MX3
Na largada da categoria MX3 Marcelo Agostini – Garibaldi (Agostini Comercial Elétrica/Over2) assumiu a liderança da prova com Walter Tardim – Nova Friburgo/RJ (Tardim Lingeries/Pro Race), Leandro Schwindt – Novo Hamburgo (Cargovale), Pablo Braga – Venâncio Aires, Gustavo Visoto – Carazinho (Visoto Equipamentos/Mitsubishi Mídia Veículos), Eder Antoniazzi – Flores de Cunha (Líder MX/Vipal/M3 Racing) e Pablo Florín – Cardona/Uruguai (GK Team/Florín MX/LS2/Racetech/Castrol/Husqvarna/Trhill/Dirt Racing), que não pontua no campeonato, pois corre como convidado, disputaram a segunda curva, após um enrosco no primeiro salto Florin assumiu a segunda colocação, na primeira volta o uruguaio cravou a volta mais rápida (1:55.712) e aproveitou um erro de traçado de Agostini para assumir a liderança, com pouco rendimento no barro, Tardim ficou para trás, Antoniazzi e Leandro encostaram na primeiro pelotão deixando o piloto da casa, Pablo Braga para trás, Antoniazzi apertou o ritmo e encostou em Agostini, algumas voltas depois já ocupava a segunda colocação. No final vitória de Pablo Florín com Antoniazzi em segundo, Agostini em terceiro, Leandro Schwindt na quarta colocação e Pablo Braga foi o quinto colocado.

Florin

Pablo Florín

Fabiano dos Santos vence a segunda seguida na 230
A disputa da categoria 230 Nacional foi praticamente caseira, isso porque, dos cinco lugares no pódio, quatro foram ocupados por pilotos de Venâncio Aires. Na largada Ezequiel da Silva – Venâncio Aires (Franquias Forever Living/CJ Car) assumiu a ponta da prova seguido pelo líder do campeonato, Ismael da Cruz – Venâncio Aires (Mídia Nobre Comunicação Visual/Multcross/Pablo Racing/Casa Heival/Ferreira Veículos), Fabiano dos Santos – Venâncio Aires (CTLS Racing/Belparts/Rinaldi/Gigi Preparações/Sol Piscinas/Queli Despachantes/Móveis Gottemes/MOCVA) dono do melhor tempo nos cronometrados não fez uma boa largada e saiu mais atrás seguido por Daniel Willims – Venâncio Aires (Vilão Preparações), Vanderlei da Silva – Três Passos (Autosul Centro de Reparos Rápidos de Novo Hamburgo), atual campeão da categoria também não fez uma boa largada e saiu nas últimas posições, antes mesmo da primeira volta ser aberta Ismael e Fabiano ultrapassaram Ezequiel, os dois fizeram uma ótima disputa pela liderança nas primeiras voltas, Fabiano forçou o ritmo e aproveitou um vacilo de Ismael e fez a ultrapassagem, mesmo com as dificuldades da pista Vanderlei conseguiu encostar para assumir a quarta colocação. No final vitória muito comemorada por Fabiano Santos, com Ismael em segundo, Ezequiel em terceiro, Vanderlei na quarta colocação e Daniel em quinto.

Fabiano dos Santos

Fabiano dos Santos

Massa Müller fechou a etapa com vitória na MX PRó
A última categoria a alinhar no gate na etapa de Venâncio foi a categoria MX Pró, e a disputa seria com um ingrediente especial: A pontuação em dobro. Isso porque, devido a chuva a etapa foi disputa apenas em uma bateria. Na largada Leonardo Dambrós – Gentil (5AM Racing/IMS/ProRace Suspensões/Cattapan Cereais/G2/Multilaser/KM Motos/Jornal O Informativo Regional/MotoStyle) assumiu a ponta da prova, brigando pela segunda colocação entraram lado a lado na primeira curva Mateus Basso – Gentil (Rinaldi/IMS/Artcross/TBT/Adubos Coxilha/Cereais Basso), Lucas Basso – Gentil (Rinaldi/IMS/Artcross/TBT/Adubos Coxilha/Cereais Basso) e Leonardo Sebben – Caxias do Sul (Transpelúcia/Viecelli Racing/Over 2/MotoStyle/Don Eliseu Sucos e Geléias), a vantagem ficou com Sebbem que forçou e assumiu a segunda colocação.

Marçal

Marçal Müller

Marçal ‘Massa’ Müller – Nova Hartz (Yamaha/Geração) não fez uma boa largada, mas mesmo assim encostou no grupo da frente ocupando o quinto lugar, ainda na primeira volta Dambrós caiu e ficou para trás, Sebben assumiu a liderança tendo logo atrás Marçal em terceiro, Cale Florín – Cardona/Uruguai (GK Team/Florín MX/LS2/Racetech/Castrol/Husqvarna/Trhill/Dirt Racing) depois de cair duas vezes e passar muito trabalho abandonou a prova, Marçal encostou no líder para tentar a ultrapassagem mas acabou caindo, com isso Sebben ganhou um fôlego, menos de duas voltas depois ele já estava colado no líder, a ultrapassagem foi uma questão de tempo, assim que assumiu a Marçal abriu uma boa vantagem, Mateus e Lucas mantiveram-se na terceira e quarta colocação respectivamente, Dambrós, mesmo com a queda fechou a prova na quinta colocação.

IMG_4325

Pódio da categoria MX Pró em Venâncio Aires

A próxima etapa do campeonato Rinaldi Gaúcho de Motocross, a sexta da temporada 2013, acontecerá nos dias 28 e 29 de setembro na cidade de Panambi.

O campeonato Gaúcho de Motocross 2013 tem o patrocínio master da Rinaldi, Honda, Total Distribuidora Moto Peças Ltda., IMS Racewear, co-patrocínio da SobreRodas e apoio da Vitrine da Moto, M3 Racing, Vinhos e Sucos Galiotto, Farover, Kimoto e Artemoto.

 

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly