Resultados de domingo do Brasileiro de MX em SC

Por Divulgação | Fotos por Divulgação | 15 de setembro de 2013 - 22:57

Carlos Campano teve motivo em dobro para comemorar nesta sexta etapa do campeonato Brasileiro de Motocross 2013, realizada neste fim de semana, 14 e 15 de setembro, no ‘Motódromo Marronzinho – João Paulino da Silva Júnior’, em São José, Santa Catarina.

O piloto venceu as duas baterias da MX1 no dia em que comemora 28 anos de idade. “Eu estava confiante há bastante tempo, mas não estava conseguindo bons resultados. Consegui andar bem na primeira bateria e na segunda bateria a pista estava mais difícil. Mesmo assim conquistei a vitória. Agora é só comemorar”, afirma Campano.

A primeira bateria foi disputada do começo ao fim. Joaquim Rodrigues largou na frente, seguido por Carlos Campano, Rafael Faria, Marcello ‘Ratinho’ Lima, Jorge Balbi Jr. e Adam Chatfield.

Logo nas primeiras voltas Balbi Jr. ultrapassou Marcello ‘Ratinho’ Lima ao fazer o duplo. Chatfield que vinha logo atrás também conseguiu passar o Ratinho. Na briga pela ponta, o espanhol Carlos Campano ultrapassou o português Joaquim Rodrigues e disparou na frente.

A partir desse momento as atenções ficaram voltadas para a briga pela terceira colocação e também pela liderança do Campeonato. O líder Balbi Jr. perdeu a posição para Chatfield, mas logo deu o troco. Passadas mais algumas voltas o inglês passou o líder novamente.

Com Campano tranquilo na frente, o ritmo de Chatfield e Jorge Balbi Jr. era tão intenso que os dois pilotos cruzaram a linha de chegada pressionando o português Joaquim Rodrigues, que terminou a prova em segundo lugar.

Carlos Campano_

Carlos Campano

Na classificação, Balbi Jr. tinha uma vantagem de quatro pontos sobre Chatfield na liderança. Mas com o resultado da bateria, a diferença caiu para dois pontos.

Já na segunda bateria Joaquim Rodrigues e Balbi Jr. largaram juntos na ponta. Mas logo se tocaram e Balbi saiu da pista, voltando para a prova na décima colocação. Na confusão, Adam Chatfield assumiu a ponta e o português ficou na segunda posição, seguido por Carlos Campano.

O espanhol aniversariante do dia estava andando em um ritmo mais forte e logo ultrapassou Joaquim Rodrigues, assumindo a segunda colocação. Campano começou a pressionar Chatfield até que pulou para dianteira. O espanhol manteve a posição até o fim, para vencer mais uma bateria no dia.

Joaquim Rodrigues que havia terminado a prova em terceiro foi penalizado pelo júri de prova em 30 segundos e caiu para a sexta colocação. 

Podium MX1_

Pódio da categoria MX1 da sexta etapa do Brasileiro de MX em São José

Categoria MX2

Depois de várias mudanças de posições nas primeira e segunda baterias, na categoria MX2, o português Paulo Alberto conquistou mais uma vez o lugar mais alto do pódio. Ele venceu as duas baterias e agora com o resultado somou 266 pontos e ampliou um pouco mais a diferença para o segundo colocado, o parceiro de equipe, Thales Vilardi, que tem 256 pontos.

Paulo Alberto_

Paulo Alberto

“Na primeira bateria não larguei muito bem e na segunda foi difícil passar o Anderson Cidade. Mas, fiquei feliz com o resultado, consegui abrir um pouco a vantagem, isso é bom. Agora é continuar no mesmo ritmo”, destaca o campeão da prova e líder do Brasileiro, Paulo Alberto.

Thales Vilardi terminou em segundo lugar nas duas baterias e com o resultado permanece também na segunda posição no campeonato. “A competição está bem disputada. Eu imprimi um bom ritmo na prova. Ainda tem duas etapas, acredito que dá para buscar a liderança”, aponta Thales.

Podium MX2_(1)

Pódio da categoria MX2 da sexta etapa do Brasileiro de MX em São José

Categoria Júnior

O piloto Enzo Lopes conquistou mais uma vitória no Brasileiro de Motocross 2013. Nesta sexta etapa, a emoção foi grande. Enzo e Ramyller Alves travaram uma boa disputa no começo da corrida. O gaúcho Enzo Lopes largou na frente, mas Ramyller logo fez uma ultrapassagem. Aos três minutos de prova Enzo passa e dá o troco, assumindo a primeira posição até o fim.

Enzo Lopes_(1)

Enzo Lopes

“No começo da prova foi difícil. O Ramyller e eu nos tocamos umas duas vezes. Mas consegui terminar em primeiro, o que era meu objetivo. Agora é continuar treinando”, destaca Enzo Lopes. O piloto agora soma 122 pontos no Brasileiro, e segue com 24 pontos de diferença para o segundo colocado no campeonato, Kioman Navarro, que tem 98 pontos.

Durante a prova Kioman largou em terceiro, mas aos dez minutos foi para cima de Ramyller e assumiu a segunda posição. Ramyller ainda acabou sendo pressionado por Leonardo de Souza, aos 19 minutos, mas Ramyller terminou a prova em terceiro.

Categorias 50A e 50B

Os garotos que correram na categoria 50 mais uma vez fizeram bonito e mostraram toda a garra dentro de pista durante a etapa do Brasileiro em São José. Mesmo muito pequenos, entre 5 e 9 anos eles mostram que para correr bem a idade não importa.

Foram 26 pilotos nas duas categorias, na 50A e na 50B. Luiz Eduardo Martins, da categoria B largou na frente na prova, mas acabou terminando em décimo segundo. Quem se deu bem foi Gabriel Andrigo que saiu em segundo e logo assumiu a primeira posição até o fim da disputa. Mas, o piloto Diogo Moreira deu trabalho para Gabriel. Os dois até chegaram a fazer o mesmo tempo de volta mais rápida. Nos últimos minutos Diogo acelerou mais e quase passou, mas não deu para ele, e terminou em segundo.

Cristyan Rian Podium 50cc A_

Pódio da categoria 50A da etapa do Brasileiro de MX em São José

A primeira etapa das categorias 50 foi em abril deste ano em Carlos Barbosa. Esta prova em São José, marca a segunda etapa da categoria no Brasileiro deste ano. No Rio Grande do Sul Gabriel Andrigo chegou em primeiro. Agora repetiu o feito, e pretende se manter na frente.

GABRIEL BOHRER_

Gabriel Bohrer Andrigo

“Eu vou tentar faturar todas as provas e ser campeão invicto. Estou treinando bastante para isso. E vou treinais ainda mais para as próximas etapas”, comenta Gabriel.

Categoria MX3

Mais líder do que nunca. Milton Becker, o Chumbinho, voltou a vencer pela MX3 durante a 6ª etapa do Campeonato Brasileiro de Motocross, realizada neste fim de semana no Motódromo Marronzinho – João Paulino da Silva Junior.  

Chumbinho chegou a 147 pontos na temporada 2013 e ampliou a vantagem para o 2º colocado Erivelto Nicoladelli, que possui 113 pontos, 34 a menos que o líder da competição. “Não gosto muito de ficar olhando números e de fazer contas. Mas não tem como fugir muito da matemática. Vou continuar correndo para vencer”, conta o piloto.

Chumbinho_

Milton ‘Chumbinho’ Becker

Chumbinho largou mal, mas logo fez uma prova de recuperação. Antes de completar a primeira volta, Chumbinho já era o terceiro colocado. Com um ritmo mais intenso, o piloto conseguiu boas ultrapassagens sobre Erivelto Nicoladelli e Richard Beiros. “Eu dei uma desconcentrada na reta de largada. Depois tive que impor ritmo e manter a calma para buscar as linhas da pista mais apropriadas para não sofrer com o desgaste físico”, explica.

No fim da prova Richard ainda tentou pressionar Chumbinho, mas já não dava mais tempo. Quem conseguiu uma importante ultrapassagem foi Mariana Balbi. A piloto passou a frente de Davis Guimarães e assumiu a quarta colocação da prova. 

Milton Becker que é o atual campeão da categoria, agora está ainda mais perto de manter título com essa vitória em casa. “Sou catarinense e adoro correr aqui. O público vem, prestigia e te empurra mesmo. É um verdadeiro show”, ressalta. 

Categoria Feminina

Mariana Balbi permanece líder na MXF do Brasileiro de Motocross. A piloto venceu a prova deste sábado, 15, durante a etapa da competição realizada neste fim de semana em São José.

A piloto chegou a 50 pontos e se manteve na ponta da classificação. Mariana Balbi ainda ampliou a vantagem para a segunda colocada Stefany Serrão, que agora está a oito pontos da liderança. “É uma emoção muito grande vencer. Foi um dia muito especial porque eu consegui subir no lugar mais alto do pódio”, afirma Mariana.

Mariana Balbi_(1)

Mariana Balbi

A disputa é na tabela pela liderança e também dentro da pista. Setefany Serrão largou na frente, seguido por Maiara Basso e Mariana Balbi. A líder da competição logo ultrapassou Maiara e partiu para cima de Stefany. A briga pela ponta da prova ficou emocionante, mas as duas acabaram caindo. “Nos enrolamos em uma curva e acabamos caindo. Graças a Deus consegui levantar rápido e assumir a liderança da prova”, explica Mariana.

Já Stefany Serrão não teve a mesma sorte. A piloto demorou muito para levantar e perdeu posições. Enquanto isso Brunna Bartz aproveitou para fazer a ultrapassagem sobre Maiara Basso e assumiu a segunda colocação da prova.

Stefany Serrão que iniciou uma prova de recuperação após a queda, deu emoção a prova na reta final. Na última volta conseguiu ultrapassar Maiara Basso e ficar com a terceira posição. Serrão segue na 2ª colocação da classificação geral da competição.

Podium MXF_(1)

Pódio da categoria MXF da etapa do Brasileiro de MX em São José

A categoria é disputada em quatro das oito etapas do campeonato Brasileiro de Motocross. Com esta já foram duas. Agora os pilotos vão encaram as etapas de Foz do Iguaçu, no Paraná, e Senador Canedo, em Goiás. 

A sexta etapa do campeonato Brasileiro de Motocross teve a organização da CBM (Confederação Brasileira de Motociclismo) e realização da FCM (Federação Catarinense de Motociclismo). O campeonato 2013 tem o patrocínio da Rinaldi, Honda, Yamaha, X Motos do Brasil, Petrobrás, Lubrax, IMS Racing, Peterlongo e Circuit. A etapa também tem como patrocinadores o Governo do Estado de Santa Catarina, Fundesporte, Fesporte, Prefeitura de São José, Fundação Municipal de Esportes de São José, Secretaria de Infraestrutura de São José, Grupo Geração e Destak Transportes.

 

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly