Equipe Kemea / Reytec / Yamaha para 2014

Por Mariah Morgado | Foto por Divulgação | 07 de setembro de 2013 - 21:12

É com enorme prazer que a equipe Kemea / Reytec / Van de Laar / Yamaha anuncia seu esquadrão para o campeonato Mundial de Motocross MX2 2014. Petar Petrov, de 19 anos, renovou o contrato com a equipe para mais uma temporada, e vai continuar sua jornada em direção aos cinco primeiros classificados no campeonato Mundial MX2 em 2014.

Ele terá a companhia do campeão australiano, Luke Styke, que perdeu o título do campeonato Australiano do ano passado por apenas dois pontos. O piloto de 21 anos surpreendeu a todos nessa temporada quando venceu nove das dez corridas na categoria Pro Lites. Ele levou o título na penúltima corrida e agora está ansioso para fazer a mudança para o campeonato Mundial no ano que vem.

No campeonato europeu, Cyril Genot vai correr na categoria 125. O belga de 14 anos de idade mudou da 85 para a 125 neste ano e já mostrou resultados impressionantes. Neste final de semana, ele estreará na categoria EMX125.

Luke Styke: “Estou animado por ter a oportunidade de ter um bom acordo e uma equipe para 2014. Mal posso esperar para vir para cá, começar a testar a nova Yamaha YZF 250 e conhecer a equipe. Mudar para a Europa no ano que vem será uma experiência legal. Eu estou muito ansioso para conhecer novas pessoas e para correr em corridas de nível tão elevado a cada final de semana. Meu objetivo para o ano que vem é terminar dentro do Top 5.”

Petar Petrov: “Estou muito feliz em permanecer na equipe. É com certeza uma vantagem se você pode se preparar em um ambiente familiar. Nossas mentes seguem a mesma direção e eu aprendo muito com a experiência do ex-campeão Marnicq. Estou ansioso para andar com a nova moto no ano que vem. Eu já testei a moto de fábrica e já é muito promissora. Com a ajuda extra da Yamaha, nós teremos uma moto muito boa no ano que vem. Eu vou me preparar o melhor possível neste inverno para encontrar uma velocidade extra no ano que vem.”

Marnicq Bervoets, chefe de equipe: “Estou muito animado para o ano que vem. Nós já conhecemos bem o Petar e ainda tem margem para progredir. Eu gostaria de vê-lo entre o 4º e 8º lugar no ano que vem. Se ele puder melhorar suas largadas e ser consistente, tenho certeza que ele pode brigar pelas posições. Luke é uma ótima adição para a equipe. Eu o vi correndo no Motocross das Nações em Lommel no ano passado e ele causou uma boa impressão. Ele tem um estilo bom e mostrou ótima velocidade na Austrália nesta temporada. Ele está muito animado e motivado para vir para cá. Eu espero que ele esteja no mesmo nível que Petar para o ano que vem. Com Cyril Genot , nós temos conosco o melhor talento belga do momento. Cyril acabou de completar 14 anos e ele já me impressionou diversas vezes. Ele é muito rápido na areia, mas ainda tem muito para aprender sobre pistas de terra. Na equipe, ele pode crescer e adquirir experiência. É por isso que o próximo ano será um ano de aprendizado para ele e é por isso que não penso em resultados. Eu estou muito entusiasmado com o apoio extra que teremos da Yamaha Motor Europe. Quando a equipe começou no circuito mundial há dois anos, o objetivo era crescer a cada ano. O apoio extra da  Yamaha Motor Netherland para o próximo ano nos permite ficarmos cada vez mais profissionais.”

13090719542014KemeaTeam_MXGP_17_BEN_2013

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly